Pin It button on image hover

segunda-feira, setembro 29, 2014

Laurence Siena no Bate e Rebate III

Caros amigos.
Palio eau de toilette, primeira criação da grife Lorenzo Siena Fragrances - New York nasceu com características que denotam quanto seu idealizador prioriza a qualidade e beleza dentro da perfumaria.
É a expressão de um sonho e Laurence Siena fundador, responsável pela empresa, divide suas impressões conosco demonstrando muita simpatia.
 *Reedição de Bate e Rebate postada em 02 de julho de 2009.

1. Elisabeth - Qual aroma ou fragrância representa épocas felizes da infância? E hoje qual seria sua preferência na perfumaria ?
    Laurence - Sinceramente, além da minha própria colônia - Palio, que uso todos os dias, Canoe de Dana me faz lembrar da juventude. Naturalmente eu desenvolvi o amor por fragrâncias durante os anos da minha adolescência, o que continua até hoje. Os aromas que mais gosto são: lavanda, sândalo, almíscar branco, menta, patchuli e jasmim estrela.


2.Elisabeth - Você lembra qual foi o primeiro perfume marcante que ganhou ou presenteou?
   Laurence - Quando era adolescente, Canoe foi a primeira colônia masculina que ganhei.

3. Elisabeth - O que determinou sua opção profissional para a perfumaria? Você sempre trabalhou com fragrâncias ou isto veio mais tarde na sua vida ?
   Laurence - A indústria da perfumaria é uma forma maravilhosa de arte. As pessoas podem não pensar desta maneira, mas é uma verdadeira criação artística. Arte sensual.
É a arte que vem aos sentidos através da beleza da Natureza e dos seus elementos.
Esta é a lição essencial!
Como uma bela música, pode nos falar de futuro ou de tempos passados.
E, se tiver sorte, a fragrância irá evocar os mesmos sentimentos, no futuro, como quando você a utilizou pela primeira vez, e como um vinho fino ou uma canção, ela poderá trazê-los de volta muitas vezes.
Não acho que alguém "ingresse" na indústria da perfumaria. É mais uma questão de "comunicação" com as pessoas e aceitação.
Como eu gosto de sair para restaurantes e de jantar em algum dos melhores - de Nova York à Xangai, muitas vezes pude observar as carreiras de alguns dos melhores chefs ( também aqueles que aparecem na televisão aqui nos Estados Unidos) e vi como eles começaram suas carreiras.
É surpreendente descobrir que alguns dos mais famosos nunca frequentaram escolas de culinária.
Como eles realizaram este sucesso ? dedicação e paixão pelo que fazem é a resposta.
Creio que se deva ter um "esforço empreendedor, paixão e amor" por este negócio.


4. Elisabeth - Qual é o perfume ou "scent" que você considera sensual? Acha possível que um perfume induza à um clima romântico ? 
    Laurence - Eu gosto dos "fougeres" para os homens. Penso que "fougere" é o aroma mais sedutor que um homem pode usar, especialmente se contém almíscar e sândalo como notas de base. Elas são ricas e duradouras.

5. Elisabeth - Qual foi o perfume que você usou que originou mais comentários ?
   Laurence - Ironicamente quando desenvolvi pela primeira vez minha nova colônia -Palio, anos atrás, ela não tinha nome. Era algo que fiz para meu uso pessoal.
Quando as pessoas perguntavam o que eu estava usando respondia simplesmente que era algo que tinha feito para mim, de uso pessoal. Naquele momento ela não tinha nome.Então comecei a receber mais questionamentos e perguntas. Assim comecei minha longa jornada para produzi-la e comercializá-la.
Existem muitas fragrâncias finas no mercado de hoje. O que faz Palio ser exclusiva e diferente é o que eu descreveria como sua capacidade para trazer lembranças de volta. Todo aquele que experimenta Palio em geral recebe comentários agradáveis :
- "Céus , o que você está usando ?"
Este maravilhoso interesse por minha colônia ocorre precisamente porque não há nada parecido no mercado, hoje.

La Basilica Cateriniana di San Domenico - Siena

6. Elisabeth - Você tem algum fato pitoresco para nos contar que esteja relacionado à um perfume ou à perfumaria?
    Laurence - Sim eu tenho. Em busca do nome para meu perfume me lembrei que tinha dado o nome à minha filha em homenagem à uma santa- Santa Catarina de Siena.
Coincidentemente ela nasceu no dia da festa desta santa, com quem compartilho meu nome de família.
Anos mais tarde decidi viajar para a cidade de Siena na Itália, onde os restos mortais desta santa estão preservados.
Enquanto estava em Siena, assisti a incrível corrida Palio que se realiza a cada ano. A corrida envolve 17 "contradas" , ou bairros da cidade- dezessete é o número de sorte deles, e a propósito, meu aniversário é em 17 de maio.
Assim o nome da minha colônia nasceu- Palio by Lorenzo Siena.

7. Elisabeth - Para onde se inclina o mercado da perfumaria hoje ? Está crescendo a procura pela perfumaria de nicho ?
    Laurence - Acabei de ter um artigo publicado sobre o sucesso de fragrâncias de nicho e o que eu acredito serem os motivos para isto.
O artigo chama-se - Nós precisamos de outra Celebrity Fragrance ?
Pode ser encontrado em: www.GoArticles.com
Bata digitar meu nome - Laurence Siena como autor.
Basicamente penso que existem "propriedades místicas" nas fragrâncias, e quando combinadas corretamente o resultado é uma bela mistura que transcende o tempo. Portanto este é o propósito da minha companhia e do meu perfume Palio... Transcender o tempo.


8. Elisabeth - Como ocorreu a criação de Palio? Você atuou como perfumista no conceito ou na elaboração da fragrância ?
   Laurence - Eu mesmo trabalhei neste perfume por anos.Como mencionei não me considero um alquimista, mas esta fragrância tem gerado muita excitação.

9. Elisabeth - Você pretende introduzir sua marca no Brasil ?
    Laurence - Eu gostaria de lançar minha linha no Brasil e no momento estou procurando por distribuidores. Já estive no Brasil duas vezes e amo as pessoas, a cultura e a comida!

10.Elisabeth - Conte-nos as novidades de Lorenzo Siena . Está trabalhando em alguma fragrância nova ?
     Laurence - Minha nova fragrância para homens é Palio Gold que está terminado e será lançado brevemente.

Elisabeth : Caro Laurence, somos muito gratos pela participação gentil que proporcionou momentos agradáveis para todos nós.
Desejamos o maior sucesso para sua grife !
E esperamos que Palio venha em breve para as perfumarias brasileiras. Beijocas

Imagens: Laurence Siena- imagem autorizada; publicidade Dana de mesparfums.com; imagem do vídeo Palio Fragrance for Men; detalhe da Igraja de Siena - Italia de nostrosite.net; brasão de LorenzoSiena.
VIDEO : Palio Fragrance for Men - You tube


TRANSLATION

POINT OF VIEW III - LAURENCE SIENA - July 02, 2009
Dear friends.
Palio edt, the first creation by the brand Lorenzo Siena was born with characteristics that show how his creator priorizites the quality and beauty in perfumery.
It is the expression of a dream and Laurence Siena, founder and in charge of the company, was kind enough to share his impressions with us.

