Pin It button on image hover

sexta-feira, abril 29, 2011

Beyonce Heat - Coty


Beyonce é carismática e carrega sensualidade extravagante, explícita, como a terra sob o calor abrasador do sol.
Toda campanha deste perfume que traz sua assinatura, desde o detalhe das unhas vermelhas cintilantes, maquiagem  e ambientação em tons quentes, música e movimentos lânguidos, enaltece esta  característica demonstrando  que  Heat é um perfume concebido para despertar o desejo.
Quando  me deparei com o cartaz publicitário  imediatamente imaginei frutas maduras e suculentas em calda abundante de baunilha.
Ao experimentar percebi que é mais, apesar das camadas e camadas de baunilha, e do início se fazer notar pela previsibilidade da associação  cremosa de frutas maduras e flores exóticas.


Durante breve espaço de tempo predomina aroma   frutal exótico antes que as madressilvas e orquídeas do bouquet  se manifestem, acompanhadas de ervas frescas e leve acidulado.
Dulcíssimo não nego, contudo apresenta um toque orvalhado e úmido que equilibra esta nota beirando o excesso.
Repentinos ventos trazem uma leve impressão de acentos aquosos  transformados rapidamente  em madeiras almiscaradas.
Doçuras não se extinguem nem quando na breve fixação  a fragrância se esvai, o tempo  carregando frutas e flores, deixando para trás o rastro de almíscar, âmbar e o fundo amadeirado quase imperceptível.
Evidentemente constituído por matéria prima de qualidade Heat  permanece na zona de segurança dos bons perfumes com fórmula conhecida, onde  são introduzidas pequenas  e delicadas  variações.

 Talvez a expectativa tenha alcançado um patamar irreal  devido ao impacto da campanha publicitária, da  figura forte e impressiva de Beyonce.
Afinal  tais figuras  polêmicas e provocativas  prometiam um pouco mais.
No momento a imagem através da lente de Michael Thompson e o vídeo comercial dirigido por Jake Nava tem provocado reações fortes.
O foco continua em Byonce, inesperadamente  roubando a cena de Heat.
Contudo agradará  os amantes das fragrâncias onde reinam os acordes  de confeitaria, embora o fogo tenha se extinguido em  ondas melíferas.
Em 2010 a famosa cantora inaugurou sua marca com o lançamento de 3 fragrâncias:
Heat Women
-  Heat Rush
-  Heat Ultimate Elixir


Família Olfativa: Oriental Baunilha, 2010
Gênero: Feminino
Perfumistas: Claude Dir, Olivier Gillotin - Givaudan
Rastro: Intenso à moderado
Fixação: Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo -  Neroli (flor de laranjeira), pêssego, magnolia do Caribe, orquídea vermelha de baunilha
  • Coração - Almíscar, madressilva, amêndoa
  • Base - âmbar, fava tonka, sequoia

VÍDEO: Perfume Byonce: Heat /Making of


Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

terça-feira, abril 26, 2011

Secret de Roses - Les Parfums de Rosine


Encanta-me esta época, de folhas rolando ao vento, sol findando moroso e tépido, adormecido do seu esplendor, tingindo a terra  em tons de ouro envelhecido no cansaço de excessos tropicais.
Extenuados pelos sabores e cores exuberantes, jardins  recolhem  flores  esmaecendo contornos; contudo a embriaguez de iguarias perfumadas  provoca saudades e busquei um perfume de rosas que seduzisse como o auge da primavera  prenunciando verão.
Em Les Parfums de Rosine naturalmente, pois oferece um cardápio vastíssimo das majestosas flores.
Indecisa, resolvi experimentar Secret de Rose, e fui novamente contemplada pela maestria que envolve os acentos florais nos perfumes Rosine.


 Instântaneamente invadiu-me  mel e âmbar, derramados sobre a rosa, acrescidos de toques acidulados e temperados.
Cítricos se manifestaram em delicado odor de alcaçuz e laranja, combinados de forma  a redordar  a efusão de  laranja, cidreira e  anis,  adoçada com  mel.
Percebi  ládano emergindo, sorrateiro, firme e  sedutor, irmanado com açafrão, personalizando o bouquet cujas rosas reinam sobre flores brancas, muito doces e  igualmente e sensuais.
Cremosidade apimentada conferindo  sabor quase pecaminoso, cujos suspeitos do atrativo parecem ser sementes de cominho em cumplicidade com ameixas pretas.
 Secret Rose permanece  longo tempo neste percurso delicioso e carnal  revelando no  ládano o consorte da rainha, ambos desfilando  misteriosa e mútua atração entre pétalas e ramos.


