Pin It button on image hover

segunda-feira, fevereiro 09, 2015

Liliana Pagnotta, Arkadia - Bate e Rebate


Arkadia, Aromas y Sabores de Autor  é atelier para criação de fragrâncias exclusivas...e muito mais.
Atmosfera mágica e nebulosa nos cerca  distraindo a atenção (ou concentrando) a cada minuto, com frascos antigos, livros, artísticas porcelanas, cosméticos,  objetos de toucador e antiguidades.
Este cenário encantador se encontra no térreo de uma edificação de arquitetura antiga, em rua tranquila da charmosa capital portenha,  Buenos Aires.
Entre tantas  preciosidades naturalmente não faltam fragrâncias especiais, perfumaria nicho.


Liliana Pagnotta diretora e perfumista do atelier, escritora, estudiosa de antiguidades igualmente  se distingue pela cultura, elegância e multiplicidade de interesses.
Autora de vários e poéticos livros, participa de ONGs em defesa dos animais, estuda  museologia, se interessa por política, pelos problemas sociais, discorre com segurança sobre as propriedades fitoterápicas da matéria prima que utiliza;  e domina graciosamente a arte da cerimônia do chá.
Recebeu-nos gentilmente para uma xícara aromática, quando em visita à Argentina,  e estendeu esta delicadeza respondendo as perguntas do Bate e Rebate de Perfume Bighouse.

Perfume Bighouse
- El interés por la perfumeria, en que época sucedió?
Liliana Pagnotta
- Como siempre he relatado, la primera que resaltó mi facilidad para utilizar el olfato, fue mi abuela materna,  cuando me alentaba a jugar entre su camino de matas de lavanda. Fue ella también que  me "empujó" a Europa a realizar los primeros estudios formales de lo que todos (yo incluida) pensamos que seria mi pasatiempo. Podría decir que nací con esta inquietud, pues desde pequeña anduve esnifando  cuanta flor, resina o producto se me cruzara.


Perfume Bighouse
- Durante los años dedicados al arte como perfumista, cuál es la diferencia positiva y la negativa?
Liliana Pagnotta
-  No podría decir que hay cosas negativas. Siempre el crear una fragancia transporta, emociona y permite desplegar las alas de mi imaginación  para poder como si fuera "un músico" formar arpegios
con las "notas" de salida, corazón y base. Quizás cuando un cliente me encarga un perfume, el tardar en sincronizar su idea olfativa con mi " nariz puede llegar a ser un momento no tan positivo.


Perfume Bighouse
- Adonde usted busca inspiración para crear? Como usted conduce su proceso creativo?
Liliana Pagnotta
- Cuando me solicitan el desarrollo de un aroma, en principio paso algunas  horas en el lugar donde será aplicado, observando con mi "nariz", "mente" y "corazón" los movimientos de personas, objetos y materiales. No asocio a nada ni a nadie, solo estoy como en un estado de neutralidad para que toda la información me llegue...cuando sin haber hecho nada, "huello" por mi nariz...algo y mis ojos combinan esta fragancia con el lugar y las personas, podría decir  que llegó la inspiración. Tomo alguna nota y luego a mi atelier que es mi bunker privado al cual solo alguna persona autorizada accede.


Perfume Bighouse
- Que actividades usted consigue conciliar en la creación de perfumes?
 Liliana Pagnotta
- Podría resumir que soy una investigadora de lo que hay que perfumar, pues no olvidemos que el olfato es el sentido con mas memoria corporal, por eso recordamos luego de muchos años, el aroma del pastel  o la sopa de la abuela. Por ejemplo si fuiste abandonada por tu gran amor y él usaba Eau Sauvage, seguramente cualquier persona que lo use o que huela a alguna materia prima importante usada en ese perfume provocará una reacción adversa de emocionalidad, en ti.


