Pin It button on image hover

quarta-feira, novembro 09, 2011

Womanity eau de parfum - Thierry Mügler


Abra uma caixa de Pandora e enfrente.
Womanity atiçou minha curiosidade de forma irresistível, por ocasião do lançamento em 2010.
Pedi a uma pessoa da família, em trânsito pela Europa que experimentasse e trouxesse uma amostra do perfume Mügler, entre outras novidades.
Aparentemente este foi esquecido.
Contudo após leitura de vários comentários negativos ( e alguns apaixonados) sobre a fragrância pressenti no esquecimento um  lapso diplomático, e gentil, perante meu entusiasmo com o lançamento da casa Thierry Mügler.


Hoje, buscando novo encontro com Mudly by Kenzo, encontrei uma perfumaria ostentando prateleira inteira de Annick Goutal,  e enquanto me fartava de algumas delícias não conhecidas visualisei próximo um frasco rosa, vagamente familiar.
Womanity, temporariamente esquecido.
Ah tentação da curiosidade!
Rendi-me, abri a caixa de Pandora e recebi a avalanche de sensações contraditórias provocadas por  Womanity; que tentarei relatar em  ordem cronológica.


Primeira borrifada.
- Doce, muito doce e fresco. Não sinto  caviar o que é muito bom pois detesto caviar - textura, gosto e cheiro.
- Figos maduros, dentro de um barril. Madeira úmida e fragrante...
- Humm, está mudando, percebo  presença ozônica ou marinha, aquele acorde semi aquático que traz  arzinho gélido para alguns perfumes, apesar do calor das madeiras e figos.  Será isto o que interpretam como caviar? Que benção. Talvez eu deva dar uma volta ...


Assim foi. Saí do shopping envolta em figos verdes, mas não totalmente satisfeita com a compreensão do aroma oscilante. Pandora espreitava risonha e marota escondendo o jogo, reservando surpresas.


Segunda borrifada.
- Ah ... continua doce, mas o acorde aquático parece mais potente, e traz um traço de sal, algo de maresia, aquele cheiro que exala  da pele e da bagagem quando voltamos do ar morno a beira-mar para a sombra da serra. De pele quente, salgada e rosada de sol.
- Espere... é verdade. Tem aroma de caviar ...aminas?!  Leve, sutil e inequívoco. 
Que desapontamento associar este cheiro com o conceito de mulheres da humanidade.


- Como é possível a feminilidade ser descrita pelo odor de maresia, frutos do mar, sal e barcos de pescadores? Quem assim concebeu não conhece nem convive com mulheres saudáveis; talvez  com as que enfrentam  situações de stress, imunidade diminuida e consequente proliferação de microorganismos oportunistas, produtores de aminas.
- Seria uma brincadeira de mau gosto? Travessura de artista?
- Entretanto... passado o arrepio desta descoberta, figos, folhas verdes e madeiras parecem cada vez mais saborosos, substituindo o acorde cálido  que os colocou em cena  pela doçura das madeiras submersas, aquáticas.
- Não mais cor-de-rosa e sim verde-água. Restos de navios piratas que a maré trouxe e foram  utilizados para fazer barris  onde acomodaram os frutos carnosos  de alguma plantação das proximidades  ...


Terceira borrifada
- Faz tempo que não experimento perfume tão contraditório e instigante.
- É diferente, de certa forma inédito, muito bem feito e totalmente inadequado  para o conceito que propôs. 
-Declaradamente unissex traduziria a imagem de desportistas aquáticos, marinheiros intrépidosn numa noite de folga no porto, talvez sereias politicamente incorretas  seduzindo incautos habitantes de ilhas e faixas de areia.
- Perfume para outros mundos,  aroma adequado para a lendária cidade perdida - Atlantida. De maneira alguma  estandarte de  feminilidade urbana e terrestre.
- Elegante e ostensivo no frutal embriagador, provoca um quase esquecinento do polêmico  caviar. Ou será acomodação olfativa?