1. Elisabeth - What scent or fragrance brings you memories of the happy time of childhood? And what are your favorite fragrances today?
Laurence - Truthfully, besides my own cologne, Palio,which I wear each day, Canoe by Dana reminds me of my youth. Naturally, I developed a love for fragrances during my teenager years which continues too this day. My favorite fragrances which I am very found of are: lavender, sandalwood, white musck, mint, patchouli and star jasmine.

2. Elisabeth - Do you remember which was the first great perfume that you got as present (or you bought)?
Laurence - As an adolescent, Canoe was the first men's cologne that I was given as a gift.

3. Elisabeth - What made you choose the perfumes business? Have you always enjoyed fragrances or this love came later in your life?     Laurence - The perfume industry is a wonderful art form. People may not think of it that way, but it is a true creation of art. Sensual art.It is the art that comes to the senses through the beauty of nature and nature's gifts.
This is the essential lesson. Like a beautiful piece of music, it can speak to us of the future or of days gone by.If it is fortunate enough, the fragrance will evoke the same feelings in the future as it did when first you used it, and like a wine or musical piece, it can bring you back over and over for more.
I do not think one "joins" the perfume industry. It is more a matter of "communicating" with people and being accepted.
Since I love to go out to restaurants and have dined in some of the best ones from New York to Shanghai.I often observe the careers of some of the finest chefs (even those on television here in the United States) and look at how they began their careers. It is amazing to find that some of the most famous ones never attended culinary school.
How did they accomplish this success? Dedication and a passion for what they are doing is the answer.
So too with fragrance. I believe one must have " a drive and a passion and a love " for this business.

4. Elisabeth - What perfume or scent that you find sexy? Do you think that a perfume can lead to a romantic atmosphere?
Laurence - I am fond of a fougere for men. I think that a fougere is the most seducing scent that a man can use, specifically if it contains: musk, sandalwood as base notes. These are rich and enduring.

5. Elisabeth - What was the perfume you used to wear that people commented the most?
    Laurence - Ironically, when I first developed my new cologne - Palio years ago, it had no name. It was something that I did for my own personal use.
When people began asking me what I was wearing. I would simply reply that it was something I had made for myself, for my personal use.
At this time, it had no name! Then I started getting more and more  
inquiries and questions. Thus began my long journey produce and market it.
There are many fine fragrance products on the market today. What makes Palio by Lorenzo Siena so unique and distinguishable is what I describe as its "memory recall". Everyone who comes in contact with Palio generally comments pleasantly,
-My, what is that you are wearing?
It is precisely because there is nothing like it on the market today that has caused this wonderful interest in my cologne.

6. Elisabeth - Do you have any odd situation to tell us related to a certain perfume or to perfumery?
    Laurence - Yes, I do. In searching for a name for my cologne, I remembered that we had named my daughter in honor of a saint - Saint Catherine of Siena. Coincidentally, she was born on the very "feast day" of this saint with whom I share my family name. I decided to travel years later to the city of Siena-Italy where the remains of this saint are preserved.
While in Siena, Italy, I witnessed the incredible Palio race which is held there each uear. The race involves 17 contradas or districts from the city. Seventeen is their lucky number, and by the way, my birthday is on the 17th of may.
Thus, the name of my cologne was born- Palio by Lorenzo Siena!

7. Elisabeth - What can you tell us about perfume trends today ? Is there any growing demand for niche perfumes ?
Laurence - I have just had an article published about the sucess of niche fragrances and what I believe are the reasons for this. The article is called: Do We really need Another Celebrity Fragrance?
It may be found at:
www.GoArticles.com.
Just type in my name as author - Laurence Siena.
Basically, I believe that there are "mystical properties" to fragrances and when they are combined properly, the result is a beautiful blend that... transcends time... hence this is the "by line" for my product and company-" Palio"... it transcends time".

8. Elisabeth - How was the creation of palio ? Did you and the perfumer work together in the concept or in the preparation of the perfume?
   Laurence - I worked on this perfume myself over the years. As mentioned, I do not claim to be alchemist, but this fragrance has generated much excitement.

9. Elisabeth - Do you intend to launch your brand in Brazil ?
   Laurence - I would like to launch my line in Brazil and I am currently seeking for distributors in Brazil. I have been there twice and love the people, the culture and the food!

10.Elisabeth - Does Lorenzo Siena have any news to bring about ? Are you working on a new fragrance ?
    Laurence - My new fragrance for men is Palio Gold which is completed and will be released shortly.




Elisabeth - Dear Laurence, we are very greatful for the kind participation, which has pleased us with nice moments.
We wish your brand continued success and hope we can soon have Palio in Brazilian perfume stores . XOXO. Elisabeth

Translation Rosaria Ferreira collector and self-taught person in perfume matters

segunda-feira, setembro 22, 2014

Perfumaria Niche - O Que É?


Na busca de esclarecimento, várias foram as opiniões lidas sobre o conceito de perfumaria nicho.
Grande parte afirma serem perfumes luxuosos, para a camada de alto valor aquisitivo, raros, difíceis de encontrar e adquirir.
Algumas estabelecem parâmetros numéricos argumentando que niche perfumaria não pode ser distribuída em mais que 200 lojas espalhadas pelo mundo.
Realmente um privilégio para poucos!
No Brasil vemos uma pequena parcela do que é comumente considerado niche.
Contudo - sempre há um porém - ficava a pensar...

- Não me basta esta definição baseada na restrição de alto valor, da escassez do artigo luxuoso.
Há mais.
O que dizer dos tradicionais perfumes em reedições comerciais, quase raras, pois são limitadas, fugazes e passageiras como brisas do entardecer...
Serão niche também?
Os conceituais e artesanais que não alcançam expressão mundial, mas revelam desejos d'alma de algum artista talentoso?
E criações de perfumistas do passado, reunindo hábil alquimia com espírito empresarial, em perfumes revisitados, e ainda comercializados em larga escala.
Enfim! O que realmente é niche?
Recorri.
Ninguém melhor para explicar do que um artesão da perfumaria, que nasceu no berço dos aromas, cresceu entre a arte e nela desenvolveu uma paixão.
Procurei esclarecimento e encontrei  nesta opinião a materialidade amadurecida dos meus conceitos, mais instintivos do que racionais, não deixando margem para questionamento.

Na opinião do  nez  Michel Roudnitska - Art & Parfum

"- Pour moi le terme de 'Niche" devrait seulement désigner les créateurs qui prennent le risque de l'originalité, en s'appuyant sur une très haute qualité et une distribuition très selective qui leur permet de prendre le temps ( 3 à 4 ans s"il le faut) pour faire comprendre et accepter ces nouvelles fragrances. C'est le marketing au service du parfum et non le parfum au service du marketing. C'est à dire mettre en valeur et promouvoir la création d'um parfumeur "auteur" libre et indépendant, ayant une véritable signature. C'est exactament cela que nous sommes enn train de mettre en place au niveau de notre sociètè ."

