Pin It button on image hover

sexta-feira, fevereiro 16, 2018

Capucci - Designer Roberto Capucci



No início dos anos 50 Roberto Capucci  jovem e talentoso romano, herdeiro bem nascido, estudante da Accademia delle Belle Arti, aos 21 anos foi convencido a iniciar seu próprio negócio como designer de moda.
Adquirira alguma experiência trabalhando para o estilista Emilio Schuberth, contudo seu estilo peculiar e arrojado foi o que impulsionou uma carreira de sucesso, reconhecida em   Florença no mesmo ano que exibiu a primeira amostra do seu trabalho.


O então "menino prodígio"  introduzia  a moda italiana na modernidade e incentivado por Eugenia Sheperd fundou atelier em Paris onde desenhou durante sete anos, desde 1962.  Posteriormente se estabeleceu definitivamente em Roma.


Desenho arquitetônico  próximo ao estilo  de Charles James e Cristobal  Balenciaga, Roberto Capucci desenhou obras de arte  apresentadas silenciosamente numa atmosfera cathedrallike, na ausência de possíveis compradores comerciais, para plateia seleta de amigos e familiares.
Cada peça, dentro da  concepção pessoal, deve  transmitir de forma visual a mensagem e propósito.


Admirado pela nobreza e mundo das artes  vestiu Maria Pace Odescalchi, Marilyn Monroe, Esther williams e Gloria Sawnson.
Considerado o melhor designer de moda italiana das últimas décadas conquistou elogios de estilistas contemporâneos como Christian Dior e recebeu prêmios que enalteceram sua originalidade ao trabalhar com novas tecnologias, desenhando curvas e formas geométricas distantes do tradicional reflexo do corpo feminino.


Em 1956 foi premiado com a medalha de ouro de Veneza para projetos de moda.
Desde criança demonstrou interesse pelas  formas e cores, desenvolvendo visão crítica ao observar as vestimentas das mulheres da família.
Adulto afirmou que estes estudos  silenciosos, aliados as formas inspiradoras da Natureza,  principal mentora, embasaram  a  criatividade e senso de equilíbrio na  busca constante de harmonia e  perfeita proporção.


Voltado para  moda acadêmica e pouco comercial transformou suas esparsas coleções em amostras de arte exibidas nas grandes cidades do mundo - Toquio, Milão, Viena, Roma, Florença.
Várias peças coletadas foram arrematadas por museus, colocadas ao lado de esculturas e pinturas evidenciando o reconhecimento da sua genialidade.
Transformou-se rapidamente num mestre cujos seguidores, em diversos países europeus, como Belgica e Espanha, elaboram projetos e coleções baseados nas suas criações de formas inéditas.
Parte dos negócios Capucci foi vendida em 2001 e embora não costumasse trabalhar no design junto a assistentes sua equipe incluiu designers como Sybilla e Bernhard Wilhelm.
Capucci define suas criações  como obras de luxo, não no sentido de opulência  e ostentação, mas de riqueza artística econceitual, longe da realidade feminina cotidiana


Moda para poucos onde expressa sua busca pela beleza e pureza.
Evitou constantemente ser influenciado pelas tendências de mercado o que não preencheu as expectativas comerciais  dos fabricantes de moda.
Considera este equilíbrio entre a vontade do designer  e do fabricante algo muito difícil de alcançar. Para ele um vestido não é apenas uma forma, mas um símbolo, produto de uma visão idealizada


Recentemente  vários trajes famosos, de variadas coleções, foram expostos no Museu de Arte da Filadelfia onde o diretor Timothy Rub afirmou:
-" Roberto Capucci rompe as fronteiras entre arte e moda. A qualidade arquitetônica e cultural do seu trabalho, suas técnicas inovadoras e seu uso extraordinário da cor trarão  excepcional atração para os interessados  em estilo e desing".


Na perfumaria destaca desde 1963 elaboradas fragrâncias:
Parce Que !women - 1963, Graffiti women - 1963,Capucci Pour homme- 1967,Yendy women - 1974, Punjab men - 1979, Filly women - 1983, Nuance women e Nuance men - 1983. R de capucci men - 1985, Capucci de Capucci women - 1987, Jour d'Étè men,  Balada A Venice women - 1996, Opera III women - 1999, Opera IV men - 2000.

VÍDEO: Museo Capucci - Firenze



Imagens: Capucci -NY- 1985 por Fiorenzo Nicolli; Roberto Capucci 2001 por Fiorenzo Nicolli; Vestido Arance sculpture de 1982;vestido para Anna Caterina Antonacci em 1999;Vestido Capucci; Vestido Bouganvillea de 1989; Vestidos Capucci 1985 por Fiorenzo Nicolli;capucci Mozart; Capucci Nove gone de 1958, Parfums Capucci AD.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!