Pin It button on image hover

sexta-feira, fevereiro 09, 2018

Tuberosa, Nardo, Angélica e Perfumes



Tuberosa flor  tem vários sinônimos ou denominações na América do Sul.
É conhecida como nardo, angélica-de-bastão, angélica-do-jardim, jacinto-da-Índia, haste-dourada, ou vara-de-São José.


O que pode levar à confusões, pois outras flores extremamente aromáticas recebem o mesmo nome.
Nardo ou espiganardo (Nardostachys jatamansi) cresce nas regiões do Himalaia - Índia, Nepal e provavelmente é a flor rósea e fragrante das citações bíblicas. Dos rizomas obtém-se óleo aromático, espesso, de cor âmbar que pode ter uso na fitoterapia, fabricação de incensos ou na perfumaria. É medicamento herbal contra insônia e dificuldades no parto.


Angélica (Angelica archangelica ), também é conhecida como angélica-do-jardim, aipo selvagem ou angélica norueguesa. Muito aromática e interessante para a fitoterapia e perfumaria. O óleo essencial de sementes e raízes é claro, rico em cumarinas, α-pineno, β-pineno, camphene, myrcene, β-phellandrene, limoneno, cariofileno, borneol e carvona  entre outros. Possui odor almiscarado
 

Entretanto, a nossa Angélica ( Polianthes tuberosa) de interesse é mais conhecida na área da perfumaria como tuberosa, referência às raízes ou tubérculos. Flores  dispostas em grandes ramos de cor branco acinzentadas ou creme com  folhas verde brilhante são extremamente perfumadas.
Encontrei artigos referindo tuberosa como rainha-da-noite e descobri através de uma perfumista que esta é sua denominação na Índia. 




Dama-da-noite (Epiphyllum oxipetalum) by Vivien Zanlorenzi
 
Porém no Brasil rainha-da-noite ou dama-da-noit são outras flores extremamente perfumadas. Duas espécies diferentes levam este nome: Jasmim noturno (Ceestrum nocturnum)e dama-da-noite (Epiphyllum oxipetalum).
Para eliminar dúvidas o melhor caminho é considerar a nomenclatura científica.


Polianthes tuberosa, originária do México, destaca-se em várias culturas e mitologias. Faz parte do cerimonial de casamento de tribos indígenas sendo conhecida pelos astecas como "flor-de-osso".
Literatura  indica o óleo essencial das raízes para estimular a libido,  diminuir o estresse e ansiedade, reduzir inflamações, desodorizar e estimular o sistema cardiovascular.
Entretanto para todas estas flores existe um consenso: excessos podem causar intoxicação e perturbações neurológicas.
Um conceituado perfumista brasileiro usava pó das raízes na preparação de cosméticos, e cita a literatura de Jeanne  Rose como referência. Entretanto literatura  refere fabricação de absoluto das flores utilizando solvente,  e obtenção de óleo essencial por enfleurage e métodos contemporâneos para resultados similares.



Na perfumaria inúmeras marcas tem perfumes que incluem tuberosa na pirâmide olfativa, entretanto boa parte deles não mostra a flor como estrela principal.
Pesquisando junto à perfumistas, designers de perfumaria e colecionadores elaborei uma lista de fragrâncias soliflors, ou  que centralizam a nota floral em tuberosa.
Segundo informações recebidas a exótica e indomável  tuberosa brilha e reina nestas fragrâncias em todo seu esplendor.
Esta listagem, em ordem alfabética, inclui clássicos famosos ao lado das exclusivas perfumarias niche, natural ou botânica.

Fragrâncias com Nardo


Alma de Nardos - Arkadia Aromas e sabores de Autor 
Liliana Pagnotta , perfumista de Arkadia, trabalhou o aroma de nardo, um dos mais difíceis de capturar na perfumaria, com notas lima Kaffir e bergamota da sicília; óleo essencial de nardo de Grasse; almíscar branco e fava tonka.