Resolvida a definição!
Segundo o renomado perfumista, niche nasce da visão do nez, de sua concepção, que prima pela originalidade e qualidade e traz embutido uma assinatura, um padrão particular, nascido da arte pessoal.
Perfumes seletos, para público alvo igualmente selecionado, cujas percepções estão abertas à renovação e criação conceitual.

Niche é o perfume de concepção reconhecível, que revela sua origem através do aroma.
Criação que coloca "marketing à serviço do perfume e não perfume à serviço do marketing."
Seguindo esta linha de pensamento há nicho em circunstâncias variadas desde que os parâmetros da definição sejam atendidos.
Consequentemente restringi meu leque de opções.
Nem tudo classificado como niche está qualificado como tal.
Igualmente percebi que conheço poucos.
Alguns dos meus preferidos, quase relíquias ousarei chamar de niche perfumery.
Outros serão ditos como excepcionais, embora comerciais e populares.
Enfim, existem os hours concurs dispensando adjetivos ou categorias pois conquistaram lugar na história pelo merecimento das suas propostas, pela criação de estilos olfativos.
Da mesma forma, alguns que nasceram niche, conquistarão cada vez maior número de consumidores, e obrigatoriamente seguirão rumo industrial na produção de larga escala. Porém não perderão a nobreza de nascimento.
Isto é ser niche. O sangue real da perfumaria.

A princípio tencionava listar esta fração do mundo perfumístico, contudo , no momento não me considero capaz de tanto. Seria necessário experimentar um número quase inviável de perfumes para não cometer a injustiça da omissão
Exigiria o conhecer de uma vida dedicada ao estudo do mister.
Entretanto, tenho cá minhas predileções...
Evidentemente algumas vem da origem desta definição, como as criações Michel Roudnitska que foram levados à público por Editions de Parfums Frédéric Malle, Parfums DelRae e Ellie Perfume.

Nestas perfumarias encontram-se obras primas e signature do perfumista como no doce Amoureuse ou no confortável amadeirado e especiado Bois de Paradis, meus prediletos.

Yosh Han, perfumista independente, idealiza óleos aromáticos na alquimia baseada em conceitos orientais de numerologia e percepções sensitivas sobre os chakras, resultando em fragrâncias delicadas e sensuais - La Contessa, picantes e exóticas - Ommniscent ou docemente amadeiradas -Trompeur.

Parfumerie Generale apresenta delicioso exemplo de perfumaria diferenciada no gourmand exótico Un Crime Exotique - Private Collection, cujas especiarias são ao mesmo tempo orientais e festivas.

Frankincense - Myrrh - Rose Maroc de Regina Harris combina o fragrante incenso oriental com a doçura das rosa num blended extremamente atraente.

Ginestet concretizou em Botrytis, Sauvignonne e Le Boisé a concepção química aromática que surgiu do encontro entre perfumista e enólogo.

Arkadia, Amouage, Anne Pliska, Armazém Natural da Terra Saboaria, Annick Goutal, Boadicea The Victorious, Comptoir Sud Pacifique, Grossmith, Hors La Monde, Isabel Desrroine, Keiko Mecheri, L'Artisan Parfumeur,  Les Fantaisies Parfumees by Manuel Canovas , Les Parfums Rosine Lorenzo Siena, Lyz Zorn, Manuel Canovas, Parfumerie Generale, Reminiscence Paris, Sahlini Parfums, Velvet and Sweet Pear Puurfumery, Vero Profumo...A ponta de um iceberg, cuja base revelará no decorrer do tempo a variabilidade de conceitos, a extensão criativa dos noses da atualidade, a diversificação de matéria prima.
Não citando, aqui, referências aos magníficos do passado, ou aos attars orientais, que constituem capítulo a parte, estes são alguns exemplos  de perfumaria niche. Outros,  inúmeros, descobrirei no curso dos acontecimentos, na constante busca e estudo através da vasta perfumaria mundial.
E o conceito inicial também se ramificará na perfumaria botânica, artesanal ou simplesmente perfumaria arte.

Referências Textuais: Michel Roudnitska -Art & Parfum
Imagens:Porta  no Cairo de Shady Al-mahmoudi; Stylish luggage travel fashion de Couture Millinery; Michel Rounitska - laboratório; Mitsouko Collection de Monsieur Guerlain- blogspot; Trompeur - Yosh Han de Nathan Branch; Parfum Parfumerie Generale; Parfum Regina Harris; Parfum Ginestet - Botrytis e Sauvignonne


VÍDEO : Diana Krall - Look of Love

Orris Noir eau de parfum - Ormonde Jayne London Perfumery


Espírito da Fragrância
Do brilho aveludado em tons de púrpura ou azul  da íris negra oriental, flor símbolo da Jordânia,  Orris Noir herdou um toque de cálido mistério.
Ao nos depararmos com  esta flor exótica sofremos o impacto da sua estranha beleza, como se fosse um animal raro a nos espreitar.
Após, vislumbramos delicadeza nas pétalas sinuosas, na arquitetura  sensual de curvas e ondulações em harmonia e simetria...


Percepção Pessoal
Orris Noir eau de parfum de ormonde Jayne desabrocha levemente untuoso  em acorde animalic proporcionado pelo aroma quente e picante do coentro. Este  evolui enriquecido, balsâmico, quase medicinal na artemísia intercalado com bouquet de íris, violetas e lavanda.
Embate silencioso, entre a suavidade das flores e resinoso canforado de ervas, madeira e raízes.
A evolução adiciona camadas, cada uma  atenuando a anterior até mesclarem num odor único  e profuso.
Pimentas aparecem solitárias se sobrepondo à leve ardência do coentro, contudo  não dominam a cena. Do louro se percebe toque caloroso e amadeirado.
As notas do drydown revelam maciez empoeirada e aveludada de âmbar, enevoadas delicadamente por incenso e mirra.
Neste momento se intensifica a doçura.


Prós e Contras
Embora equilibrado e construído com harmonia as notas iniciais  formam acordes contundentes de exuberância herbal  inesperada, quando imaginamos o manto aveludado das noites orientais.
Mantém estas características até o fim abrandadas pela o aroma plácido e nebuloso de madeiras incensadas.
Elegante e sofisticado apesar de não inédito.
Mais do que a íris salienta as especiarias coentro, artemísia e louro em tríade equilibrada.
Apesar de indicado para o público feminino é perfeitamente compartilhável.


Similaridade Olfativa
Diferindo na evolução, o acorde resinoso, de madeiras em contato com a terra,  e especiarias trouxe a mente vislumbre aromático de le Baiser Du Dragon de Cartier.Em alguns momentos a doçura ambarada da base também.