 Se o início é uma mistura apaixonante e impressiva de notas inesperadas, o final é adormecer suave sob o sol  caindo pelo  horizonte enquanto devolve  calor roubado por  ventos repentinos  que  revolveram  a terra revelando  aromas íntimos e secretos.
Secret de Rose  adormece cálido, ainda doce, em rosas apetitosas acalentadas no leito de madeiras macias, revestido com delicado e subliminar musgo, polvilhado de âmbar.
Adorável mistério, fascinante veludo  de pétalas  ao anoitecer, este é um elixir de rosas para degustar e apreciar.


Família Olfativa:  Floral Ambarado/ Oriental Floral, 2009
Perfumista/Designer: Francois Robert e Marie-Hélène Rogeon
Gênero: Feminino
Rasto: Intenso à moderado
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Ameixa preta. alcaçuz, essência de rosa, laranja bigarade
  • Coração  - Absoluto de rosa, magnólia. ylang ylang, jasmim branco, sementes de cominho
  • Base - Sândalo, Musgo do Himalaia, resina de âmbar, ládano, almíscar.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmâ: Se perfumasse uma música...

VÍDEO: The Rose - Janis Joplin


Imagens: Sample de Secret Rose por Elisabeth C;Composição de Elisabeth C com fragmentos de imagens de Les Parfums Rosine,Taj agro products, evanhealy natural skincare e wheat grass gal.

sexta-feira, abril 22, 2011

Jasmine White Moss na Vitrine - abril 2011

JASMINE WHITE MOSS - Private Collection by Estée Lauder.


"I'm delighted to share with you the third fragrance in my Private Collection. It was begun by Estée in the late '80s, keept in a vault, and only recently rediscovered. I1ve added some notes of my own to complete it. I hope you'll like it as much as I do."
Aerin Lauder.


"Estou muito feliz de compartilhar com vocês a terceira fragrância da minha coleção particular. Foi iniciada pela Estée no final dos anos 80, mantida em um cofre e só recentemente descoberta. Eu adicionei algumas notas de minha autoria para completá-la. Espero que gostem tanto quanto eu."
Aerin Lauder.

Estas palavras descreveram, em 2009,  a fragrância  com que  Aerin Lauder homenageou  sua  avó Estée Lauder.


Inspirada numa coleção de vasos chineses brancos com motivos azuis, foi apresentada como  eau de parfum  e parfum, acondicionada em frascos sofisticados e elegantes, cujas tampas são  incrustradas de pedras semi preciosas.


As gemas  de Jade branco, lapis lazuli claro e escuro, ágata negra, madrepérola e Ágata azul  dispostas  de maneira diferente em cada   perfume, garantem  originalidade à todos os  frascos.
Um luxo sem dúvida!


Além desta apresentação sofisticada, Jasmine White Moss é:
- Chypre Floral Green
- Floral de jasmim típico da década de 80, com toques do  século XXI.
- Formulado com  15 absolutos naturais.
E...Carrega uma daquelas  histórias cativantes de perfumarias antigas, envolvendo segredos guardados a sete chaves.
Características que bastam para  despertar atenção e curiosidade!
Suponho que ao ser experimentado se revele motivo de encantamento, contudo esta certeza só  terei na intimidade da pele.


Família Olfativa: Chypre floral verde, 2011
Gênero: Feminino
Perfumistas: Aerin Lauder, Estée Lauder
Rastro: A conferir
Fixação: A conferir
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Absoluto de broto de groselha preta, absoluto de gálbano,absoluto de bergamota
  • Coração - Absoluto de jasmim sambac (Aerin), Absoluto de Ylang ylang (Estée) absoluto de jasmim (Estée), absoluto de flor de laranjeira, violeta, raíz de íris  ou orris
  • Base - Absoluto de patchuli, absoluto de vetiver, absoluto de  musgo branco (exclusivo de Estée Lauder)
Imagens:  Fotos de publicidades do site oficial de Estée Lauder, jasmim sambac de top Tropical.


    Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

    quarta-feira, abril 20, 2011

    Ô d'Azur eau de toilette - Lancôme


    Vitrina bonita, num  lado apresentava o vermelho profundo e quase lascivo de Beyonce, noutro  tranqüilo e luminoso  azul   que sugeria  alguma praia paradisíaca.
    Atendi o chamado convidativo e entrei imaginando  denso  caramelado e gourmand para o perfume  Beyonce Heat, e acorde aquático frutado para Ô d'Azur by Lancôme.
    Conheço (e gosto) há  algum tempo  do Ô de Lancôme (1969), verde herbáceo, cítrico intenso, folhoso e amadeirado, seguido doze anos depois pelo  brando, doce e floral Ô Oui.
    Conversando com meus botões  ponderei se teriam trocado as folhas verdes e frescas por acento ozônico,  melancias pepinos ou melões.


