Pin It button on image hover

terça-feira, outubro 22, 2019

Ekos Alma - Natura



Conceito

Minha intenção não era um perfume. Entrei na loja Natura para comprar um delineador. Os cosméticos são bons. Eu uso.
No caixa me deparei com o frasco bonito em forma de gota, de transparência âmbar. Soube que era lançamento, recém chegado, e na mídia encontrei o conceito. Bonito.
Foi  concebido para ser essência Alma da Amazônia encerrada no frasco representando  um "fóssil vivo".
Segundo Verônica Kato, perfumista da Natura, que atuou ao lado  do françês Yves Cassar (IFF),  esta fragrância é inspirada no ciclo da vida da floresta.


Verônica diz que a raiz de priprioca simboliza o contato com a terra, a semente de cumaru traz a doçura, o elixir da vida e a indulgência, breu branco é o incenso que purifica, madeira de copaíba  a força da cura, e vitória-régia simboliza a beleza e a força do feminino.
Três anos de pesquisas, em torno das espécies brasileiras,  levaram ao deo-parfum que tem edição limitada e será lançado uma vez por ano.
O método de produção está vinculado ao preparo da matéria-prima,  pois o óleo de priprioca é maturado em madeira durante doze meses. Assim é possível que a característica olfativa se altere ligeiramente, como nas safras de vinho.
Um bônus oferecido pela marca é o code QR  que proporciona ao consumidor uma meditação guiada.
Ekos Alma deo-parfum está disponível em frasco de 70ml por R$ 250,00.


Opinião Pessoal

Levei o frasco ao nariz (exatamente como não se deve fazer) e percebi as madeiras de imediato. Doce em boca de criança! Adoro amadeirados.
Não ficou devedor. As madeiras são devastadoras, envolventes, úmidas como a entrada de uma floresta.
Enquanto ouvia distraidamente a vendedora prometendo 12 horas de fixação, (na verdade umas 8h) vagueei mansamente pela terra  do Oud.
E vieram as especiarias. Não listadas, mas sentidas.  Canela e cravo flutuando no ar. É possível que seja apenas o picante exótico dos tubérculos de priprioca, também conhecida como "Aroma do Pará", cidade que é a porta de entrada para Amazônia.
Docura!  Brisas passageiras de mel...de onde veio este mel? O doce de cumaru é muito diferente.
E novamente Oud. Ou alguma matéria-prima enfumaçada, curtida, amadeirada numa proposta diferente. Ainda não sabia da maturação da priprioca em madeiras, talvez seja este o aroma que não decifrei. E naturalmente que não se esqueça da contribuição de breu branco e da suavidade aromática  da copaíba. Amo óleo de copaíba.
Floral sim. Existe, mas é nebuloso. O que realmente predomina é  amadeirado exótico, resinoso e um pouco balsâmeo.
Na base depois de muitas horas deixa no tecido resíduos balsâmicos intensos, na pele evolui de forma diferente.
Este perfume me deixou contente. A história é bonita, e vai além. Existe uma qualidade de formulação,  aroma com nuances diferentes e ao mesmo tempo se mostra bem engajado na  tendência de mercado,  das fragrâncias amadeiradas/oud.
Diria que adequado para mulheres e homens dotados de alguma ousadia e maturidade. Não necessariamente a física, porém a do espírito que se inclina ao singular.
Senti vontade de ter. Talvez eu me presenteie com um frasco...talvez ($?). Para usar, perpetuar em fotografias e incluir uma amostra na  minha "perfumoteca"

Plantação de Priprioca em Santo Antonio - PA Foto de  Quinari Óleos

Ficha Técnica

Família Olfativa: Floral amadeirado, outubro de 2019
Gênero:Unissex
Perfumista:Verônica Kato, Yves Cassar
Designer: Natura
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima


Túberculos de Priprioca - imagem de UFOPA

Pirâmide Olfativa
  • Topo  - Vitória-régia
  • Coração -  Tintura de terra (sintético), priprioca, palo santo, cumarú.
  • Base -  Priprioca, breu branco, copaíba,  madeiras e resinas.
Similaridades 
Apesar da evolução diferenciada, na transição do coração para a base, recordei  notas de La Petit Fleur d'Or de Paris Elysees, que por sua vez segue a linha olfativa de Valentina Oud Assolu e Soir de Orient da Sisley.



 Arte Irmã: Lembrou-me uma leitura de adolescência, textos cativantes e ilustrações perfeitas - Os Rios e as Florestas







4 comentários:

  1. Amei a resenha! Despertou-me vontade de conhecer a fragrância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nel. É um perfume interessante, com bons momentos evolutivos. Porém tem esta característica OUD que talvez você não aprecie. Ou aprecie muito...Minha única ressalva é a pitada balsâmica. Poderia ser mais suave. Beijocas

      Excluir
  2. Tô bem curiosa nesse perfume. A Natura tá realmente surpreendendo, perfumes de alta qualidade. Esse deve ter algo do Magia da Floresta, um dos meus queridinhos!

    ResponderExcluir
  3. Natura de vez em quando lança algum perfume "fora da curva". Apostam em aromas mais exóticos, menos certinhos e comerciais. Assim eles conquistam uma fatia de público bem fiel. Este é um amadeirado ousado. Encontrei outros de outra marca esta semana que também fogem dos batidos florais gourmand. Apesar de seguirem algumas linhas olfativas. Soliflore intensos, bombas dos anos 80 e aromas verdes. Tudo que eu gosto. Bjoca

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!