Pin It button on image hover

domingo, janeiro 12, 2014

Olfato de Perfumista

Olfato de perfumistas, de críticos, de estudiosos, aromaterapeutas,  químicos,  blogueiros, colecionadores....
O que tem em comum? ou diferente?
Simplesmente  são narizes que vivem mergulhados em cheiros, de forma inusitada.
Os odores não chegam naturalmente no decorrer do tempo. São constantemente buscados por eles.
Instintiva, automática e continuamente criando um hábito.
Como evolui a percepção olfativa em narizes tão fatigados?
Prática e sabedoria popular nos dizem que percebemos cheiros de forma diferente. A ciência quase concorda.
Noutro dia discutindo temperos (frescos) com uma garota da família me deparei com quatro opiniões sobre coentro.
Para meu olfato e paladar é uma das ervas mais quentes, picantes e densas da cozinha, usada com parcimônia enquanto para ela e uma amiga se mostra intensa, fresca e mentolada.
Contudo numa quarta opinião,  de amigo também inclinado para as artes da culinária, se define  apimentada, cálida e excessivamente marcante.
Divaguei com meus botões que diferentes combinações genéticas provavelmente levam a diferentes percepções olfativas!
Aqui são  dois grupos bem distintos sobre o coentro: Mentolado Fresco versus Acre Apimentado.


A composição química  do Coriandrum sativum revela presença de taninos, pectinas, alcalóides, fenilpropanóides, cumarinas, cânfora, geraniol, borneol, anetol e linalol.
Muitos destes compostos odoríferos  estão presentes em outras ervas com diferentes personalidades aromáticas.
Além disto Coriandrum sativum pertence a família Apiaceae que abriga as espécies de erva-doce, funcho, cenoura, alcarávia, aipo e cominho, plantas com características diversas.
Assim constatamos algumas moléculas aromáticas comuns  em várias espécies botânicas diferentes.
A nuances de percepção olfativa referentes ao coentro, entre outras, talvez se deva ao fato de que algumas destas moléculas falam mais alto ao meu nariz que as demais. E, que outras sejam ressaltadas em  narizes, como nos das duas jovens que percebem  aroma de menta.
Tal diversidade sensorial pode ser determinada geneticamente, apesar de existirem fatores ambientais e fisiológicos, incluindo variações hormonais, a serem considerados. Exemplo disto é a extrema e modificada sensibilidade olfativa ou gustativa de gestantes e mulheres na TPM.


Minha filha sente (e aprecia) os perfumes de forma radicalmente diferente da minha e certo dia afirmou que meu nariz deveria ter se "estragado"de tanto que cheiro perfumes.
Existe algo plausível aqui.
É possível que meu cérebro enfastiado registre pouco alguns elementos olfativos muito comuns (acomodação ou fadiga olfativa), abrindo espaço para que eu perceba com mais acuidade o que  não sentia anos atrás.
Isto é problemático!
Neste caso, nos perfumes  eu sentiria de imediato com menor intensidade  o que  muitos  sentem fortemente, e  registraria  em substituição o que muitos percebem após algum tempo.
Dio Santo!
Se hipotéticamente isto ocorre com uma  exploradora e colecionadora de perfumes, o que não aconteceria com um perfumista?
Perfumistas que catalogam e diferenciam milhões de moléculas olfativas devido ao olfato privilegiado e educado,  narizes capazes de  diferenciar ínfimos matizes, e produzir as preciosidades que nos encantam...
Seria este um dos possíveis atalhos a produzir novos caminhos?  Nariz "estragado" pelo tanto que sentiram?
Olfato ainda constitui um grande mistério, pois não podemos ter  certeza de que o aroma por nós  apreendido se revela da mesma forma para o próximo.
Quantos milhares de padrões sensoriais  perceptivos existirão?
Será que o meu e o seu coentro são únicos? E assim com tudo mais?