Perfume Bighouse
- Que es lo que considera fundamental en la formación de un perfumista?
Liliana Pagnotta
- Yo creo que si bien podemos estructurar un triángulo aromático para un perfume, en sí es algo etéreo, volátil, hasta "alado" diría ( con alas) y que  no responde a nada más que los conocimientos de materias  primas, creatividad y sensibilidad para comprender que esa fragancia será distintiva para el que la encarga.


Perfume Bighouse
- En el Brasil, el mercado creativo para la perfumeria, es dominado por pocas industrias de gran tamaño, si lo comparamos con el mercado europeo o norteamericano, cuál es la situación para el arte creativo de fragancias en Argentina?
Liliana Pagnotta
- En Argentina el nicho del que hablamos es mucho más reducido. Podría decir que yo fui la " cool hunter"  hace 12 años, cuando comencé con una técnica de neuro marketing que se estaba  desarrollando en Estados Unidos...En esos tiempos comencé a hacerme más conocida, de todas maneras ya llevaba casi 18 años de carrera y tuve el desafio placentero de desarrolar la Identidad Aromática de Cadena Sofitel  en Argentina y el Hotel Faena. Ambos siguen utilizando la misma fragrancia y son conocidas internacionalmente.


Perfume Bighouse
- Cuéntenos un poco de sus últimas creaciones y cómo fueron desarrolladas.
Liliana Pagnotta
- Muy reciente podría decir el desafio que asumí hace unas semanas para crear la identidad de un Hotel que tiene que ver con El Tango, en una zona emblemática de buenos Aires y reciclado en un edificio histórico. En eso estoy disfrutando y combinado ideas, aromas e historia.


- Conversa regada ao delicioso chá em Arkadia merece inúmeras referências; assim ficamos com  gostinho de "quero mais" , que será atendido numa próxima edição. Liliana Pagnotta nos contará sobre uma viagem aromática,  a convite de outro país da nossa bela América do Sul,  resultando em mais um aroma com mil histórias para contar. 
No momento só nos resta agradecer a gentileza do tempo concedido por Liliana, um belo e perfumado regalo. Elisabeth

Imagens: Fotos e montagens de arquivo virtual de Arkadia e fotos e montagens de Elisabeth Casagrande

Tradução
Perfume Bighouse
- O interesse em perfumaria aconteceu em qual época da sua vida?
Liliana Pagnotta
- Como eu sempre disse a primeira que ressaltou minha facilidade para utilizar o olfato foi minha avó materna,  quando me encorajava a brincar entre os caminhos de arbustos de lavanda. Foi ela também que me "empurrou" à Europa para realizar os primeiros estudos formais no que todos ( inclusive eu) pensavam que seria o meu hobby. Poderia se dizer que eu nasci com esta inquietação, pois desde pequena andava cheirando toda flor, resina ou produto que encontrava.

Perfume Bighouse
- Durante os anos dedicados a arte como perfumista qual foi o saldo positivo e negativo?
Liliana Pagnotta
- Não poderia afirmar que haja ponto negativo.Criar uma fragrância sempre transporta emociona e permite dar asas a minha imaginação, para poder , como se fosse "um músico" compor arranjos com as notas de saída, coração e base.
Talvez quando um cliente me encomenda um perfume  se tardo a sincronizar sua ideia olfativa  com o meu "nariz"  pode ser um momento nem tanto positivo.

Perfume Bighouse
- Onde você busca inspiração para criar? Como conduz seu processo criativo?
Liliana Pagnotta
- Quando me solicitam o desenvolvimento de um aroma, a princípio passo algumas horas no lugar onde será aplicado, observando com meu "nariz", "mente" e " coração",  a dinâmica das pessoas, objetos e materiais. Não associo a nada ou ninguém, somente fico em estado de neutralidade para que toda informação me atinja...quando sem haver feito nada, olhando pelo meu "nariz"...algo e meus olhos combinam esta fragrância  com o lugar e as pessoas. Poderiam dizer que bateu a inspiração. escrevo a algumas notas e em seguida volto ao meu atelier, que é meu bunker ( depósito) privado, ao qual apenas algumas pessoas tem acesso permitido.