    Enfim,   aspirei as borrifadas e... Bingo!
    Beyonce Heat  encerra frutas carameladas de intensa sedução,  porém  fui  envolvida  pela  atrativa fragrância floral, frutal e  almiscarada da Lancôme.
    Surpreendente também, pois  se afastou das minhas expectativas na medida em que se distânciou do original Ô, pois, existem cítricos e cítricos ...
    Este é  equilibrado no  limão de Amalfi  que não sobressai  mas se entrelaça com  notas frutais de forma doce e cremosa.
    Afirma-se na pirâmide oficial que existe lichia no coração desta fragrância. Talvez, em doses mínimas, vista que  percebo  apenas a maciez  de polpas isentas do acre  enjoativo desta saborosa fruta.
    Não me agrada a pungência no  aroma natural de lichia, entretanto aqui  reunido  com cítricos, flores e almíscar alcança um ponto  primoroso.
    Não deve atuar solitária, provavelmente outras frutinhas  escapam desta cesta;  maduras  e suaves, cuja acidez esmaeceu ao sol do  Mediterrâneo.


    Este brilha  como estrela  de primeira grandeza, a  expressão dos almíscares  em camadas  suaves e cativantes sobre peônias, na  evolução inicial do bouquet ressaltando  mais que as  aveludadas rosas damascenas.
     Requintada  gama de almíscares acompanha todas as nuances,  desde o início frutado e apimentado  até  as madeiras cítricas e frescas do drydown, que deixa  transparecer  leve e agreste toque de patchuli
    Elegante,  sensual e despojado Ô d'Azur é  acessório  que se adapta  as várias situações sociais; camaleônico veste  mulheres de estilos diferentes,  permitindo  fácil o status de  parfum signature.
    Gostei muito desta composição harmoniosa  que desenvolve   bonita  sobre a pele, finalizando em   profusos almíscares sobre  flores e madeiras.
    Ô d'Azur encanta e proporciona prazer  para quem usa, também ao olhar no belo frasco que evoca o brilho do sol no poente sobre o mar Mediterrâneo.
    Ô d'Oranger é outro flanker que acompanha o lançamento de Ô d'Azur.


    Família Olfativa: Floral frutal, 2010
    Gênero: Feminino
    Perfumistas:  Domitille Bertier, Sophie Labbé - IFF
    Frasco:  Fabien baron
    Rastro: Intenso
    Fixação: Muito Boa
    Campanha Publicitária: Daria Werbowy por Mario Testino 
    Pirâmide Olfativa:
    • Topo -  Bergamota, limão da calábria
    • Coração - Peônia, rosa da Turquia, fruto de aroeira ou pimenta rosa
    • Base - Almiscar branco, ambrette( almíscar vegetal) notas amadeiradas.

    VÍDEO: Ô d'Azur - Lancôme



    Imagens: Costa Amalfitana - Mediterrâneo de NC; banners publicitários de Lancôme em osmoz

    sexta-feira, abril 15, 2011

    Seringa - Floris London


     Há dias que a vida pede doçuras, conforto, suavidade... quando corpos, almas ou corações se cansam, recostam e esperam pela brandura.
    Momentos que necessitam do perfume suave das flores, toques de pétalas e folhas sussurrando amenidades, fazendo graça, acarinhando.
    Seringa, eau de toilette oferecida por Floris London reflete esta candura floral, frutada, melífera  e delicada.
    Expressa a bela   syringa  ou mock orange  no bouquet  que parece reunir ao aroma doce de ylang ylang o exótico penetrante de jasmins, lírios  e junquilhos ladeados por cítrico cremoso e suavizado.


    Flores explodem   no início, embebidas de mel e  cítricos, se inclinando para  acorde ligeiramente adstringente que provoca a sensação de abrir uma gaveta onde peças de lingerie se misturam a sachets de sabonetes finos.
    Amenizado o ímpeto doce, picante e fresco podemos sentir o leve odor de flores  de laranjeira  que adormece nas pétalas de rosas discretas.
    Confortável,  este ramalhete exala um cair de tarde, lânguido e preguiçoso, quando recusamos excessos, e nos abandonamos ao torpor dos últimos suspiros ensolarados.


    Quase findos,  raios de sol atravessam o ar, aquecendo, transformando  a intensidade inicial em  nuvens tênues e empoeiradas de âmbar e almíscar.
    Floris London  apresenta Seringa desde os idos de 1800, entretanto a fragrância relançada em 1992  foi reestruturada para atender as exigências atuais de  manufatura e mercado.


