Pin It button on image hover

domingo, janeiro 21, 2018

Chanel N.5 - O Inesquecível


"Some drops a Chanel  N.5" (Marylin Monroe)
Muitos fashionistas admitem que este talvez  seja o slogan perfeito  a representar Chanel N.5.
Para outros talvez seja o pedido de Coco Chanel feito ao perfumista Ernest Beaux no início dos anos 20:
- "Create a perfume wich smell like woman"


E assim foi. Com uma dose (acidental? ) de aldeídos muito maior do que a usual  Chanel N.5 se transformou no mais icônico perfume floral dos tempos modernos.
Apresentado para madame Chanel em 5 de maio de 1921 destacou-se como  fragrância de jasmim,  rosas, neroli e íris, tão  fresca e limpa como o ar gelado dos árticos. Produzido em edição especial seu primeiro destino foi presentear amigos e clientes de Madame Chanel.
Hoje, significa aroma atemporal , floral clássico intenso, marcante e refinado, sendo amado por milhares de pessoas.
Não todas. Algumas gentilmente dizem ser bom, mas não para elas. Outras simplesmente odeiam.
Considero eterno.


Apesar das controvérsias é a fragrância mais reconhecida na história da perfumaria moderna.
Segundo interessados na história de Chanel N.5 existem composições que diferenciam o parfum de eau de parfum e eau de toilelete . 
Relatos on line  afirmam que o original parfum usava óleo essencial de jasmim cultivado em Grasse, enquanto  eau de parfum,  lançado nos anos 50,  abrigava em sua composição uma mistura de óleos de jasmim de várias procedências, além do ênfase nas notas de couro e madeiras. Eau de toillete difere ligeiramente dos anteriores pela composição mais leve,  acentuando notas cítricas.


Entretanto, as raízes do nascimento de Chanel N.5 aparentemente são mais longínquas.
Em Moscou a mais proeminente perfumaria russa, fundada em 1843 por Alphonse Rallet, lançou em 1913 uma criação do perfumista Ernest Beaux em homenagem à Catarina, a Grande.



Em Bouquet de Catherine ou Buket Ekateriny  Ernest utilizou o intrigante aldeído C12 MNA, que fazia sucesso no perfume Quelques Fleurs de Houbigant criado por Robert Bienaimé (1912).
Contudo a fragrância de Beaux não convenceu a nobre clientela russa.
Nesta época estourou a revolução Russa (1917)  e a elegante perfumaria Rallet foi transformada numa fábrica de sabão pela União Soviética bolchevista.
Grande parte  da equipe da perfumaria se deslocou para Grasse na  França fugindo da revolução bolchevique. Até aquele momento as relações comerciais entre Rússia e  Europa eram muito produtivas, Finalmente  a equipe de perfumaria e cosméticos Rallet se estabeleceu definitivamente na França.
Na verdade a empresa original,  que começou como fabricante de velas na Rússia, havia se tornado  propriedade da grande  Chiris em 1898, após atravessar dificuldades financeiras,  mantendo o nome Rallet. A fábrica russa, mudou de nome e desvinculou-se totalmente da unidade francesa após arevolução.



Bouquet de Catherine  foi então relançado como Le Nº 1 Rallet para o comércio europeu e americano.
Consta que na época  Beaux , que esteve a serviço do exército russo  até 1919, voltou para a França,  oportunamente se desligou da casa Rallet,  e iniciou oficialmente seu trabalho para Parfums Chanel em 1924.
Neste período  a também iniciante Coty adquiriu Le N.1 Rallet  que continuou comercializado com o mesmo nome.


Pesquisadores afirmam que Ernest Beaux relatou uma viagem aos círculos árticos onde teria se encantado com o frescor de um rio,  o que teria inspirado suas experiências para releitura da  antiga composição   Buket Ekaterina.
Talvez tenha associado este frescor à apresentação publicitária do recente Le Nº 1 Rallet, historicamente considerado precursor  de Chanel nº5. 


Similaridades: Amplamente imitado iniciou uma dinastia de perfumes florais aldeídicos.
Consta que são próximos em aroma Coty L'Aimant; Couture Vicky Tiel ;  Cachet  Prince Matchabelli; Sicily Dolce Gabbana;  Maitresse Agent Provocateur; La Perla eau de parfum; Magie Noir Lancome; Vraie Blonde Etat Libre D'Orange; L'Interdit Givenchy; Champagne (Yvresse) YSL; Cassandra Jeanne Arthes; UdV pour Elle Gold-Issime  Ulric de Varens; Shahana Gold Black Onix; Miss Elysees Paris Elysees; Traduções Gold Hinode;
Shalimar é citado como descendente que privilegiou notas de bergamota e íris sobre base de baunilha enquanto Chanel Nº5  fundamenta no  bouquet de jasmim, rosa, ylang e neroli sobre base lenhosa.


Ficha Técnica

Família Olfativa: Floral Aldeídico, 1921
Gênero: Feminino
Perfumista: Ernest Beaux
Designer: Chanel
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
Frasco: Chanel
Pirâmide Olfativa:
  •  Topo -Aldeídos, bergamota, limão, neroli, ylang-ylang
  • Coração -Jasmim, rosa, lírio de maio, íris  e raíz de íris
  • Base -Âmbar, madeira de sândalo, patchuli, almíscar, civeta, baunilha, musgo de carvalho, vetiver, rosewood ou jacarandá
 Arte Irmã:  Se fosse um filme seria ...O Pecado Mora ao Lado
The Seven Year Itch



Referências: Wikipedia, Swap You Wardrobe; Don't Forgeter The Mirror; Project Perfume;  Design Gipsee; Luxuo; Fragrantica, Basenotes

2 comentários:

  1. Uma aula de história da perfumaria moderna. Lindo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Gitano! Aprecio história e perfumaria. Os dois sempre fazem boa combinação. Beijocas de Elisabeth

      Excluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!