Womanity, para mim,  ainda não despiu todos os véus,  mesmo que pareça  exatamente o que diz no frasco cujo design  merece  evidência de cristal e metal na sua fabricação:
  • Caviar
  • Figo
  • Madeira.
 - Não consigo decidir  se amo ou odeio. Talvez ambos.
- Caviar, apesar de sutil causa um arrepio de repulsa. Mas é tão fugaz o seu apogeu, apesar de permanecer presente muitas horas, quase etéreo, mais pressentido do que verdadeiramente sentido pelo olfato.
- Uma vez que você o descobre é impossível esquecer. Ele está lá!  Incomoda-me mesmo que seja quase abstrato e  presença vital para manter a personalidade e  equilíbrio da fragrância.


Womanity é ousadia permitida para alguns. Define-se no meu olfato como um parente transgressor de Thé Rouge by Bvlgari, na contradição de inesperado caviar e delicioso figo amadeirado.Mais doce e provocativo que seu confortável amigo fruto de pomar e chávenas de chá.
Singular combinação.
Inédita, apesar deste conceito  de acorde fresco/aquático em oposição a  fruta suculenta ou doçura gourmand ser esboçado timidamente em MaDame de Gaultier. Aroma diferente  evoluindo em caminho paralelo.
A caixa de Pandora foi aberta libertando sereias e pescadores.Enfrente e decida.

- Womanity é para  amar ou odiar?

OU
 

Família Olfativa: Gourmand aquático, agosto 2010
Gênero: Unissex
Designer: Thierry Mügler
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Notas Olfativas: Figos, caviar negro, madeira de figueira.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

VÍDEO: Thierry Mügler - Womanity


Imagens: Pandora de John William Waterhouse( 1849-1917, publicidade de Womanity, Figo de Yati, caviar vermelho de Surf Sea Foods LLC, Mermaid de John William Waterhouse, Atlantis de Frekin News

18 comentários:

  1. Oi Elisabeth,
    Suas resenhas são incríveis,para mim vc. descreve perfeitamente os aromas do womanity, o figo, a maresia.Eu, talvez por ter visto/comido caviar uma única vez na vida e já faz milênios,não consegui indentificá-lo no perfume,só a maresia.Para mim o Womanity foi o descobrimento verdadeiro da perfumaria,quando foi lançado, tava andando no shopping e a moça me deu um papelzinho,achei diferente...terminei entrando na loja e pedi para passar no braço,continuei achando "estranho",o perfume foi evoluindo na pele, a estranheza foi acabando e veio o entusiamo.Ai, quis saber mais sobre esse perfume tão difernete e a partir dai encontrei sites maravilhosos sobre perfumes,moda,inclusive o seu.A caixa de Pandora estava aberta ...Infelizmente das últimas vezes que usei senti um pouco de dor de cabeça e hoje em dia tenho tantos perfumes para testar que não insisti em continuar usando,de qualquer forma espero que não ter alergia ao Womanaty,pois eu sou do time que o amou.Bom final de semana,ah adorei vc. ter colocado aquela loja de lingerie,só não sei se vou acertar na conversão.
    Bjokas,
    Luiza

    ResponderExcluir
  2. Oi Luiza. Obrigada flor!
    Womanity é exatamente assim.
    Eu comi caviar uma única vez e nunca mais passei perto. Achei extremamentente intenso.Adoro frutos do mar, porém se o aroma for marcante me enjoa e as tais ovas de peixe... mais característico impossível.Assim como o famoso pate de fígado de ganso (foie gras). Não gosto.Só gordura...nem tudo que reluz é ouro.
    Womanity ainda é uma indecisão para mim.Amei os figos amadeirados, mas tenho reservas com a maresia... muito caviar para meu gosto.
    A Leonisa foi um verdadeiro achado.Amei, amei.
    Acho que a conversão não tem erro. Existem fitas que já medem em polegadas.Daí é só fazer as duas medidas.
    Mas, se vc ficar na dúvida meça em cm e mande um comentário na resenha \Leonisa pedindo privacidade. Eu respondo só com o número que vc deve pedir.Estou convertendo as medidas do mulherio de casa. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. Beth, adoro seu blog e deliro km suas descriçoes sedutoras e oníricas ;)
    Para uma perfumólatra contumaz eh 1 perigo kk..
    Conta pra mim, os perfumes da Annick Goutal vc viu em qual shopping ???
    #aloka lombriguenta!
    bjao linda e obrigada por suas resenhas suspirantes..