    Família Olfativa: Floral Verde,1992
    Gênero: Feminino
    Perfumista: Douglas Cope
    Rastro: Mediano
    Fixação: Muito Boa
    Pirâmide Olfativa:
    • Topo - Bergamota, folhas de violeta
    • Coração - Jasmin, seringa ou mock orange, ylang-ylang, cravo, rosa.lírio.
    • Base - âmbar, almíscar, fava tonka, baunilha, incenso, musgo, patchuli 

    Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

    Arte Irmã: Se perfumasse uma música...

    VÍDEO: Cotidiano 2 - Toquinho e Vinícius


    Imagens:  Seringa eau de toilette de Floris London; Seringa eau de toilette frasco. Seringa  Soothing talc with aloe vera; Syringa flowers de Thayne Yuason/2001/Central Washington Native Plant.

    quarta-feira, abril 13, 2011

    Paco Rabanne Pour Homme - Paco Rabbane


    - O que você tem hoje aí ?
    É a pergunta que alguns colegas de trabalho se acostumaram a fazer, pois sabem que sempre levo algum perfume na pasta para passar durante o dia....
    Fico pasmo quando levo Paco Rabanne Pour Homme, a aprovação é geral.
    - Cheiro de um homem na sua biblioteca!
    - Bom... Muito masculino!
    - Meu pai vai adorar este, onde você comprou?


    Meu primeiro contato com ele não foi positivo, um dos primeiros importados que cheirei, pareceu-me extraordinariamente agressivo e rude.
    Numa segunda prova, anos depois, se revelou ao meu olfato mais evoluído, um aroma com dois personagens: - Um bloco herbáceo muito rústico e forte, redondo e adocicado - no mesmo sentido do cheiro do fumo de corda, sobre um fundo amadeirado de talco, familiar aos perfumes masculinos da época.
    Ambos fortes.


    Nâo chega a ser um resultado genial, mas é competente, divertido e nunca enjoa.
    Ficou tão bom que, anos depois, deram uma suavizada no conceito e voilà , nasceram XS e outros mais. Décadas depois suavizaram ainda mais e voilá... Homme de YSL. Ou seja, um profeta, visionário, com todos os excessos e radicalismos que gente deste naipe costuma ter.
    Na fase atual custa menos que a média, entretanto, provavelmente meu frasco será o último que comprarei. Considero seus sucessores mais equilibrados, a começar por XS.
    Fica aí a sugestão para sua próxima cheirada...

    Bonnum diffusivum sui - Contribuição de Aretê



    Família Olfativa: Fougere, 1971
    Gênero: Masculino
    Perfumista: Jean Martel - Givaudan
    Frasco: Pierre Dinand
    Rastro: Intenso
    Fixação: Ótima
    Pirâmide Olfativa:
    • Topo - Bergamota, artemísia, sálvia-de-jardim, pau-rosa
    • Coração -Cravo,  gerânio, fava tonka, lavanda
    • Base - Almíscar, âmbar, mel, musgo-de-carvalho
    Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

    Arte Irmã: Ah se fosse música...
      VÍDEO:Mambembe - Chico Buarque de Holanda  e Roberta Sá


      Imagens: Banners publicitários de Paco Rabanne Pour Homme.

      quarta-feira, abril 06, 2011

      Miss Boucheron eau de parfum - Boucheron


      Alamedas de um castelo, talvez apenas um casarão, jovens  que circulam despreocupadas, risadas ecoando cristalinas, gorjeios de pássaros na entrada da primavera.
      Percebemos relances coloridos dos vestidos que esvoaçam nas esquinas dos corredores enquanto o som se distancia deixando um perfumado rastro no ar.


      Flores, frutas, couro e lenho apimentado se fundem etéreos e fluidos na elegância discreta e jovial, ponto predominante  de Miss Boucheron, que camufla latente atrevimento ao exalar notas de madeiras apimentadas sobrepujando a doçura frutal delicada e flores almiscaradas.
      Notas se sucedem em refinamento harmonioso de tal forma que mal percebemos quando algumas se apagam para que outras brilhem.


      Qual jóia  delicada o frasco estiliza um precioso anel,  ou pingente,  encerrando  segredos, sonhos, pequenos e deliciosos mistérios, que apontam origem  sofisticada.
      Dentro deste mimo rosado  romã  doce e suculenta abre o leque olfativo, intercalando  frescor dos cítricos que rapidamente cedem ao calor apimentado, em singular acorde frutal, com toque aquoso de  melancia na companhia de cálidas especiarias.
      Interessante  combinação, que  traz a sensação de umidade das polpas de frutas e simultâneo  calor seco das pimentas.


