Pin It button on image hover

domingo, outubro 09, 2011

Calandre - Paco Rabanne


Cosmopolita, Calandre para mim cheira à discoteca, baladas dançantes e  sofisticadas  dos anos 70/80, apesar de ser criação de década anterior.
Culpa de uma amiga de  faculdade que era louca pelo perfume Paco Rabanne.
Garota de personalidade forte, marcante, palavra fluente, obtinha no aroma aldeídico floral temperado e intenso  a companhia perfeita.


Apresentado em frasco retangular, lembrando o design do edifício das Nações Unidas em New York, fabricado na cristaleria Baccarat nos anos 80,  permite que cítricos aldeídicos quase florais, afiados e argutos assumam a palavra inicial neste discurso.
Notas de entrada evoluindo entre doçura de flores e suavidade ambarina, carregando a vibração de vetiver, musgos e madeiras.


Não se percebe claramente onde começam lírios, rosas e jasmim, ou findam, contudo os sentimos, levemente indólicos. Também gerânios e folhas na entonação fresca e enérgica.
Tom manso e surdo de temperos quentes e apimentados  entremeia a delicadeza das flores, que submergem entre almíscar e âmbar, extremos doces suprimidos por vetiver e madeiras resinosas do drydown.
Musgos  pontuam a composição com  frescor e  umidade, vislumbres de mistérios  e sombras  no âmago de Calandre.


Seu  discurso impressivo, hoje tradicional, superado pelas ousadias exacerbadas do novo século, em tempos idos caracterizou palavras de modernidade.
Fragrância que evoca fidelidade!
Consumidores apontam  semelhanças entre Calandre e Rive Gauche, MaGriffe, Coriandre, White Linen de Estèe Lauder.  Diria que os estilos mantém acordes comuns, contudo cada um é um, com personalidade distinta, grandiosa e única, centralizada em focos diferentes.



Família Olfativa: floral Aldeídico, 1969
Gênero: Feminino
Perfumista: Michael Hy ( Roure)
Frasco: Design de Pierre Dinand
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide  Olfativa:
  • Topo - Aldeídos, folhas verdes, bergamota
  • Coração - Raíz de íris, jasmim, lírio-do-vale ou lírio selvagem, rosa, gerânio
  • Base - Madeira de sândalo, âmbar, almíscar, musgo de carvalho, vetiver
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Se fosse música... VÍDEO: Disco 70/80, The best of

4 comentários:

  1. Que saudades...apesar de estar na flor dos meus 27 anos de idade, Calandre foi o meu primeiro perfume. Sim, feminino mas compartilhável!! Foi um presente da minha querida vovó quando eu tinha 8 anos. Usava nas manhas antes de ir pra escola e encantava as professoras com aquele aroma de aldeídos florais. Na verdade, o que eu ganhei tinha um vidro transparente e a base era de plástico preto e tinha a inscrição no vidro: "Eau de Calandre". Não sei ao certo se é uma versão, ou se o próprio. Não tinha spray, era na base dos dedinhos...ótimas lembranças! Tem gente que o considera over, mas pra mim é atemporal. Só não o uso com mais frequência porque minha esposa não gosta...que pena! Linda resenha Beth, como sempre! Parabéns! Daniel

    ResponderExcluir
  2. Oi Daniel. Obrigada!
    Você trouxe uma referência diferente! Não conheci ou não recordo como Eau de Calandre. Todas as referências que encontrei a respeito desta versão são inconclusivas. Há fotos deste vidro de base preta. Provável que seja uma edição especial ou uma das primeiras versões do frasco. Em 1980 foi lançado um vidro produzido por Cristais Baccarat.
    O aroma me traz recordações das baladas com amigas, mas eu mesma não usava Calandre. Nos anos 80 usei muito o Mystere de Rochas.
    Que presente delicioso! Avós tem esta sensibilidade de criar lembranças assim.T
    ambém tenho várias da minha, associadas com aromas e perfumes. Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Eu usava,nos anos 60, Eau de Calandre durante o dia e Calandre eau de parfum à noite.Era magnífico.Paco Rabanne reinava naquela época,com suas roupas espaciais.Que saudade...Estava na faculdade.Como minha vida mudou pra pior radicalmente depois,com um casamento e prole desastrosos,arrisco dizer que deveria ter morrido antes,enquanto era feliz.

    ResponderExcluir
  4. Flor, uma das minhas amigas mais queridas usou muito Calandre. Sempre associo com ela e com a época mágica da faculdade, das festas, das crises com namorados. Tudo era tão intenso...
    A vida evolui e nos leva por caminhos inesperados, as vezes tortuosos, difíceis.
    Não desanime! todos temos nossa quota de tristezas, mas o futuro é sempre uma incógnita.
    Atreva-se a sonhar com coisas boas. Procure a beleza. Nós estamos cercados de tesouros. necessitamos manter os olhos abertos e o coração receptivo.
    Suas dores amenizarão com o tempo e certamente haverá alegria no seu caminho.
    Perfume-se, sorria, procure os amigos. A vida é curta e preciosa. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!