Pin It button on image hover

quinta-feira, setembro 15, 2011

Gardenia Passion eau de parfum - Annick Goutal

Espreitei a embalagem recém retirada do revestimento protetor.
Aroma intenso se espalhava no ambiente, de flores brancas num ramalhete profuso, pesado e picante.
Afoita e curiosa percorri os rótulos de cada pequenina amostra a procura da composição rica em tuberosa.
Dois ou três flaconetes  atendiam teoricamente ao perfil de floral branco exuberante que exalava da caixinha, contudo  Gardenia Passion trouxe momentânea certeza.


Era ela! A fragrância impressiva e floral que dominava todas as outras impregnando meu olfato, provocativa na  memória construindo  desfile imaginário de frascos floridos  em branco cortejo...Intense Tiarè, Sacks fifth Avenue, Carolina Herrera, Bora Bora.
Após a intensidade doce e melífera do perfume anteriormente resenhado pretendia amenizar os sentidos num aroma fresco e leve, contudo Gardenia Passion conquistou, através da curiosidade, o rumo  direto para a pele.
No acorde inicial uma surpresa floral agreste e verde, quase frescor de folhas orvalhadas, me fez titubear:
- Enganei-me?

Absolutamente. O fugidío acento verde, desvanecendo como fumaça, recebeu uma braçada de tuberosas apimentadas e exóticas entremeando jasmins sufocados, que exalavam suspiros indólicos, atormentados, confirmando uma fragrância de flores imperativas.
Mesmo a delicada e doce inflorescência de laranjeira mostrou lado tumultuado, quase imitação de frésias,  entremeadas de  acidez cítrica, repudiando meias medidas.
Tal ardor inicial levou-me a pensar que ficaria  horas sob o impacto deste bouquet atordoante, entretanto o perfume se  acomodou  sorrateiro em enganosa  delicadeza. Talvez estabelecendo estranha química com a pele  levando  a crer  na perda de exuberância. Principalmente  se considerarmos o aroma  denso instalado ao  redor  do frasco,  negando espaço para outras  impressões olfativas, persistindo indefinidamente.

Após algum tempo ocorre apuração da fragrância, flores cristalizando, acomodadas  e definidas, imersas em  aura limpa, levemente metálica, ares de  patchuli, incenso branco e leve substituindo gradativamente o dulçor apimentado
 Repentinamente a fragrância cai, quase que totalmente, talvez  em notas desencantadas pela busca infrutífera do acorde  terroso, obscuro e úmido  de musgo... listado oficialmente.
Desvanece  similar  a fogos de artifício queimando   estupendos e fugazes provocando tênue rastro enfumaçado.


Se não posso afirmar perfeição nesta gardenia disfarçada de tuberosa e jasmim,  ou longevidade na pele semelhante à persistência da volatização no papel, admito atraente  voluptuosidade na composição impactante que sofre metamorfose  para  elegância calma e refinada.
Sugestivo e instigante o suficiente para  ocupar espaço entre os bons perfumes.

Família Olfativa: Floral, 1989
Gênero: Feminino
Perfumista: Elizabeth Doyen
Rastro: Intenso
Fixação: Regular (?)
Notas Olfativas: Tuberosa, jasmim, flor de laranjeira, musgos.

PS: Comenta-se que  gardênias nunca conquistaram a apreciação de Annick Goutal, e neste perfume me parece que  gardênias estão camufladas, se não sufocadas, pelas tuberosa e jasmin da indonésia, em aromas muito próximos, que confundem o olfato. 

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse  

Arte Irmã: Se tocasse uma música seria...

VÍDEO: Melati Dari Jayagiri - Iin Bimbo


Imagens: Frascos de  Gardenia Passion - Annick Goutal; flores do weblog Kiyanti 2008's- mock orange ou jasmin laranjeira, tuberosa ou angélica, melati ou jasmin da Indonésia.