      Flores singelas revelam  a feliz combinação de rosas e violetas, num bouquet leve e colorido, enfeitadas pelo almíscar que se faz sentir nos acordes do coração da fragrância.
      Toque herbáceo e resinoso lembra benjoim e patchuli antes que se instale o amadeirado seco de cedro, diluídos no acento  sutil de couro.
      Tal nota, vem envolta de sopros gélidos  como se o ar   entrasse no ambiente  através de alguma fenestra entreaberta, carregando no seu caminho os odores de algum acessório esquecido ao lado do  arranjo de flores e frutas..
      Sentimos a suavidade, a maciez, contudo  não conseguimos decifrar  com clareza onde começam  ou terminam notas florais e da elegante pelica.

      Finda graciosamente sobre madeiras e almíscar, ocasionalmente  um rastro de pimenta, exacerbadas onde a fragrância tocou  em tecidos ou papel, como se  estas especiarias não encontrassem total expressão sobre a pele.
      Miss Boucheron, elegante e versátil pecou na minha cútis pela intensidade frutal,  baixa fixação, ou talvez por ter diminuído  rapidamente de ardor e ímpeto.


      Família Olfativa: Floral amadeirado almiscarado, 2007
      Gênero: feminino
      Perfumistas: Anne flipo, Dominique Ropion
      Rastro: Intenso à moderado
      Fixação: Boa
      Pirâmide Olfativa:
      • Topo - Romã, bergamota, pimenta rosa ou aroeira
      • Coração - Violeta, rosa da Bulgária, ciclame
      • Base -  Madeira de cedro, almíscar, camurça, íris.
      Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

      segunda-feira, abril 04, 2011

      Midnight Poison - Christian Dior


      Contemporânea, a Cinderela  gótica de Dior carrega o  retro style junto a ousadia  dos tons escuros da meia noite.
      Fascinante desliza em nuances noturnas  de acetinado azul, cujo brilho  é complementado pelas gotas de safira  refletidas  na garrafinha preciosa, redonda e  voluptuosa que encerra o doce veneno Dior.
      John Galiano revestiu a princesinha do novo milênio de seda e  tafetá murmurantes,  Dior  aspergiu essências florais, resinosas, sensuais  e agridoces abraçando a noite  no mistério aveludado do âmbar.

       
      Elegante e sofisticado Midnight Poison cintila  nos discretos detalhes dourados, que iluminam o azul profundo de vidro e caixa, prometendo graça e fantasia.
      Início arrebatador mescla a doçura cítrica  ao mel resinoso de ládano revelando aroma quente e sensual   em exuberância adulta e sedutora  que dilui nas pétalas de rosas evidenciando  coração floral, cremoso e levemente apimentado.
      Gradualmente  sentimos a presença  verde e lenhosa  no  tempero de patchuli, embebido em  licoroso acento de baunilha Bourbon, resvalando em alguns momentos no mentolado medicinal.

      Ládano perde o foco principal, embora continue em cena, enquanto âmbar denso e refinado  espalha algodoada bruma sobre o ramalhete bem constituído, sustentado por  fresco e tênue amadeirado, talvez leves pitadas de benjoim..
      Do brilho tempestuoso e cálido  à doçura ambarina do drydown Midnight Poison eau de parfum desenvolve  belo nas etapas de floral oriental clássico,  embora revestido dos ares misteriosos da infindável e moderna  noite  urbana.


      Intenso,  de evolução cadenciada e marcante, perdura horas  sobre a pele, surpreendendo pela delicadeza da interação entre as  notas finais, pela versatilidade que  estabelece ligação equilibrada entre os orientais clássicos e a leveza gourmand dos atuais abaunilhados.
      Usuários comentam similaridades entre  a fragrância Dior e Elle by YSL (2007), Sensuous Noir by Estee Lauder.


      Família Olfativa: Oriental Floral, 2007
      Gênero: Feminino
      Perfumistas: Francois Demachy ( LVMH), Jacques Cavallier e Olivier Cresp ( Firmenich)
      Rastro: Intenso
      Fixação: Ótima
      Pirâmide Olfativa:
      • Topo - Bergamota, tangerina
      • Coração -  Absoluto de rosas, patchuli
      • Base - Âmbar, ambrox, baunilha Bourbon
       Arte Irmã: Se dançasse pela noite seria com...
      VÍDEO:  Midnight Bottle - Colbie Caillat


      Créditos: Texto e imagens de Elisabeth C; Composições com imagens de Elisabeth C, banners publicitários de Midnight Poison e rosas vintage.