Pin It button on image hover

sábado, janeiro 27, 2018

Poison - Christian Dior


Conceito
Le parfum  est le poison du coeur ( Paul Valéry). Nesta citação poética está o conceito de Poison da casa Dior.
Nascido nos anos 80, para um mercado saturado pelas típicas  fragrâncias ambaradas da década anterior. 
A mais impactante das fragrâncias Dior apostava em doses exageradas de flores, especiarias, madeiras e intoxicantes notas doces em acento oriental moderno,  numa orgia olfativa que deu certo. Surgia  um ícone "love or hate".
Intensa campanha publicitária lançou esta resposta francesa às poderosas bombas olfativas americanas tornando-a, como Opium de YSL, uma das principais fragrâncias dos chamados "parfums coups de poing".

Imagem: by The Black Narcissus
 
Impressão Pessoal
Minha primeira vez com Poison foi chocante!
No final dos anos 80 estava sobre o toucador de uma amiga que viajava muito. Feliz acaso pois era incomum encontrar perfumes internacionais, recentemente produzidos, nas perfumarias locais.
Aquele veio na mala!
Borrifei ligeiramente no pulso e fiquei atordoada. Seria exagero dizer nauseada, mas foi próximo.
Envolveu-me numa  antagônica e simultânea sensação de repulsa e fascínio.
Devo confessar que aconteceu pouco antes de encontrar meu perfume assinatura,  Mystere ( Rochas), quando o  olfato jovem ainda era pueril e inocente. Nos anos seguintes fragrâncias mais complexas  e marcantes atraíram minha atenção, provocando inesperadas  paixões olfativas.

 Setembro de 2003 - publicidade com mensagem subliminar

Com o decorrer do tempo experimentei Poison novamente e mudei minha percepção.
Nunca usei, entretanto sinto vontade de ter uma garrafinha pra chamar de minha. Mesmo que hoje ele pareça mais suave, como se  algum encantamento tivesse suprimido sua força, diluído seu veneno.
Um pouquinho...só um pouquinho.
Certamente sucumbiu aos apelos do mercado,  as limitações de matéria prima... reformulado como muitos clássicos da perfumaria.
Seu aroma?
Único! Floral, temperado com especiarias quentes e verdes, ligeiramente frutado, incensado, denso e cremoso. Traduz perfeita harmonia entre madeiras e doçuras intoxicantes dos acordes de base.


Todas características aromáticas balsâmicas e cálidas  remetem ao visual do belo  frasco, arredondado, voluptuoso e sedutor no profundo e escuro púrpura das ameixas.
Um belo clássico! 

Ficha Técnica
Família Olfativa: Oriental floral, 1985

Gênero: Feminino
Perfumista: Edouard Fléchier (Roure) e Maurice Roger
Designer:Christian Dior
Rastro: Intenso
Fixação: ótima
Frasco: Maurice Marinot e Véronique Monod


Pirâmide Olfativa
  • Topo: Coentro russo, ameixa, frutos silvestres, anis, palissandro ou pau-rosa ou jacarandá da Bahia, mace (da noz-moscada). 
  • Coração: Cravo, jasmim, flor de laranjeira africana, lírio-do-vale ou lírio-de-maio, tuberosa, opoponax, canela, incenso, rosa, mel.
  • Base: Vetiver, almíscar, sândalo, cedro da Virgínia. ládano, âmbar. heliotrópio, baunilha.


Similaridades: Poison Esprit - Dior; Cobra Jeanne Arthes; Cumplice - L'acua di Fiori; Absinto - água de Cheiro; Cobra - Al Rehab; Madame de Julie - Julie Burk; Absinto - Água de cheiro; Goldie - O Boticário. Jil Sander Nº4 - Jil Sander, Love Potion - Oriflame; Prada Infusion de Tubereuse - Prada; Rare Pearls - Avon; Red Door - Elizabeth Arden; Natori - Natori;  Dita Von teese - Dita Von Teese;  Chacal - Milton lloyd


Arte Irmã: Se fosse uma música seria...Game of Thrones Main Theme Violin Cover by Kezia Amelia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!