Himalaya - Michel Rounitska
Notas olfativas: Cipriol indiano ou nargamotha, nardo do Himalaia, jasmim indiano, frankinsence, madeira de sândalo, patchuli, notas ozônicas.
Composição que carrega a  talentosa parfum signature de Michel Roudnitska.
Retrata do Himalaya  a montanha em sua expressão máscula e arborizada, embora inóspita,  bela, livre  e  transcendental.
A fragrância está disponível em edição limitada, colecionável,  de 200 frascos  assinados pelo perfumista em embalagens de 30ml e 50ml.

Rainforest - Ayala Moriel Parfums 
 A perfumista Ayala criou neste chypre masculino uma composição aromática e verde com notas de abeto, musgo de carvalho feno e zimbro. O floral traz nardo branco (spikenard ou muskroot).
ou neste chypre masculino uma composição aromática e verde com notas de abeto, musgo de carvalho feno e zimbro. O floral traz nardo branco (spikenard ou muskroot).

Fragrâncias com Tuberosa

Acqua di Colonia Tuberosa - Santa Maria Novella  Profumo
Soliflore de tuberosa  promete aroma oriental sedutor e persistente. Lançada em 1938  a nota central está acompanhada de trevo e pimenta.

Imagem - Osmoart

Agent Provocateur Tuberose Intoxication- Agent Provocateur
Apesar de não ser lançado como fragrância, mas óleo corporal para massagem, merece destaque pelas notas de tuberosa e gardênia.


Being Bliss - Libby Patterson Organics /LPO Organics
Libby Patterson é perfumista na empresa LPO Organics em Davenport na California desde 1979. Associa-se com pequenos agricultores e herbalistas para produzir  perfumaria niche dentro dos princípios de preservação do meio ambiente.


Beyond Love - By Killian
Marca francesa niche do grupo Estee Lauder atua no mercado desde 2007. Beyond Love leva assinatura de  Calice Becker.


Blonde - Versace
Floral branco de 1995, assinado por Nathalie Feisthauer, mostra tuberosa animalic e almiscarada.


Bubblegum Chic - Heeley Paris Perfumes e Colognes
O perfumista James Heeley, criador da marca parisiense, responde pelas fragrâncias desde 2010


Carnal Flower - Frederic Malle 
Luxuriante, picante e sensual a tuberosa presente na fragrância  foi idealizada por Dominique Ropion
em 2005


Dame’s Tuberose Soliflore - Dame Modern American Perfumery.
Três gerações da família Dame ( avô, pai e filho) são responsáveis pela criação da marca.



Deco Diamonds - DSH Perfumes
Dawn Spencer Hurwitz  perfumista e criadora da marca elaborou em 2013 o chypre aldeídico de flores brancas onde  predomina a tuberosa.acompanhada de gálbano, musgo de carvalho, civeta e ãmbar cinzento. Internacionalmente reconhecida, começou seu trabalho e estudos aromáticos em Boston, 1993.  Defensora da perfumaria natural cria fragrâncias e  compartilha seu conhecimento com vários designers de perfumaria.


Durga - DS & Durga 
D.S. & Durga é uma casa de perfume baseada no Brooklyn, fundada por David Seth Moltz (músico)  e Kavi Moltz (arquiteto) em 2007. Os originais perfumes  baseados em plantas coletadas pelo mundo são criados no atelier.


Doped Tuberose - Griffi 
Lucca Gritti é perfumista e criador da perfumaria em Veneza , Italia  - 2010. Doped é floral balsâmico de 2014.


Figment Woman- Amouage
Lançado em 20170 chypre floral de Amouage apresenta bouquet branco condimentado e animalic. A perfumaria de Oman criou sua primeira fragrância em 1983.



Fleur de Caramel - Purrfumery, Velvet Sweet Pea's
De acordo com a perfumista Laurie Stern ( perfumaria botânica) esta é uma tuberosa suave e generosa que divide a cena com o aromático lírio-do-brejo ou white  ginger lilly.
PS: Adoro o visual lúdico e vintage desta marca.