Ficha Técnica
Família Olfativa: Oriental especiado, 2006
Gênero: Feminino
Perfumista: Geza Schoen
Designer: Ormonde Jayne
Rastro: Intenso a moderado
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Artemísia, semente de coentro, aroeira, bergamota
  • Coração - Íris, absoluto de jasmim, páprica, louro
  • Base - Mirra, cedro, patchuli, incenso, guaiaco
Classificação


Arte Irmã: Se fosse uma criação fashion seria o belo vestido em veludo de Galia Lahav.


Imagens: Composição sobre foto de Frédéric DePalle, frascos Orris Noir, íris negra da Jordânia, vestido de Galia Lahav

sábado, setembro 20, 2014

A Cup Of Tea...


"Not cup of tea" é expressão idiomática indicando que você não gosta de alguma coisa, como no portugês " não é minha praia". Entretanto "my cup of tea" indica prazer em alguma coisa ou situação.
Alguns anos atrás ( 2009) eu e Gaelle (Perfumes & Etc) descobrimos que  nossas  "xícaras de chá" tinham o mesmo conteúdo numa feliz coincidência.
Ocasionalmente convidávamos amigos colecionadores de perfumes para deixar suas impressões nos respectivos blogs até que dois amigos comuns escreveram sobre o mesmo perfume, ao mesmo tempo.
Acabou sendo a primeira troca de links do gênero entre Perfume Bighouse e outro blog, apesar de existir um convite anterior para escrever sobre a correlação entre Cores e Aromas
Confira AQUI.
Relendo aquela resenha veio a vontade de compartilhar xícaras de chá com os amigos mais queridos.
E nasce mais uma coluna cujo seguimento já está na chaleira , aquecendo. A fervura resultará numa resenha conjunta  muito especial com...ah, mas isto é surpresa!
Aguardem,  para breve...

Symine Salimpour e Leonard Schreiber no Bate & Rebate II


 Hoje o convite de Bate & Rebate  é para dois jovens e talentosos artistas, da perfumaria e da música: Symine Salimpour e Leonard Schreiber ( reedição das entrevistas publicadas em maio de 2009)

Symine Salimpour
Symine , jovem empresária, é  criadora e responsável pela maison francesa, Hors Là Monde, sediada em Paris.
A primeira concepção perfumística de Symine (Shiloh), foi lançada em 2007, alcançando grande aceitação pública, sendo a primeira de uma linha de belas fragrâncias. Em dezembro útimo, Hors Lá Monde nos presenteou com Lady Shiloh, outra peça primorosa da perfumaria. Gentil, feminina e determinada, Symine pode ser descrita como a encarnação de Lady Shiloh pois o perfume reflete a sua personalidade. Empresária comprometida com as necessidades sociais, demonstra esta característica de consciência, felizmente encontrada em vários empreendedores da indústria da perfumaria, dedicando parte da sua renda a benfeitorias.

 
Leonard Schreiber
Precoce e talentoso violinista belga, que se apresenta com grande sucesso nos teatros de países europeus e americanos, é um artista de grande sensibilidade voltada para várias direções. Assim, também é um amante da perfumaria, não dispensando um belo perfume. Aos 25 anos seu raro talento permitiu-lhe a experiência de tocar em várias filarmônicas, e ser agraciado com louvor pelo Príncipe Charles da casa de Windsor e príncipe Phillipe de Bruxelas . Em abril de 2008 apresentou-se numa comemoração festiva em homenagem ao aniversário de 60 anos-Príncipe of Wales, no Pálacio de Buckingham- residência oficial da monarquia Inglesa. Crítica e público comparam Leonard aos maiores violinistas da atualidade. Presentemente em tournée pelo continente europeu, gentilmente cedeu seu tempo entre uma e outra apresentação, a fim de participar desta entrevista informal, falando sobre perfumes.  

1.  Um aroma ou perfume que tenha marcado sua infância  
Symine- Minha mãe usava uma fragrância chamada Intrepid de Corizé Salomé. É um perfume relacionado com o amor e a poesia. Meu pai usava uma colônia feita de âmbar. Um perfume quente que é totalmente dele. Estes aromas estão no meu coração, uma lembrança de infância feliz e segura. O meu próprio perfume foi La Nuit de Paco Rabanne- eu era louca por ele. Em algum momento tive que parar de borrifá-lo sobre minhas mãos por que o meu nariz estava sempre grudado nelas e as pessoas da minha escola começaram a pensar que algo estava ...
Leonard - O cheiro na entrada do nosso apartamento em Menton( Côte d'Azur). Nós vivíamos na Bélgica e íamos para lá nas férias de verão. O perfume da entrada era sinônimo de felicidade e férias ! Realmente é um cheiro indescritível... Apenas o perfume de quando se entra onde nossa propriedade está. Talvez o cheiro de maresia.
 
2.  Uma situação estranha ou engraçada relacionada a um perfume 
Symine - Alguns meses atrás recebi o convite de um amigo para jantar e quando estava me apresentando à uma convidada ela perguntou o que eu estava fazendo na vida. Respondi: - Bem... eu estou fazendo perfumes. Perguntou-me se eu estava fazendo algum que ela conhecesse. Um pouco intimidada respondi: - Não sei ... ainda não é muito conhecido, chama-se Shiloh. Ela enlouqueceu e disse que tinha acabado de comprar um na Bendel's! Foi uma grande sensação!
Provavelmente algo semelhante a um músico que ouve sua música tocada na rádio pela primeira vez!
Leonard - Estava dizendo para uma mulher bonita que ela cheirava maravilhosamente bem.. Ela replicou: - É o meu próprio perfume! A mulher é Symine e o perfume é claro ... Lady Shiloh!!!

3.  O perfume do primeiro amor.  
Symine - Graças a você Betty todos vão saber quem eu prefiro! O perfume que trouxe problemas à minha vida é Kouros de Yves Saint Laurent! Uma combinação de notas limpas e animalescas foi provavelmente o primeiro motivo para eu me apaixonar por este homem. Desde então, não há uma vez que eu voe para algum lugar sem que pare no duty free shop para borrifar um pouco em minhas mãos.  
Leonard - Coco Mademoiselle de Chanel
 
4.  Um perfume para uma canção ou uma canção para um perfume  
Symine - Kouros está relacionado com a canção Candle in the Wind, de Elton John. Certo vez, eu estava numa situação complicada, com um homem me assediando. A fim de detê-lo meu "homem Kouros", começou a cantar esta música a plenos pulmões. Sua voz, seu perfume, sua alma fizeram com que eu me sentisse bonita e forte.
Leonard - Sinto muito mas não conheço muitos perfumes.
 
