Pin It button on image hover

quinta-feira, junho 16, 2011

Opus 1870 - Penhaligon's London


To be in clover ...ou não?
Talvez uma das características dominantes deste século seja alto nível de stress.
Por onde se ande há stress, pessoas trabalhando demais, competitivas, ansiosas, sem tempo para o lazer.
Este quando praticado é atividade intermediária entre inúmeros compromissos.
Não mais preguiçosas tardes de sol nos sábados, antecipando  o desfrutar de longos domingos.
Sábados são tão atarefados!
Não mais missa no domingo de manhã, seguida de passeios nas feirinhas de artesanato, ou galerias de arte.
Estamos exaustos domingo de manhã!
Tantas coisas boas se perdem.
Nosso lazer é compromissado...
Opus 1870 é terapia? Não exatamente, apesar de aromas serem calmantes, relaxantes ou revigorantes.
Entretanto, algo em Opus 1870 despertou-me sentimento de benevolência, de segura tranquilidade.
Talvez alguma nota olfativa  enterrada no inconsciente infantil, trazendo à memória  alguma  figura masculina familiar e protetora.
Enfim, esta fragrância, hoje, se traduziu em elegância conciliatória  e aconchegante.
Inicia fresca, delicada, ligeirmente temperada recordando o aroma de tomilho fresco associado com sutil apimentada e doce emanação cítrica. Deve ser o citado Yuzu rodeado por folhinhas verdes.
Esperava uma explosão de coentro, mas ele se instala vagaroso, docil e cálido apesar de acompanhado por obscuras  especiarias apimentadas.


Existe equilíbrio e brandura na colônia Opus 1870, onde menos é mais.
Flores não se salientam, apesar de estarem presentes unidas em doçura cumarínica; contudo nesta refinada discrição sobressai o ápice,  delicioso acorde composto por madeiras e incenso.
Cedro seco e enfumaçado encontra amenidade  no  dueto com sândalo, o que  enriquece a composição, provocando aura de sofisticada simplicidade, deixando sentir ao fundo acento ligeiramente salgado e metálico de  especiarias iniciais, e  a sedosa temperança do almíscar.
Durante a evolução acordes se entrelaçam de tal forma que sentimos a base temperada pelo topo, após ter influenciado volatizações iniciais, apesar das  camadas serem bem definidas em relação a linha temporal.

Opus 1870 não impacta, acalenta.
"To be in clover"  -  Viver em tranquilidade -  afinal opus significa  trabalho ou obra, aqui bem realizado.



Família Olfativa: Chypre amadeirado, 2005
Gênero: Masculino
Designer: Penhaligon's
Rastro: Moderado
Fixação: Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Molho vermelho de pimenta e  Bourbon do kentucky  (Bourbon Black Pepper), fruto yuzu, coentro
  • Coração - Trevo vermelho (English Clover Rose), canela, incenso
  • Base - Madeira de cedro. Madeira de sândalo australiano, madeiras, almíscar.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Se fosse música....

VÍDEO
: Sampa - Caetano Veloso



Imagens: Composição de Elisabeth C com  trifollium, barris de bourbon e  frasco Opus 1870 de Penhaligon's London ; gato dormindo de Elisabeth C; Trifolium fields by  Dana Tims

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!