Folies des Bois - Ann Steeger Perfumes e Colonias.
Além da tuberosa citada pela perfumista Ann Steeger a fragrância amadeirada aromática apresenta acordes com pomelo, flor de azhar, pimentas frutinhas vermelhas, patchuli, gerânio, cedro, benjoim e vetiver. Comparthilhável.



Fracas - Robert Piguet
Renomada casa francesa de alta costura lançou seu primeiro perfume  em 1944. No endereço da Champs Elysees, Paris recebia a elite parisiense desde 1938. Fracas de 1948, da nez Germaine Cellier,  é considerada referências entre fragrâncias de tuberosa.


Gianfranco Ferre  Women- Gianfranco Ferre 
A grife italiana ingressou na perfumaria com a primeira criação em 1984. Gian Franco Ferre, fragrância feminina é oriental floral branco onde predominam notas de tuberosa e narciso.




Jardins de Bagatelle - Guerlain
Clássico e vibrante floral branco de 1983 criado por Jean Paul Guerlain.


Kupaloke La Fleur by Livvy  - La Fleur by Livvy Natural Perfumes
Lançado em 2018 a fragrância leva assinatura de Olivia Larson. Niche perfumaria certificada pela International Perfume Foundation, desde 2013, sediada em EUA.



L'eau Scandaleuse - Parfums de Liberté
Criação do perfumista bretão, Anatole Lebreton. Segundo comentário do nez,  a fragrância promete ser generosa, selvagem e sexy. Conttém 10% de absoluto de tuberosa. em dueto com nota de couro. Acompanham notas de davana, pêssego, nargamota, catoreo e musgo de carvalho.



Moon Bloom - Hiram Green
De 2013 mostra tuberosa gourmand acompanhada por notas verdes e coco. Hiram Green é designer de perfumes de Netherlands ( Países Baixos / Holanda)


Noix de Tubereuse - Miller Harris
A ensolarada fragrância, inspirada nos campos de Grasse, foi assinada pela perfumista Lynn Harris em 2003.

Nuit de Bakelite - Naomi Goodsire.
Lançada em 2017 e criada por Isabelle Doyen revela tuberosa verde e fresca.


Nuit de Tuberose - L'Artisan Parfumeur
De Bertrand Duchaufour a fragrância de 2010  revela tuberosa  dramática, terrosa, mlíflua, quente e balsâmica. L'Artisan Parfumeur é casa francesa da perfumaria desde 1978.


Nuit Noire - Mona di Oro
Interpretação de tuberosa inspirada na Africa  que  adiciona flor de laranjeira, almíscar, couro, baunilha e especiarias. Mona di Oro, de Netherland ( Países Baixos/Holanda) é perfumista e criadora da marca.



Ombre Índigo - Olfactive Studio
Céline Verleure criou Olfactive Studio fruto da paixão pela perfumaria, beleza das formas e arte. Dentro de uma  visão singular sobre perfumaria  lançou este oriental floral  em 2014. Nele a perfumista Mylene Alram  mistura tuberosa com notas de couro, açafrão, ameixa, âmbar cinzento,  benjoim e almíscar


Pichola - Neela Vermeire Creations , Parfums Paris
As fragrâncias da marca resultam do trabalho conjunto de Neela Vermeire, Bertrand Duchaufor e de Pierre Dinand que idealizou os frascos. Em Paris. Pichola está centrada em tuberosa.



Razala - Ayala Moriel Parfums
De Vancouver  a fragrância que carrega nome árabe mostra tuberosa entre outras flores brancas enfeitadas por madeiras e pelo verdadeiro ambergris coletado na praia. Família Oriental Amadeirada Especiada.


Song of Songs - Ayala Moriel Parfums
Assinada por Ayala Moriel esta fragrância oriental apresenta acorde floral com nardo branco (spikenard ou muskroot) acompanhado por mirra, frankincense e ládano.