5.  Um perfume perfeito para Symine , um perfume perfeito para Leonard  
Symine - São muitos os perfumes perfeitos, só depende de quem está usando, do momento e das emoções pelas quais estamos passando... eu acho. Neste momento vou lhe dizer que o meu ideal é Shiloh, criado na colaboração de Michel Roudnistka para Hors là Monde, minha marca. Creio que ele conseguiu criar uma fragrância amadeirada como nunca foi criada antes. As notas de saída são muito frescas e limpas; com a evolução vão ficando mais quentes finalmente atingindo você bem no coração.  
Leonard - Você está perguntando qual o melhor perfume para mim ? Ou para a pessoa com quem estou ? Acho que Lady Shiloh fica perfeito em Symine! Pessoalmente eu mudo de loção de barba quando canso de alguma. Tento achar algo distinto mas com classe, refinado, elegante, não muito doce nem muito forte... Tem que ser fresco e simples! No momento eu gosto de Soir pour Homme de Bvlgari.
 
6.  Um perfume encantador que faz pensar em sedução
Symine - Todos os perfumes que as pessoas que eu amo estão usando.  
Leonard - Jasmim rosa e pêssego despertam fogo.
 
7.  Um perfume que ainda precisa ser feito  
Symine - O meu próximo é claro! Estou trabalhando nele, mas vou manter a surpresa.
Leonard - Eu penso que os aromas encontrados na Natureza são os melhores. A criação de algo artificial não me agrada muito. Entretanto há infinitas combinações de aromas naturais que ainda podem ser explorados. Que os artistas me seduzam!

Elisabeth: Symine e Leonard, esta conversa foi uma delícia. É um prazer saber a opinião e as preferências de duas pessoas tão encantadoras. Certamente nossos amigos serão conquistados. Como eu! Beijos e abraços.

Vídeo: Salut d'Amour


Points of view II - Symine Salimpour and Leonard Schreiber 

Today, my invitation goes to the cherming young guests: Symine Salimpour and Leonard Schreiber (Reissue of interviews published in May 2009).


Symine Salimpour is the young employer who created and founded the french maison Hors LÀ Monde, located in Paris. The talented young woman creates jewels and niche perfumes nicely appreciated by exclusive buyers. The first perfume designed by Symine was launched in 2007 and it had a wide acceptance by the public, becoming the first of a series of wonderful fragrances. Last december, Hors Là Monde gifted us lauching another perfumery master piece- Lady Shiloh. Sweet, feminine but determined, Symine can be seen as the embodiment of Lady Shiloh, a perfume that reflects her personality. Worried about social needs, she shows this awareness, fortunately found in several employers in the perfumery industry.


Leonard Schreiber is a precocious and virtuoso Belgian violinist who performs brilliant concerts and recitals in European and American countries. An artist, therefore the owner of fine sensitivity which expands in several directions. As a perfume lover, he can't afford a good fragrance.
At the age of 25, his great talent has allowed him the opportunity of perfoming great concerts with several philharmonic orchestras, and he had the honor to play for Prince Charles at Windsor Castle and for Prince Philipe in Brussels.
In april 2008 he played at the Gala concert for the Prince of Wales 60th birthday, held a Buckingham Palace. Public criticism places Leonard among the greatest modern violinists. During a tour in Europe he was kind enough to take some time and answer some questions about perfumes, in this informal interview.

1.  That scent or perfume that marked in childhood  
Symine - My mother was wearing this fragrance called Intrepide by Corize Salomé.It is a scent related to love and poetry. My father was using a cologne made of Amber. A warm scent that is totally him. Those scents are in my heart a memory of a happy and safe childhood. My own perfume was La Nuit de P
At some point, I had to stop spraying it on my hands because my nose was always gluded to my hands and people thought that someting was wrong at school...
Leonard - The smell in the entrance of our flat in Menton ( Côte d'Azur). We lived in Belgium, and would go there for the summer holidays...The perfume of the entrance was synonyme to "happiness" and "holiday". Actually, it is an undescribable smell...Just the scent when you come into the building where our property is. Maby the smell of the sea.
 
2.  A funny or odd situation related to a perfume  
Symine - A couple of months ago, I was invited by a friend to a dinner and as I was introducing myself to a guest she asked me what I was doing in life. I told her: - Well...I'm doing perfumes. She asked me if I was doing anything that she would Know... A little intimidated, I say:- I'm not sure...it's not well known yet, it's called Shiloh. She went crazy and said that she had just bought it at Bendel's! It was a great feeling! Probaly something similar to a musician that hears his music being played on the radio for the first time!
Leonard - Telling a beautiful woman that she smells wonderful...She then replied: "it's my own perfume"... The woman is Symine, and the perfume of course Lady Shiloh!!!
 
3.  The perfume of the first person you fell in love with  
Symine - Thank to you Betty, everyone will know who I prefer !!! The perfume that brought troubles in my life is Kouros by Yves Saint Laurent! The mix of the clean notes and animals were probably the main reason for me to fall in love with this man. Since then, there is not one time that I fly somewhere without stopping at the duty free to spray some on my hands.  
Leonard - Coco Mademoiselle by Chanel

4.  A perfume for a song or a song for a perfume
Symine - Kouros is related to the song Candle in the wind by Elton John. That day, I was in tricky situation, a man was bothering me. In order to stop him my "Kouros man", started to sing that song full heart.
His voice, his perfume, his soul made me feel, pretty and strong.
Leonard - I don't know enough perfumes . I'm afraid...
 
5.  Symine's perfect perfume and Leonard's perfect perfume.  
Symine - There are many perfect perfumes, it just depends on who's wearing it,the moment and the emotions we're going trought I think. At this moment, I'll tell you that the perfect one is Shiloh, created in collaboration with Michel Roudnitska for Hors Là Monde, my brand. The top notes are very fresh and clean and as you're getting to the heart, it's getting warmer and finally straight to your heart!
Leonard - Are you asking what is the perfect perfume for me , or for the person I'm with ? I think Lady Shiloh suits Symine to perfection! Personally I change the after shave when I get bored of one. I guess I search for something distinct but classy, refined, elegant, not too sweet, nor too strong. It has to be fresh and simple! At the moment I like Soir pour Homme by Bvlgari.  

6.  A lovely scents that makes you think about seduction.  
Symine - All the perfumes that the people that I love are wearing.
Leonard - Jasmine, rose, peach open fire.
 
7.  A perfume still needs to be made.  
Symine - My following one of course! I'm working on it but I'll keep it as surprise.
Leonard - I think that the scents we find in the nature are the best. Creating something artificial doesn't appeal to me. Howewer there are endless combination of natural existing scents, which are still possible to explore... I let the artisst seduce me...!
 
Elisabeth - Symine and Leonars this conversation was a delight. It is a pleasure to know the preferences and opinions of so charming people. Certainly our friends will be delighted. Like I was! Thank you very much. XOXO
Translation by Rosaria Ferreira collector and self-taught person in perfumes matters.  

Vídeo: Beethoven Romance for Violin

segunda-feira, setembro 08, 2014

Viajando no Tempo - Távola 6


Sonhei que tive um sonho.
Deslizava  pelo tempo, delicada e leve como uma pluma, tingida pelas mil cores dos lugares visitados.
Maravilhada, em cada canto vestia folhas secas impregnadas pelos odores e histórias de toda gente.