12 comentários:

  1. Elizabeth, simplismente adorei a descrição do perfume Gardênia Passion, depois de quase uma semana, escolhendo entre os disponíveis da marca na Sephora.com.br, cheguei a conclusão de que arriscaria minhas fichas nessa fragrância. Estou muito anciosa por sua chegada, e imensamente feliz por essa resenha, tive a certeza de ter feito a escolha certa.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dricka. Se você gosta de bouquets impressivos apreciará com certeza. Annick Goutal tem um lindo estilo para florais e muita qualidade na perfumaria.Parabéns pela aquisição. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. Elizabeth, recebi o meu ainda pouco, e não pude deixar de voltar aqui para registrar minhas impressões. A sensação que tive ao borrifá-lo foi de estar cheirando uma flor orvalhada, colhida no jardim de casa, ele tem um aroma extremamente natural, e exclusivo, já fazem duas horas aproximadamente, e o perfume ainda está aqui, ainda posso senti-lo no meu pulso. Com essa aquisição pude conhecer um perfume que mais parece artesanal, de uma forma que não vê mais. No entando, ainda não define a minha personalidade, gosto muito de florais,e até florais frutais frescos, abertos,gosto de jasmim, frésia, rosas brancas, flor de laranjeira, mel, hortelã, manga, pera. Você teria algum que pudesse me indicar? Desde já agradeço mais uma vez pela sua atenção.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dricka. É mesmo um perfume especial. Você conhece J'adore. Floral lindo. E Diva? Poderoso...Burberry Tradicional é muito elegante. Os florais de Penhaligon's, Ormonde Jayne, Floris, Molinard e l'Occitane são particularmente bons. A família floral é tão extensa! Tente na listagem de marcadores que tem no rodapé do blog achar as resenhas das notas olfativas. Geralmente cito perfumes onde a nota predomina. P. Ex na resenha de rosas tem perfumes com rosas. E também pode procurar pela Família Floral. Todos os assuntos estão listados por ordem alfabética em MARCADORES. Beijocas de Elisabeh
    .

    ResponderExcluir
  5. Elizabeth, já tive o J'adore, é um bom perfume, mas o considero comum, gosto que perfumes que parecem exclusivos que só eu tenho sabe? Vou fazer isso que aconselhou, vou olhar suas resenhas, e pesquisar sobre esses que indicou pois não conheço nenhum deles. Obrigada.

    ResponderExcluir
  6. Dricka eu entendo seu ponto. Também estou sempre a procura de aromas originais e de boa qualidade. inclua na sua listinha os florais de Estée lauder. Muito bons e tente os perfumes Tom Ford também. Existe uma linha imensa. Muitos não conheço mas os primeiros florais que tive oportunidade de experimentar são maravilha. Hummm... e Chanel. Coco, Coco Mademoiselle edp, Chanel 19 ... mais intensos. Pierre Balmain oferece perfumes bem interessantes. Chypres florais .Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho o Coco Channel, muito bom. Obrigada pelas dicas vou procurar. Voltando à Annick, eu conheci o Grand Amour, que delícia diga-se de passagem, esse se aproximou mais do meu gosto doque propriamente o Gardenia, mas enfim trata-se uma loteria, uma vez que não tenho a chance de conhecê-lo em uma loja fisica. O Le'chevrefeuille talvez seja uma possibilidade, mas tem um que me intriga O Mandragore, gostaria de conhece-lo melhor, caso conheça, poderia falar sobre ele? Beijos querida.

    ResponderExcluir
  8. Oi Dricka. Tenho algumas amostras de Annick que ainda não experimentei. Faço isto quando vou resenhar para n ão gastar o material (alíquotas minúsculas)precioso. Contudo verificarei se possuo algum destes citados e volto com uma dica para voc~e. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  9. Poxa eu te agradeço muito por isso, outro da Annick que tb me fascina pelo mistério em torno da fórmula é o Ce Soir ou Jamais. Ficarei sempre te visitando, anciosa por novidades. Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Flor, aguarde mais um pouquinho. provavelmente devido as constantes mudanças de temperatura entrei numa crise de sinusite. Estou com o olfato comprometido. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  11. Elizabeth, torço por sua recuperação. Grande Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Obrigada flor. Estou me recuperando. Beijocas

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!