Perfume Bighouse.
-  Que atividades você consegue conciliar com a criação de perfumes?
Liliana Pagnotta
Você poderia dizer que sou uma pesquisadora de tudo que é relativo ao aromático.  Não devemos esquecer que  o olfato é o sentido do corpo com mais memória, e por isso lembramo-nos anos mais tarde  do cheiro de uma torta ou sopa da avó.  Por exemplo se você foi abandonada por seu grande amor,  e ele usava Eau Sauvage, certamente qualquer pessoa que o use,  ou que use alguma matéria prima importante usada nesta fragrância  provocará em você uma reação emocional negativa.

Perfume Bighouse
- O que você considera fundamental na formação de um perfumista?
Liliana Pagnotta
Creio que  podemos  estruturar um triângulo aromático para o perfume, em si algo etéreo, volátil, eu diria praticamente alado (com asas), que responda  a nada mais que  o conhecimento de matérias primas, criatividade e a sensibilidade para perceber que esta  fragrância será inconfundível para quem por ela é responsável.

Perfume Bighouse
- No Brasil o mercado criativo para a perfumaria é dominado por poucas indústrias de grande porte, se comparado ao mercado Europeu ou Americano. Qual é a situação para a arte criativa de fragrâncias na Argentina?
Liliana Pagnotta
- Na Argentina o nicho de que falamos é muito menor. Poderia dizer que eu fui a "cool hunter"  há doze anos  quando iniciei a técnica de neuro marketing que foi desenvolvida nos Estados Unidos. Naquela época  tornei-me mais conhecida, embora tivesse  quase 18 anos de carreira, e tive o desafio prazeroso de desenvolver a identidade aromática para a  Cadeia Sofitel e Hotel Faena na Argentina. Ambos seguem usando a mesma fragrância que são conhecidas internacionalmente.

Perfume Bighouse
- Conte-nos um pouco sobre as últimas criações de Arkadia
Liliana Pagnotta
Posso dizer  que recentemente, a algumas semanas,  assumi um desafio. Criar a identidade de um hotel que está relacionado com o Tango, em emblemático local de Buenos Aires, em um edifício restaurado. Nisto estou, gostando, combinando ideias, sabores e história.

2 comentários:

  1. Oi Beth!

    Delícia de entrevista, como tudo em seu blog :)
    Como são os aromas da marca?
    Bjs perfumados de coisas boas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris. Obrigada! Bom vê-la por aqui. Minha filha visitou Arkadia no verão 2014, a meu pedido, quando foi a Buenos Aires. Voltou encantada e afirmou que eu adoraria. E adorei. Naquela ocasião ela me presenteou com o Smell Me e um livrinho da coleção “Contos Para La Hora del Té”. Quando fui no final de 2014 trouxe o Zensuel que é um unissex limpo, resinoso, almiscarado com fixação fantástica. Aroma rico, de qualidade. A Liliana Pagnotto usa elementos naturais (com exceção dos de origem animal) e tem grande conhecimento dos óleos essenciais. Porém Arkadia tem mais : - Cosméticos, livros, chás e artefatos para presente inspirados nas épocas e datas especiais. Na epoca que eu fui ela estava trabalhando , entre outras coisas, em marcadores de livros muito lindos. Trouxe um esfoliante em pó feito com ativos naturais que deixa a pele uma seda e mais livrinhos da coleção “Té”. E como se não bastasse ainda degustei um chá delicioso, servido em porcelana antiga, naquele ambiente vintage e acompanhado de uma prosa pra lá de boa. Se você tiver oportunidade de passar pela cidade mão perca o estúdio. Mas agende antes , pois não é aberto ao público. Com certeza você amará. Beijocas

      Excluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!