Visitei os primórdios africanos, rococós e rendas, estepes geladas, palácios, florestas  e desertos empoeirados. Conheci bárbaros, príncipes e gentio, senti o calor dos dragões.
Ri e chorei deslumbrada com o passado, embora não tenha ultrapassado umbrais do futuro.
Fiz-me rainha dentro de pirâmides entre milhares de óleos aromáticos, joias perfumadas que me aprisionaram em teia dourada.


Um sábio  de mágicas e filosofias pediu-me para escolher apenas um e seguir viagem.
Não consegui.
Na gula incoerente queria todos. Restou-me  a jornada, sem nada na bagagem, com todos os odores escondidos, em nichos secretos da memória, pelo tempo.


Mistérios insondáveis a espreita nos labirintos da mente. Que chave abriria esta arca oriental e perfumada?
Seria  um attar de oud, de rosa damascena, patchouli, mirra, de sândalo, incenso, ou de almíscar?
Talvez aquele  que  encerrasse todas as notas na sua composição em sinfonia de beleza  harmônica e estonteante.


Experimentei a primeira chave, esculpida na rara madeira Agarwood...

OUD
Fragrância sagrada no Oriente Médio e Japão, óleo de oud também  conhecido como Oudh, Aloeswood, Eaglewood, Jinko e Gaharu é raro e precioso.
Resina aromática e densa  se forma nas espécies infectadas de Aquilária e Gyrinops, grandes árvores do Sudeste da Ásia,  originando  óleo profundo, uma das mais caras  matérias -primas naturais do mundo.
Distingue-se pelo odor intenso, amadeirado,terroso ou balsâmico, doce e animalic, características signature da perfumaria oriental.


Oud Wood eau de parfum de Tom Ford iniciou-me  na sedução desta nota oriental poderosa.

..."Começa íntima, morna em pura sedução. Evoluindo revela facetas... enfumaçado de tabaco, fresca combinação de cardamomo, sândalo e âmbar, doçura saborosa de baunilha e fava tonka. Ah.. meu karma com a baunilha, que tanto pode ser gloriosa como maldita! Espero que nesta combinação seja das poucas que só fazem bem, porque fui cativada por Oud, delicioso acorde amadeirado que persiste do começo ao fim, embriagando." ...
Leia mais 

Outras fragrâncias ricas em Oud


Imagens: 1- Composição com vários elementos sobre dunas do deserto; 2- Composição com frascos vintage de perfumaria; 3- "Incense of the Dark Sun" Vintage tapeçaria; 4- Composição com caixa de cristal (século IX) sobre  imagem de mural de túmulo egípcio do reinado de Thutmoses III; 5- Composição sobre arte de Ayan Khasmabis; 6- Composição com frascos variados de fragrâncias oud.

- O que dizem outros autores de blogs de perfumaria,  na Távola ou Mesa Redonda sobre a escolha de um perfume oriental, na Távola VI ou Mesa Redonda?

Membros daTávola/ Mesa Redonda
A Louca dos Perfumes ( Diana Alcântara) - Estante perfumada ( Mariana Rocha) - O templo dos Perfumes (Cris Nobre) - Odorataparfuns ( Cris Bazoni) -Parfumée ( Priscila Lini) - Parfums et Poesie ( Lilia de Paula) - Perfumart ( Cassiano Silva) - Perfume Bighouse ( Elisabeth Casagrande) - Pimenta Vanilla ( Carla Biscaglia) - Village Beauté ( Dâmaris OBS)



quinta-feira, setembro 04, 2014

Gaelle e Elisabeth no Bate & Rebate - I



Reedição do artigo de 07 de março de 2009

Ocorreu-me uma ideia baseada na curiosidade sobre diferentes perfumes para a mesma situação...E, pensei que, apesar de ser conta de mentiroso, o número sete relata as maravilhas do mundo, as cores do arco-íris e as notas musicais.
Porque não dividir esta página em sete místicos perfumes, ou curiosidades aromáticas, que exerçam sobre nós a sua magia...
Um bate papo ligeiro e despretensioso.
Para começar convido a amiga Gaelle redatora do blog Perfumes e Etc, que admiravelmente consegue conciliar a imagem competente de profissional graduada em Letras, MBA ( Master of Business Administration), com o lado materno e o de esposa dedicada, além da oferta de amizade confiável e generosa.
Como se não bastasse é uma sensível autodidata na Perfumaria.


1. Perfume que tenha marcado a infância...

Gaelle - Podem rir a vontade amigos, mas eu sou uma "criança" dos anos 70, do tempo da Vila Sésamo. Naquela época, minha mãe, após cada faxina tinha a mania de borrifar o então baratinho Seiva de Alfazema em todos os cantos da casa - o que marcou minha infância ( e me dava nós no estômago...rsss). Outra lembrança (gostosa essa) é a do cheiro do biscoito Mirabel dentro da lancheira.
Talvez agora vocês compreendam minha aversão aos fortes odores de lavanda e a atração às baunilhas suaves.

Elisabeth - Ah... sem dúvida os perfumes da minha mãe. Menininha, borboleteava em torno das roupas, lingeries, maquiagem, acessórios e perfumes. Desejava ardentemente crescer logo para ser igual a mulher que todos diziam ser tão linda - e era. Lembro-me do Chanel famoso, comentado e cobiçado. Consegui-lo só através de quem viajasse para "fora" ou se aventurasse no contrabando de cais de porto, em Paranaguá. Certa vez tentando alcançar esta preciosidade , escondida numa prateleira no fundo do armário (presumidamente a salvo de travessuras) consegui derrubar e quebrar. Nem conto a confusão que deu...gravada na memória.


2. Decepção perfumística

Gaelle - Foram várias, então falarei apenas da primeira. Os que me conhecem sabem que meu amor começou na pré-adolescência, com Dioríssimo. Adolescente fui testar Chanel nº 5 ( após ter lido que Marilyn o usava para dormir), que ficou simplesmente horrível na minha pele. Somente quando consegui por as mãos na versão eau-de-parfum ( apresentado e ligeiramente reformulado em1986), que carrega um pouco mais  no âmbar e na baunilha, ao fundo, sendo menos rascante e aldeídica, pude usá-lo com sucesso.

Elisabeth - Algumas também, mas com Eau de Mahila foi assim...namoro platônico de meses. Ninguém conhecia ou comentava e resolvi apostar no escuro. Aquela "Água de Mulher" deveria ser uma essência de doce mel, morna e delicada, para inspirar o mito da  sensualidade nas mulheres orientais. Desejei muito tal aroma no meu corpo, mas encontrei uma fragrância condimentada, madeiras rascante que pesaram na pele e no olfato. Bolhas de sabão a estourar...


