Pin It button on image hover

domingo, novembro 06, 2011

Terracota Voile D'Éte eau de toilette - Guerlain


Existem momentos que nos trazem saudades... daquelas indefinidas que  poetas chamam de nostalgia.
Sensação vaga sobre o que diluiu através do tempo, ou sobre presente  repetido, apesar de sempre novo, pois o que se viveu não consegue retornar.
Foi um dia quente, de quase verão a me  lembrar  cigarras cantando, tardes indolentes  de férias escolares,  e no princípio da noite um vento fresco de lugares ainda não vistos.
Senti necessidade de algo novo no ar, para espantar  reminiscências, vividas ou não, e indecisa, na caixinha de echantillons, desdobrei  o veludo Guerlain.


Velha amiga de infindáveis fragrâncias, a marca trouxe a tona um aroma de cravos.
Há tanto que não sentia... atualmente me parece em desuso, demodè, embora seja uma bela e forte nota.
Princípio  quase medicinal, com travo picante  agudo fez supor que ali estavam  substâncias oficialmente citadas, formando  acorde cítrico mentolado ao redor da flor principal.
Apesar de listado ramalhete de  íris, gerânio, ylang ylang, rosas e lírios esta  fragrância suave, porém  impressiva, se rende ao aroma de cravos, em total elegância.
Adulados pela sucessão de flores e especiarias secundárias eles transmutam e adquirem nuances variadas, porém  permanecem fiéis a si mesmo até os últimos suspiros do drydowm.
Ocasionalmente se esquivam das pimentas e observam velados  o desenrolar da doçura abaunilhada, do aroma  cálido e ensolarado de verão evocando passeios pelo litoral, em décadas passadas, mos tempos que usávamos "bronzeadore", compartilhando o abandono em dolce far niente.
Terracotta Voile d'Ete transmite de forma encantadora e envolvente  esta impressão de "perfume datado".
 Por instantes me surpreendi esperando encontrá-lo em  alguma publicidade antiga, com imagens sorridentes das pimeiras décadas do século passado.
Acredito que então eram mais comuns na perfumaria, aliado à rosa, âmbar e almíscar, aromatizando produtos de toucador e cosméticos.
Sabor de  infância.
Como gostava do aroma de cravo! Proliferavam  nos jardins de avós e nas loções vendidas em prateleiras de boticas.
Feliz acaso  hoje me guiou  para Terracotta, eau de toilette idealizada por Mathild Laurent, sob orientação de Jean-Paul Guerlain.
Após o  caminho percorrido  numa alameda de fragrantes cravos, entre outras flores do perfumado jardim, Terracotta encontra  final  empoeirado de âmbar, baunilha e almíscar encerrando o bouquet.


Faz  juz a proposição de edição limitada, encontrando eco  junto a  linha de cosméticos (Guerlain Terracota Princess) lançada para o verão 2011,  próprio de  pessoas  vaidosas o  suficiente para usar maquiagem  sob ardente sol tropical, acompanhada de  colônia floral suave, após o banho, talvez  talco fino da mesma linha.
Todo os  produtos carregando  aroma semelhante e  marcante, apesar da delicadeza melífera do arranjo...
Cheira pele ao sol, quente  e saudável, misturando casualmente acentos urbanos com cheiros da terra.
Ultrapassados  os arroubos iniciais permanece próximo ao corpo em sillage floral temperada e doce.
Aceitaria faceira a companhia deste cravo, difícil de achar assim caprichado.

Família Olfativa: Floral ambarado, 1999
Gênero: Unissex
Perfumista: Jean-Paul Guerlain, Mathilde Laurent
Rastro: Moderado
Fixação: Muito Boa
Notas Olfativas: Bergamota, hortelã, cravo, ylang ylang, jasmim, rosa, heliotrópio, íris, lírio, pera.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã - Se  se fosse uma música...fosse um casal romântico seria O cravo e a Rosa, porém uma música...

VÍDEO: Zeca Pagodinho - Jura - Abertura de o Cravo e a Rosa

2 comentários:

  1. Ola Beth, tudo bem?
    Me deixou super curioso, pra variar!
    Ando viajando muito no universo da Terra Cota e do Âmbar em relação às cores. Olha esses lustres: http://chandelierlux.wordpress.com/2010/04/
    Ai, é claro que me relacionei aos perfumes. No caso, a cor âmbar me faz pensar no Gaultier 2 e a cor Terra Cota me faz pensar exatamente nesse perfume até por obviedade! Voce compararia ambos? Ambos tem algo em semelhança? Voce tem alguma preferencia? Ambos ficam bem em homens no mesmo nivel? Beth, da uma opiniao pra eu ir me encontrando nessa minha viagem olfativa atual. Um beijo. Grato.

    ResponderExcluir
  2. Oi Marciante. Cores magníficas e quentes, perfumes também. Terracotta é floral denso, picante enquanto Gaultier 2 mergulha o bouquet no caldo de baunilha e ambar.Mais doce, embora mantenha o toque animalic amadeirado que garante o status de fragrância sensual.
    Difícil escolher entre os dois. Depende da situação.Para energizar, sair poderosa, apimentada e floral iria de Terracotta. Se a vibe for noturna, badalativa... talvez Gaultier 2. Quanto ao gênero são femininos compartilháveis. Depende de como cai na pele. Hoje estou experimentando um super masculino (Companhia da Terra) e estou super tranquila com o efeito. Prá mim ficou feminino... Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!