Pin It button on image hover

sábado, abril 26, 2014

Bromélia Eau de cologne - L'Occitane Au Brésil


ESPÍRITO DA FRAGRÂNCIA
Majestosa e imponente  Bromélia-imperial, típica da região serrana do Rio de Janeiro, encanta pelo porte, vivacidade das cores e  delicadeza das longas flores brancas ou amarelas sobre cachos rubros.
Atrai abelhas e beija-flores em busca da beleza tropical que pende das rochas, onde estão firmemente aderidas, embora  sob risco de extinção na forma rupestre.
Harmonioso vaso natural é formado pelas folhas e brácteas da planta, dispostas em roseta,  sustentando as flores que estão  artisticamente  reproduzidas na embalagem da Eau de Cologne Bromélia.
Há no meu jardim, espécie pequena e encantadora de bromélia, quase miniatura, e posso imaginar que,  se alguma delas possuísse aroma perceptível este iria de encontro à fragrância l'Occitane.


PERCEPÇÃO PESSOAL
De tempos em tempos  vou a cozinha e faço experiências. No momento misturas para geleias!
Talvez sinta falta do meu antigo ambiente profissional em laboratório clínico,  ou das aulas práticas da faculdade.
Contudo ao  sentir a evolução de Bromélia  Água de Colônia concretizei uma imagem que vinha se formando: geleia de flores.
Depois das frutas! Profusão de frutas em suco cítrico, caramelizando.
Tentei desvendar no descortinar rápido das notas se eram frutas vermelhas, se amarelas como maracujá, ou melhor abacaxi...e a imagem da flor veio a mente. Vermelho e amarelo!
Foram-se as frutas  diluídas em fresca transparência, dissipadas por  ventos leves e garoa fina, quase neblina.
Surgiu a doçura límpida de lírios e orquídeas, embaladas pelo verde das folhas... e de violetas? Talvez, pois apesar da longevidade desta fragrância existe uma acomodação olfativa rápida, ligeira, que afasta o ramalhete para revelar  agridoce  baunilha.
Pitadas de patchuli e vetiver orvalhados mantém o agreste, auxiliados por condimentos picantes, gotinhas de gengibre ou pimenta doce,  enquanto almíscar limpo e luminoso abre caminho em delicadeza de tom pastel.
Mesclado a sândalo e âmbar branco  conduz a fragrância para  o repouso, em crispante e afiada doçura de flor urbana.


PRÓS E CONTRAS
Deliciosa  e fresca encara o verão com a elegância  e beleza dos ramalhetes  leves e açucarados, apesar de não pecar pelo excesso de doçura.
Jovial, romântico e meigo tem a seu favor o equilíbrio dos acordes. Sillage inicialmente forte aparentemente dilui a medida que o olfato acostuma com as notas florais sugerindo baixa fixação. Esta é a armadilha. Continua atuando ao redor mesmo que percebamos menos.
Segundo informações do fabricante a linha para pele e cabelos tem efeito regenerativo pelos bioativos das folhas basais externas da planta,  colhidas de forma sustentável no cultivo em Petrópolis.
Segue o ritmo dos últimos florais da marca. Comportados, adequados, sem grandes surpresas e por este motivo próprios  para ambientes de gostos e sensibilidades variadas.

SIMILARIDADES
Evoca uma linha, não um perfume específico,  a variedade  floral  gourmand de safra jovem e leve.


FICHA TÉCNICA
Família Olfativa: Floral frutal, 2014
Gênero: Feminino
Designer: L'Occitane Au Brésil
Rastro: Intenso a moderado
Fixação: Muito Boa
Embalagem: Tatiana Paiva e Olivier Baussan
Notas olfativas: * Notas cítricas, neroli, manjericão, frutas vermelhas, abacaxi, maracujá, orquídea, lírio, rosa, violetas, gengibre, pimenta, âmbar branco, sândalo, almíscar vegetal, caramelo, baunilha.

* Percepção pessoal, sem lista olfativa fornecida pela marca.

Classificação
ARTE IRMà
Se fosse arte seria uma poesia...


A Bromélia é Inocente! (Nina Araujo)


Eu pude ouvir atentamente o que disse o entomólogo,
e saibam todos: a bromélia é inocente!
Ela requer os cuidados essenciais que devemos ter com as plantas,
porém nada que a impeça de existir.
Imagine sua importância para os insetinhos menos hostis,
e as pererecas,
e toda a bela natureza que a adorna de encantos mil!

Não e não, é inadmissível culpar uma bromélia!

Vídeo: Coleta da Bromélia


Imagens: Fotos de Elisabeth Casagrande e Bromelia-imperial de Minhas Plantas

6 comentários:

  1. Que mimo! Adorei a ideia e o frasco. Bromélias estão entre as mais belas plantas. E geléia de flores foi demais, eu amo isso, doces de flores, xaropes e as próprias comestíveis. Ainda essa semana comi uma saladinha ( preciso descobrir o nome da flor, parece uma mini orquídea vermelha e laranja) de folhas com flores. Incrível! Bjus

    ResponderExcluir
  2. Oi Lily. É uma gracinha mesmo. Gostei mais do conceito, da embalagem e do frasco do que da fragrância em si. Apesar de bem construída cai num estilo ao qual já estamos acostumados e eu gosto mesmo de resenhar as inovadoras.
    Geléias! Ando apaixonada! Faço com açúcar demerara ou mascavo e muito afeto.Quem despertou minha atenção para comidas de flores foi uma amiga salvadorenha que ficou extasiada quando viu numa escola em frente a minha casa a palmeira que dá coquinho e flores brancas. A gente adora o coquinho. Eles comem as flores como salada. Esqueci o nome... mas pergunto novamente para ela. Beijocas
    PS: E ainda darei um jeito de conseguir estas flores...

    ResponderExcluir
  3. A violeta me assusta, porque eu e ela temos um problema mal resolvido de vidas passadas, mas sua resenha me fez ter vontade de conhecer esse bonito despretensioso, viu?

    ResponderExcluir
  4. Oi Vanessíssima! Agora eu fiquei curiosa! hehehe. A violeta é boazinha. mas aqui não assusta não. bem suave, mais uma insinuação do frescor. Beijocas.

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!