3. Para lembrar momentos apaixonados ou apaixonantes

Gaelle - Muschio Oro ( almíscar dourado), de Santa Maria Novella. Adquiri um frasco durante uma viagem a Florença, que fiz com meu marido. Foi um dos momentos mais lindos que vivi, e a combinação almíscar/rosas, o aroma ao mesmo tempo "limpo" ( um leve odor de sabonete) e sexy, traz-me lembranças maravilhosas!

 Elisabeth - Uma jovem mulher vivendo uma paixão...na verdade duas, pois o perfume também era apaixonante. Momentos mágicos e perfumadíssimos até descobrir que uma inconveniente rinite ( dele) era alergia ao meu querido Mystere de Rochas. Mas verdade seja dita! Ele aguentou bravamente e só revelou a causa da alergia após  minha ( pequena) insistência ...rsss. Perdeu-se no passado, entretanto a culpa não foi do perfume.

4. Um perfume masculino que impacta

Gaelle - Apenas um, Betty malvada (rsss)? Ok, Green Irish Tweed de Creed. Acho-o extremamente elegante e igualmente versátil.tem uma aura de distinção despretensiosa, e a combinação de notas verdes e florais no fundo almiscarado e amadeirado, dá uma ideia de masculinidade suave e não agressiva. E, é justamente esta masculinidade "acessível" que impacta. Dizem que foi criado em homenagem a Cary Grant, e usado por Robert Redford, mas a imagem que me vem a mente é a de Fitzwilliam Darcy - trazendo Jane Austen a um contexto mais atual.
Na minha opinião Green Irish Tweed seria a fragrância perfeita para o herói de Orgulho e Preconceito.

Elisabeth - Hummm...eles despertam nosso romantismo não é mesmo? Por vínculo emocional deveria citar Azzaro. Foi o perfume predileto do ex-marido. Também minha predileção na época, que decaiu junto com o relacionamento. Hoje encanto-me com Declaration de Cartier. Aquele amadeirado doce é a combinação perfeita para um homem másculo que também tenha doçura. Que seja sério e ao mesmo tempo revele  humor leve, ligeiramente irônico. Se me deparasse  com um George Clooney usando Declaration certamente estaria frente a frente com um sonho de consumo...


5. O perfumista dos perfumes prediletos.

Gaelle - Betty não seja cruel comigo!  só um ?!! Christopher Sheldrake, Francis Kurkdjian, Jean-Claude Ellena, Sophia Grojsmann, Edmond Roudnitska ( 1905-1996), Jacques Guerlain ( 1874-1963, Marie-Hélène Rogeon...

Elisabeth - É verdade amiga...que saia justa eu arranjei! Também aprecio muitos. Encanto-me com a versatilidade, a variedade e o estilo! Vejo isto no percurso adorável de Edmond Roudnitska ( admiráveis idealizações para Dior e Rochas), em Sophie Labb capaz de criar Organza de Givenchy, em Michel Roudnistka com o fantástico Bois de Paradis, Olivier Cresp que nos presenteou Light Blue de D&G, Jean Claude Ellena e os primores Hermés e Cartier, Guerlain, Kenzo, Gucci...a lista vai longe.


6. Os perfumes prediletos.

Gaelle - Ops, são vários! Feminité du Bois ( Sheldrake/ Bourbon para Shiseido, sob a direção de Lutens e atualmente  relançado  em "roupagem"Lutens export); Bois d'Iris ( Ellena para The Diferent Company); Iris Nobile ( Kurkdjian/Francoise Caron para Acqua di Parma); o trio Fresia, Melograno e Muschio Oro ( Santa Maria Novella); Dioríssimo ( Edmond Roudnitska para Dior); Bulgari Pour Femme ( Grojsman para Bulgari); Aprés l'Ondée ( Jacques Guerlain) e Rose d'Homme Rogeon para Les Parfums de Rosine) ...também adoro notas amendoadas então acrescentarei Heliotrope ( de Etro) e Anastasia de Bourbon French). Que lista enorme!

Elisabeth - Ah sim, esta é difícil! seria mais fácil listar o que não gostamos. Para uso pessoal divido-me entre chypres, orientais e verdes aromáticos. Adoro Jolie Madame e Vent Vert de Pierre Balmain. Intensos, densos e frescos. Confortáveis! "Y" de YSL é um clássico imperdível. Rendo-me a doçura de Loukhoum -  Keiko Mecheri e a suave  feminilidade de Aoud Damascus - Montale. Também fui capturada pelo frescor cítrico e estimulante de Acqua di Parma, pelo conforto absoluto de Au The Rouge - Bvlgari. Não pode faltar o requinte de Organza - Givenchy e o bouquet maravilhoso de Diva - Emanuel Ungaro. Apaixonei-me por Bois de Paradis -Parfums DelRae ,  Elisabethan Rose de Penhaligon's e  Déliria - L'Artisan Parfumeur.


7. Aquele descontinuado que não pode faltar

Gaelle - Guerlain descontinuou a versão parfum de Après l'Ondèe. A versão eau de toilette tentem testá-la. É uma fragrância poética, simples e elegante. Um clássico.

Elisabeth - Mystere de rochas, chypre maravilhoso com resinas, madeiras , couro e ervas aromáticas. Euilíbrio perfeito  entre várias notas que despertam minha atenção. Quase impossível de achar.

Post Scriptum - Nelci Sampaio a conversa foi uma delícia. É reconfortante saber que mesmo tão longe, noutro hemisfério, além mar, tenho um nariz que se não é irmão é primo, e uma amizade que permite partilhar diferentes momentos, há tantos anos. Obrigada flor. Esta é uma "house" que sempre a receberá com carinho. Beijocas da Betty


TRADUCTION

Points of View
 An idea occurred to me, due to curiosity about different perfumes for the same situation...And I wondered about the meaning of the number seven carries. Seven are the wonders of the world, the colors of the rainbow and the musical notes.
Why not divide this page into 7 fragrances that have some magical influence on us?
An unpretentious chat about the precious bottles with their wonderful (or maybe not) aromas .
My first invitation goes to a friend, Gaelle of Perfumes &Etc, who combines the admirably competent image of a graduated impressive curriculum of a diploma in Portuguese, MBA ( Master of Business Administration) along with her role as mother and devoted wife. Gaelle is also a reliable and generous friendship. Besides, she's a great self taught person in perfume matters.

1. A perfume that has marked your childhood...

Gaelle - Friends, you may laugh, but I am a "Child" of the 70s, when we had the TV series "Vila Sésamo" going on. At time, my mother, after cleaning the house, used to sprijkle " Seiva de Alfazema" ( a cheap eau de toilete) all over in the house that smell marked my childhood ( and gave me some stomach upsets. Another memory (a pleasant one), is of the smell of " Mirabel" cookies in the the lunch box . Perhaps now you'll understand my dislike of strong odors of lavender and my attraction to soft vanilla ones.