Schizm - Ayala Moriel Parfums
Chypre floral ( 2012) de flores brancas onde tuberosa se destaca   acompanhada de várias madeiras e da singular nota do cogumelo míscaro ou tortulho.



Sotto La Luna Tuberose - Tauer Perfumes 
A composição com tuberosa nas notas de coração e base indica floral quente e condimentado. Criada pelo perfumista suíço Andy Tauer em 2015, dez anos após o início da maraca.


Treazon - Ayala Moriel Parfums
Perfumista em Vancouver, Canadá Ayala Moriel criou um luxuriante solifore em 2012, inspirada no perfume intoxicante das flores ao anoitecer.


Tubereuse - DSH Perfumes
Criação de Dawn Spencer do ano 1998 , apesar de estar com praticamente 20 anos de idade ainda é um dos grandes sucessos da marca. Na sua composição entram absoluto de tuberosa, cedro do himalaia, cera de abelha francesa , cítricos, acácia e sândalo.


Tubéreuse 1 Capricieuse - Histoires de Parfums
Designer nicho lançou a primeira fragrância em 2000. Apresentou a trilogia sobre tuberosa, em variadas interpretações, no ano 2010
Capricieuse relatado como floral oriental gourmand , picante e hipnótico,  reúne tuberosa com íris e açafrão.
Tubéreuse 2 Virginale - Histoires de Parfums
Floral oriental de tuberosa, romântico e opulento
Tubéreuse 3 Animale - Histoires de Parfums
Tuberosa mística e intensa aliada à notas de tabaco e imortelle.


 

Tubéreuse Interdite eau de parfum - La Cie des Parfumeurs - Ann Steeger Paris
Da criativa designer  de cosméticos e perfumes de nicho Ann Steeger as criações  surgem de processos artesanais e técnicas modernas dentro de filosófia naturalista e ecológica.



Tubereuse Criminelle - Serge Lutens
Designer de perfumes desde 1999  lançou a fragrância floral intoxicante neste mesmo ano assinada por Christopher Sheldrake.


Tubereuse Indiana - Creed 1760
Tradicional designer de nicho francesa apresentou sua primeira fragrância em 1781. Olivier Creed( sexta geração) concebeu  o soliflore de tuberosa indiana lançado em 1980.


Tuberose - Keiko Mecheri
Oriental,  animalic, balsâmica e doce a criação (2010) de Keiko Mecheri . Nascida em Atami no Japãp  desenvolve perfumaria niche, orgânica e espiritual,  na California desde 1998. Ganhou prestígio internacional com o admirado e delicioso Loukhoum.


Tuberose Flash - Tauerville 
Do perfumista Andy tauer , esta tuberosa (2016) promete ser cálida e vem acompanhada de jasmim e flor de laranjeira.


Tuberosa do Egito - Phebo
Tradicional perfumaria brasileira apresenta fragrância suave de flores brancas com destaque para tuberosa.


Tuberose Gardênia - Estée Lauder.
Private Collection  Tuberose Gardênia é um tributo à avó de Aerin Lauder, sua admiração pelas flores brancas e à  antiga Private Collection de 1973.


Today - Avon
Doces e exóticas flores brancas no floral verde e almiscarado. Entre as fragrâncias atuais é a que mais se aproxima da tuberosa.



Velvet Tuberose Solid - Aftelier Perfumes
Mandy Aftel  tem um exclusivo estúdio em Berkeley Califórnia onde desenvolve várias atividades relacionadas à perfumaria , Há 30 anos cria perfumes, escreve livros e ministra cursos. Seus produtos naturais incluem ativos que servem da perfumaria à culinária.


White Potion - Ayala Moriel Parfums 
Outra soliflore da marca  canadense  cuja tuberosa está embalada em sândalo , coco e fava tonka

OBS: Esta é uma listagem dinâmica. Oportunamente novas fragrâncias serão acrescentadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!