Pin It button on image hover

sexta-feira, abril 11, 2014

Silences eau de parfum - Jacomo Paris Perfumes


ESPÍRITO DA FRAGRÂNCIA
Verde intenso, cadenciado no ritmo abafado e misterioso de florestas densas, ora sombra, ora luz; alterna vibrações intensas com rumores indistintos no enigma da Natureza que se veste em cores diferentes a cada momento, mutável e inconstante.
Silences nos conduz por emaranhados aromáticos, quase soturnos, pontilhados de espinhos agudos, que ocasionalmente se abrem revelando calor, aconchego e claridade.


Floresta ninho que abriga, esconde e convida ao recolhimento, clareira luminosa que nos permite aquecer a pele sob o sol, rodeados de árvores majestosas cujos troncos exalam doçuras resinosa, revelam antigos segredos da vida, do prazer.
Silences by Jacomo expressa justa medida entre sombra e luz, convida a desvendar mistérios que nos escapam no cotidiano urbano, brincadeiras de entes transcendentais  no seio da Natureza.
Emoções a flor da pele, brincadeiras entre folhagens e doce remanso...


PERCEPÇÂO PESSOAL
Ora sombrio, ora luminoso cai como uma luva na minha gama de preferências, provocando o risco da subjetividade nesta linha olfativa, uma das prediletas.
Rico em camadas,  sillage intensa  que revela abertura  picante e cítrica revestida de verde, resinas brotando da casca de árvores antigas, escorrendo sobre flores silvestres, delicadas e doces que se espalham pelo chão úmido. Gálbano, limão e cássia!
Vislumbres repentinos de flor-de-laranjeira, como se brotassem repentinamente nos galhos antecipando  pungentes notas aldeídicas.
Percebe-se ao lado dos elementos mais perceptíveis  esta associação constante com  delicado e fresco musgo floral.


Apesar de não listado há sugestão de acorde "animalic" cálido, especiado, com toques de benjoim e presença constante do couro, embebido em cítricos ou repousando preguiçosamente ao sol, ladeado pela doçura de ramalhetes silvestres. Jacintos, lírios e jasmins!
Couro que se transforma em pelica, floral, ambarada e suavemente mentolada substituindo o balsâmico resinoso que repousava  ao fundo. Vetiver, âmbar, cedro e couro!
Cítricos são presença constantes durante longo tempo.
No drydown expressa doce tranquilidade, aceitação e integração como se nos tornássemos parte da floresta sombria após desvendar seus segredos, superado o impacto agreste inicial.

PRÓS E CONTRAS
Riqueza na composição oscilante de notas que alternam pungente masculinidade com doçura feminina. Esta característica aliada a intensidade de acordes amadeirados e animalic pode ferir olfatos mais sensíveis, cuja preferência está nos gourmand abaunilhados ou florais frescos. Intenso e duradouro de sillage  moderada  com  a evolução.


SIMILARIDADES OLFATIVAS
Perfeitamente  inserido no contexto intenso dos anos 80, a evolução sugere semelhanças pontuais  com Vent Vert, Ivoire ou Balmain Women de Pierre Balmain. Parte do  aspecto verde revela  notas de Chanel 19 de Chanel , embora  Silences adense em características mais escuras.Também algo da rudeza agreste de Creation  Ted Lapidus. Na evolução aldeídica se percebe características de "Y" de Yves Saint Laurent enquanto o acento de couro sugere  faceta de Mystere Rochas. Amazone  by Hermes é apontado em comentários on line.

FICHA TÉCNICA


SILENCES eau de parfum 

Família Olfativa: Chypre verde, 1978 (2004)
Gênero: Unissex
Perfumista: Gerard Goupy e Jean Claude-Niel
Designer: Jacomo
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Frasco:
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Flor de laranjeira, gálbano, bergamota, limão, notas verdes, cassia
  • Coração -Íris, jasmim, narciso, jacinto, rosa, lírio-de-maio
  • Base -Vetiver, almíscar, madeira de sândalo, musgo de carvalho, cedro, ambrete

SILENCES SUBLIME 

Família Olfativa: Chypre verde, 2012
Gênero: Unissex
Perfumista: Serge Majoullier
Designer: Jacomo
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Frasco: Semelhante ao original - mudanças de caracteres e fonte do nome
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Gálbano, bergamota, notas verdes, cassia, pera
  • Coração -Íris, narciso, jacinto, rosa, lírio-de-maio
  • Base -Vetiver, almíscar, madeira de sândalo, madeiras
Classificação:


Arte Irmã:  Se fosse uma música seria  Brincar de Viver, versão de Guilherme Arantes para a canção de Joan Lucien
Vídeo:  Brincar de Viver - Interpretação de Maria Bethânia


Imagens: Fotos e colagens de Elisabeth Casagrande; colagem de frasco Silences by Jacomo sobre ; Publicidade Silences Sublime by Jacomo Perfumes Paris

2 comentários:

  1. Olá Beth! Tudo bem? Linda resenha e fotos! Parabéns! Morro de curiosidade nesse mas tenho algumas dúvidas. Ele é muito pesado? Fácil de usar no dia a dia? Muito seco? rs
    Se vc puder me ajudar, serei eternamente agradecida! Obrigadíssima pela atenção! :D

    ResponderExcluir
  2. Oi Tati. Obrigada! Este frasco é muito bonito e elegante! O Silences que resenhei é mais antigo. Não tive oportunidade de experimentar o mais recente, reformulado, provavelmente mais leve. realmente é verde, agreste e intenso. Alguns nuances secos de cedro contrabalançados com musgo. Atrai-me justamente pelo contraponto que faz com a feminilidade da pele. Fica muito elegante! Entretanto não agradará quem gosta dos leves e abaunilhados.Sou bem eclética. Minha preferência sempre caminhou entre chypres e florais orientais, contudo hoje consigo apreciar outras famílias olfativas desde que apresentem qualidade. Se você está muito curiosa e gosta de chypres aproveite a oportunidade quando surgir. creio que vale a pena. Beijocas de Elisabeth
    PS: Eu uso chypres de manhã à noite. Maior ou menor moderação dependendo do horário.

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!