Elisabeth - Ah.. no doubt my mother's perfumes! When a little girl, I would get lost among clothes, lingeries, makeup, accessories and perfumes. I really wished to grow fast to become like that woman who was said to be beautiful - and was indeed was. I remenber the famous, desired and criticized Chanel nº5. Only those who traveled abroad or were brave enough to face smugglers in the port of Paranaguá could afford a bottle. Tryng to find such a treasure, hidden in the depths of the wardrobe (and supposedly safe from us) I knocked it down and had it broke it. I have no words to tell all the mess I caused..it1s still recorded in my mind!

2. A perfume deception...

Gaelle - There were several, but I'll talk only about the first. Those who know me know that my first perfume love was Diorissimo in my early teens . As a teenager I tried Chanel nº5 ( after reading that Marilyn wore it to sleep), which was simply awful on my skin. Only when I could get a hold of an eau-de-parfum bottle ( launched and slightly reformulated in 1986), wich carries a bit more on amber and vanilla as base notes, being less bitter and aldehydic, I could wear it successfully.
 

Elisabeth - Also some, but with Eau de Mahila it was like that...A platonic love affair for months. Nobody know it and I decided go for it blindfolded. That " Eau of Woman" carryng that Oriental feminity appeal should be a sweet honey essence, warm, delicate to inspire the natural sensual image of oriental women. I wished to have that scent in my body but I found a spicy fragrance, bitter woody was heavy on the skin and spoiled the smell. Soap bubbles popped...

3.To remember fascinating moments of love or loving ones...

Gaelle - Muschio oro ( Golden Musck), of Santa Maria Novella. I purchased a bottle during a trip to Florence, I made with my husband. It was one of the most beautiful moments in my life, and the combination musk/rose, the aroma both "clean" ( a slight odor of a soap) and sexy, brings me wonderful memories!

Elisabeth - A young woman living a passion... actually two, because the perfume was also fascinating. Magic and fragrant moments until realizing that a disturbing rhinitis ( his) was due to some allergy caused my beloved - Mystere by Rochas. But truth be told: he was strong and only confessed the the real cause of this allergy after my ( somewhat ) persistence ( laughs)...he was lost in the past but it was not the perfumes's fault!


4. A masculine remarkable scent...

Gaelle -
Only one? Your'e cruel Betty!!!! Okay, Green Irish Tweed from Creed. I think it is extremely elegant and versatile. It has an aura of unpretentious distinction, and the combination of green and floral notes in a musky wood base carries some idea of masculinity that is gentle, not aggressive. And it is exactly this "accessinle" masculinity that makes it remarkable. The say it was created in homage to Cary Grant, and worn by Robert Redford, but the image that comes to mind is that of Fitzwilliam Darcy- bringing Jane Austen to a more up-to-date enviroment ( laughs). In my opinion, Green Irish Tweed is the perfect fragrance for the hero of "Pride and Prejudice".

Elisabeth - Hmmm.. They awake our romantic side don't they? because of an emotional bond I should mention Azzaro. It was my ex-husband's favorite perfume. I also liked it at that time, but the liking vanished along with the relation ship. Today, I enjoy Declaration of Cartier. That sweet woody scents is the perfect combination for a male who also shows tenderness. For a serious man that at the same time reveals some light humor, some what ironic. If I met George Clooney wearing Declaration I would certainly be facing the perfect combination.


5. The best nose behind your favorite perfumes...

Gaelle -
Betty don't be cruel to me , ( laughs)! Only one ? Christopher Sheldrake, Francis Kurdjian, Jean-Claude Ellena, Shopia Grojsman, Edmond Roudnitska ( 1905-1996), Jacques Guerlain ( 1874-1963) and Marie-Hélène Rogeon.

Elisabeth - It's true friend..I put you in a catch! I also appreciate many. I'm fascinated by the versatility to create many olfactory families keeping a personal brand. Style! I see figured by Edmond Roudnitska ( adorable idealizations such a Dior and Rochas); Michel Roudnitska and the fantastic Bois de paradis; Sophie Labbé was able to create the seductive Organza by Givenchy,  Olivier Cresp that among many gifted us with Light Blue by D&G. Jean Claude Ellena  and beauties Hermés and Cartier; Guerlain, kenzo, Gucci... the list goes on...

6. The Favorite ones...

Gaelle - Oops ! There are several! feminité du Bois ( Sheldrake/Bourdon for Shiseido, under the direction of Lutens and currently relauched in Lutens export "packing", Bois d'Íris ( Ellena for The Different Company"). Iris Nobile ( Kurkdajian/francoise Caron for Acqua di Parma), the Trio Fresia, Melograno and Muschio Oro ( Santa Maria Novella), Diorissimo ( Edmond Roudnitska for Dior), Bulgari Pour femme ( Grojsmann for Bulgari). Aprés l'Ondee ( Jacques Guerlain) and Rose d'Homme ( Roseon for "Les Parfums de Rosine")... I also love almonds notes, then I'm adding heliotrope ( by Etro) and Anastasia ( by Bourbon French). That's a huge list!

Elisabeth - Ah yes...this is a difficult task! It would be easier to list those we do not like.
Personally I take turns wearing chypres, orientalsand  green aromatics. I love Jolie Madame and Vent Vert by Pierre Balmain. They are intence, dense but with comfortable freshness. Uniques. "Y" by Saint Laurent is a refined unforgettable classic. I'm surrender by the creamy sweetness of Loukhoum  by Keiko Mecheri and by the soft feminity of Aoud-Damascus by Montale. I'm also captured by freshness of the citrus and stimulating Eau Acqua di Parma, by the absolute comfort of Au Thé Rouge Bvlgari. Can not miss the  refinement of Organza Givenchy can't be forgotten the wonderful bouquet of Diva by Emanuel Ungaro. I fell in love for Bois de Paradis- Parfum DelRae, Elisabethan Rose-Penhaligon's and Dèliria L'Artisan Parfumeur.

7. The discontinued one that can't be missed...

Gaelle - Guerlain had the parfum version of Aprés l'Onde discontinued. Try to sample the eau-de-toilette version. It is a poetic fragrance, simple and elegant- a classic.

Elisabeth - Mystere de Rochas wonderful chypre, with its resins, woods, leather and aromatics herbs. A perfect balance between all the notes that attract my attention. Practically impossible to find it.

Elisabeth's coment
Nelci Sampaio, this conversation was a delight. It is delightful to know that even so far away in another hemisphere, across sea, there is a "nose" that if no brother of mine is its cousin, and we are sharing a friendship that give us nice moments. Thank you flower. This is a" Big House" that will always be oepned for you. XOXO. Betty
 

Translation by Rosaria Ferreira collector and self-taught person in perfumes matters.

Imagens: 1. Lanche Mirabel/ Fred Cunha; 2.Eau de Mahila by Francois d'Urville 3. Muschio Oro de Santa Maria Novella; 4. Fitzwilliam Darcy de Orgulho e Preconceito (filme); 5. Edmond Roudnitska; 6.Jolie Madame de Pierre Balmain; 7.Après l'Ondèe. de Guerlain