Vídeo: Canto Alentejano na Adega Velha Acorda de Coentro e Alhos


Imagens: Globo de Catherine nelson; Coriandrum sativum - photo Henriette Kress; Smell The Flowers de Maria Katra

7 comentários:

  1. Olá Elisabeth,

    Faz tempo q não dou uma passada por aqui, PARABÉNS!!! está cada vez melhor seu blog.
    Preciso de uma ajuda e lembrei de vc q acredito q como sabe tudo de perfume !!!talvez possa me dar a informação.
    Estou procurando perfumes "orgânicos" 100% para comprar aqui no Brasil, conhece alguma marca? Encontrei a marca PATYKA, (marca francesa) mas não sei onde comprar aqui.

    agradeço desde já sua atenção,
    abs
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, Obrigada flor! Sinto, mas não sei de marcas que comercializem perfumes totalmente naturais, no Brasil.Esta marca que vc citou vende através de site oficial. Vc pode contactar e saber se enviam para o Brasil.O Armazém Natural da Terra Saboaria Artesanal faz sabonetes com essências naturais e fabrica edições limitadas de óleos perfumados do tipo attar. Consulte aqui a resenha sobre eles. Beijocas de Elisabeth

      Excluir
    2. Elisabeth,obrigada........sempre muito atenciosa!

      Gosto muito dos toilletes da L'Occitane e Annick Goutal, sabe me dizer se são mais orgânicos ou naturais?? Claudia

      Excluir
    3. Claudia, ambas são marcas com produção a nível industrial. Isto significa um percentual de óleos naturais e outro de óleos sintéticos variando de fragrância para fragrância. Os "narizes" (perfumistas) procuram equilibrar estes componentes para obter a melhor e mais natural sensação olfativa possível. O que diferencia fragrâncias da Perfumaria Botânica ou Perfumaria Artesanal é a interação química, a sinergia destes compostos com nosso organismo. Óleos essenciais naturais tem efeitos sobre a fisiologia, algumas vezes terapêuticos. Óleos sintéticos não tem esta característica terapêutica, embora eu acredite que a interação química exista e também absorção e efeitos em diferentes graus. Contudo o consenso comum é de não considera-los terapêuticos. Quanto a resposta alérgica, pode ocorrer tanto com as substâncias naturais quanto com as artificiais. Se você gosta das marcas e elas não lhe provocam reação negativa aproveite! Apresentam boa qualidade. Beijocas de Elisabeth

      Excluir
    4. Entendi sua clara explicação.
      Elisabeth ,o meu receio e o que me incomoda muito na verdade nos perfumes; q por sinal eu amoooooo... mesmo usá-los!!!! seriam os ftalatos nos parfum e os betyl e metyl ......químicas enfim; que fazem mal não só pensando nos alérgicos mas a todos, pois afeta a nossa saúde, alguns até já li a respeito são cancerígenos.Por isso estou pensando em usar orgânicos ou mais naturais possíveis, pq não quero deixar de usá-los.
      bjos
      Claudia

      Excluir
    5. Oi Claudia. Você tem razão em se preocupar com a química que nos envolve atualmente. Inalamos, ingerimos, absorvemos tantos produtos e radiações... enfim a vida moderna é uma verdadeira cilada.
      Entretanto os compostos naturais não são de todo inocentes. O queridíssimo musgo de carvalho por exemplo, dependendo de como é processado pode trazer substâncias ácidas presente na casca das árvores.Sofreu severas restrições e inclusive alguns pesquisadores japoneses desenvolveram métodos de purificação. Procure selecionar quais são as marcas ou fragrâncias que não causam nenhuma reação, que provocam sensação de bem-estar. Estou pesquisando uma forma de fazer resenha sobre este tipo de perfumaria, mais natural. Aguardemos. Beijocas de Elisabeth

      Excluir
    6. Ok, obrigada mais uma vez, estamos realmente vivendo num mundo Tóxico, hehehe....infelizmente!!
      Ah, q bom !!! Vou então aguardar esta resenha de perfumaria mais natural.

      abração
      Claudia

      Excluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!