    ResponderExcluir
  4. Oi Duda.
    Lindinha,obrigada!
    Annick Goutal é mesmo de atiçar as lombrigas, e tinha uma grande variedade. A dona da loja me disse que eles são distribuidores exclusivos no Brasil.Foi uma surpresa ótima.
    Darei uma colher de chá fazendo uma propagandinha gratuita (que vai contra a etiqueta dos blogs...só porque se trata de Annick Goutal!).
    Shopping Novo Batel.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  5. Oi Elisabeth..

    Acompanho sempre seu blog, gosto do conteúdo descrito aqui e do muito interessante que me acontece, o despertar e o desejo por alguns perfumes que vejo em publicidades, e vindo aqui apreciando a leitura de suas resenhas acabo por me definir neles, muitos deles confesso que adquiro e me encontro com razão.

    Exemplo desse Womanity que me ocorre agora o desejo de conhecer esse mar de curiosidades.

    Gostaria de saber seu ponto de vista sobre o Angélique Noire by Guerlain, minha mais recente paixão.

    Beijos querida.

    Jota Lisboa

    ResponderExcluir
  6. Oi Jota LIsboa. Obrigada!! Sua presença é um prazer.
    Womanity é interessante. Vale a pena conhecer, mesmo que você não aprecie.
    Quanto ao Guerlain creio que ainda não conheço.É uma maison quase infindável de tantas propostas .
    Assim que tiver experimentado trarei minha opinião. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  7. Oi Elizabeth,
    Amei sua resenha de Womanity, ficou linda...já a esperava há muito tempo, parabéns.
    Uso Womanity desde seu lançamento, virou minha marca pessoal. Perfume instigante, evolui em camadas, doce de figo cristalizado, ardido, se transformando em cheiro verde de chuva, mar, praia, muito fresco. Li sua resenha, borrifei no braço e me imaginei mergulhando na mítica Atlântida....
    Você me ensina a me perfumar, sabia? Sou seu fiel seguidor há certo tempo...Seu blog é um presente para quem ama perfumes, como eu,Bjos,
    Ubiratan.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ubiratan. Obrigada. Sua impressão acrescentou algo a minha. Womanity é doce, fresco e umido simultâneamente.
    Comentei com alguém que ele tinha esta característica própria dos aquáticos e ouvi uma veemente negação. Que era "gourmand" e que os perfumes da casa Mügler são "gourmand" por assinatura.
    Entretanto creio que eles conseguiram unir as duas faces das famílias olfativas nesta fragrância.
    E como vc bem disse tem cheiro de chuva. Mas não de terra ou vegetação molhada pela chuva. Tem cheiro de chuva na beira do mar, quando ocorre aquela redundância olfativa de maresia molhada... se é que isto pode ser imaginado... he he he. Eu consigo. Creio que vc também. Beijocas e volte sempre.

    ResponderExcluir
  9. Olá Elisabeth, boa tarde!
    Gostei muito de seus comentários!
    Mas a dúvida... você falou tanta coisa intrigante e bonita de Womanity mas me deixou sem saber se o usaria.. e então?
    Bjs,

    Ana

    ResponderExcluir
  10. He he he...Boa pergunta Ana.
    Não posso deixar de admirar o equilibrio destas notas e a ousadia de usar este acorde marinho num perfume. E adoro os figos amadeirados.Sou muito inclinada para os acordes amadeirados e fã do aroma de Thé Rouge Bvlgari que se aproxima um pouco de Womanity.
    Entretanto... creio que usaria somente no litoral. Nas férias a beira-mar. Na minha cidade serrana acredito que não. A minha pele não esconde a maresia.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  11. Cara Helizabeth, estou sempre aqui no seu blog.
    Hoje estou precisando muito da sua ajuda.
    Gostaria que se possivel me informasse o nome do garoto da campanha CK One de 1999, identificado apenas por Danny, vinculado ao email danny@ckone.com.
    No inicio da decada de 2000, acho que por volta do ano de 2002, li uma breve passagem em uma revista de que ele foi encontrado morto em seu apartemento, as evidencias indicavam suicidio, porém outros peritos alegaram assassinato.
    Nunca mais ouvi falar nada a respeito do fato.
    O nome dele desapareceu da internet.
    Em todos os sites de publicidade de perfumes, não qualquer mensão do seu nome.
    É como se ele nem tivesse exisido. Ou banido do mundo da mídia.
    Gostaria da sua ajuda ou algum dos leitores para descobrir o nome dele.

    Grato wvfonseca.

    ResponderExcluir
  12. Olá W. Fonseca.Calvin Klein sofreu críticas e se não me engano processos devido a campanhas publicitárias polêmicas. Suicídio ou crime envolvendo modelo de campanha certamente será pouco divulgado.
    Sinto, mas não tenho nenhuma informação além daquela que já foi registrada. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  13. Womanity não é feminino, Angel não é angelical e Alien não é exótico. Thierry Mugler sempre nos ludibriando com os nomes de perfumes.

    ResponderExcluir
  14. Hellen, você tem razão. São os equívocos do marketing... beijocas de Feliz Natal. Elisabeth

    ResponderExcluir
  15. Olá Elisabeth! Eu me decidi logo de cara com Womanity...odeio! Senti a fragrância e no mesmo instante pensei: "que perfume horrível!" Entretanto, já vi pessoas falando maravilhas dele. Entendo que seja mais um marketing, como Flowerbomb, que é "bonzinho", mas nem tanto, não fazendo jus a todo o alvoroço que fazem e principalmente ao preço. Gosto é gosto não é mesmo?

    ResponderExcluir
  16. Com certeza Helen. O que seria do amarelo se todos gostassem do azul. Esta diversidade é que deixa o mundo interessante.
    Contudo não tenho visto tanta polêmica em têrmos de publicidade sobre Womanity. Creio até que a repercussão poderia ser maior considerando os acordes incomuns.
    Flowerbomb caiu no agrado do nosso mercado, pois faz este estilo floral frutal oriental doce que a meninada tanto aprecia.
    É um perfume de qualidade dentro do estilo repetido em muitas variações como tantos que alcançaram sucesso.
    Infelizmente decorrem anos até que algum "nose" apareça com um aroma diferenciado e genial.
    O que vemos através ddas décadas é a variaçõa sobre temas e sucessos da hora.
    Womanity tem diferencial, apesar de não ser, na minha percepção, aquele que levará ao sucesso estrondoso.
    Continuo esperando "O" aroma que marcará a passagem do milênio... beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  17. Elisabeth, minha cara, fui procurar Womanity depois que li seu texto.
    Saiba, é o perfume mais diferente e maravilhoso que encontrei.
    Gosto de perfumes marcantes, mas que não sejam enjoativos, e ele é assim.
    Para mim, os que ainda não se encantaram por ele, não passaram por todas as fases que aquelas notas vão apresentando aos poucos, cuidadosamente.
    Acho que Womanity não tem pressa...

    Beijos, e obrigada pela dica!

    Ana

    ResponderExcluir
  18. Oi Anninha. É um perfume singular e intrigante.Nota dez em originalidade e típico dos "Ame ou Odeie", Concordo com você. Para avaliar todas as facetas exige tempo e intimidade. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!