Pin It button on image hover

terça-feira, janeiro 18, 2011

Blenheim Bouquet - Penhaligon's London

Cores densas, sóbrias e naturais retratam a tradição na vitrine da Boutique Penhaligon's em Regent Street - London.
No interior, o ambiente transita entre o  moderno e vibrante rubro das paredes e tradicionais armários de madeira, lustres em cristal, caixas de papelão ornamentadas por fitas, contendo os preciosos frascos,  cujo design é fiel aos originais idealizados por William Henry Penhaligon.

Nascido em Cornwall - England, o fundador de Penhaligon's foi treinado como barbeiro e trabalhou nos banhos turcos de Jermyn Street - London, até iniciar seu próprio negócio, em 1867, conquistando a posição de perfumista e barbeiro oficial da Rainha Victoria.
Excentricidade e avidez por novidades marcavam a Era Vitoriana e William, inovador e ousado, não titubeava ao propor novas combinações aromáticas.

 Hammam Bouquet é fruto do convívio com enfumaçados e instigantes  banhos turcos, permanecendo o favorito do seu criador através dos anos de perfumaria.
Elegante ramalhete de rosas, jasmim e lírio repousa sobre cedro, âmbar, almíscar e sândalo após a volatilização inicial de lavanda e bergamota.
Clássico da perfumaria continua em produção até os dias atuais.


Na função de perfumista real, no ano de 1902,  elaborou o clássico Blenheim Bouquet, especialmente para o Duque de Marlborough.
Somando tradição na perfumaria inglesa, Blenheim Bouquet se tornou o predileto de Sir Winston Churchill que nasceu no Palácio Blenheim, sede ancestral de Marlborough.
Reestruturado  em 1981 a eau de toilette,  originalmente um crispante verde e fresco,  era constituído principalmente por  tomilho, alecrim, lavanda, bergamota, musgo e sândalo.

 Mergulhe na Era Vitoriana  imaginando uma sociedade que se perfumava com os compostos naturais obtidos de  folhas, pétalas ou raízes, frescas ou secas.
Acordes inovadores surgiam com flores e ervas, principalmente  rosa, jasmim, violeta, lavanda, cravo, orégano, tomilho e alecrim.
Perfumes orientais densos e doces  alcançavam elevado nível de apreciação e popularidade.
Blenheim Bouquet, relatado como fragrância vigorosa e herbal, me parece fiel à proposta inicial desta época prolífera e criativa, no desfilar de ervas aromáticas, personalizadas pelo contraste entre o verde zimbro e pimenta preta, seca e amadeirada.
A primeira sensação é de efervescência luminosa, quando percebemos odor leve de gin com limão, misturado à ervas frescas, caracterizando uma fragrância  intensa e revigorante..
Limpidez de águas  se pronuncia no leve e floral  mentolado, que pode advir de lavandas e tomilho, embora se torne  gradativamente cálido com a presença maciça, condimentada  e canforada do dueto  zimbro e pimenta..
Incisivo, picante e ácido, nesta fase Blenheim Bouquet demonstra energia e força, através do  pout-pourri de ervas intensas e fragrantes.
Odor característico do cipreste  provoca a sensação de proximidade à madeiras de bosques fechados,  de troncos caídos e revestidos de musgos, ou  de árvores elegantes  com folhas muito verdes e pungentes.
Cobertura de liquens sobre o lenho  dilui esta incitação olfativa, enquanto o  rastro  atenua  revestido de amadeirado suave e discreto.
Toda trajetória é acompanhada de sutil especiaria,  quente e seca,  que se opõem à  intensidade aguda  das espículas verdes,  provocando a impressão de que em algum canto está aberto um pote repleto de folhas secas de alecrim; contudo pode ser uma sensação enganosa provocada pela presença dos grãos de pimenta.

Homens fortes apreciam Blenheim Bouquet  e sua masculinidade explícita,  que camufla flores e mantém discreta  doçura de sândalo e almíscar, privilegiando  as folhas dos pinheiros, cítricos, e  ervas agrestes que vicejam aqui e acolá, num jardim descuidado, emaranhado em plantas silvestres.
Mergulhe no passado histórico da perfumaria e visualize  a prática de elegantes esportes campestres na bem cuidada Inglaterra rural.
Nobres senhores saindo para cavalgadas, devolvendo aos  prados e bosques aromas  que deles se originaram.


Família Olfativa: Aromático, 1902 ( 1981)
Gênero: Masculino
Perfumista: William Penhaligon
Rastro: Intenso à  moderado
Fixação: Boa
Frasco: William Penhaligon
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Limão, lima, lavanda
  • Coração - Não há notas de coração
  • Base - Zimbro, almíscar, pimenta preta 

Agradecimento - Registro a  delicadeza e cortesia com que se recebe na Boutique Penhaligon's  da  Regent Street/ London, cujo staf partilha,  com gentileza e atenção as   informações e experimentação das fragrâncias,  exemplificando o espírito Penhaligon's conforme  descrito nas palavras de lady Lauren MacAskill:

" - The spirit of William Penhaligon, our founder, touches everything we do.An Englishman living in an age of excess and flamboyance, William was witty, wildly creative and always inspired by the unusual.  
Hammam Bouquet, our first scent, was dreamt up by William in 1872 after inhaling the steam and sulphurous aromas of his neighbouring Turkish baths. These were wild ideas for wild times, and it is still the way we work today. Inspiration comes at the strangest moments and places: a magical moment, a stolen view, an idea crystallised.
Over 135 years since the doors of the Penhaligon's barber shop first opened on Jermyn Street, William's hugely precious archives continue to inspire and inform everything we do. Our passion is to carry on his incredible legacy of creative and innovative perfumery, challenging the traditions of the art and seeking new ways to interpret elegance."

Tradução- Por Rosária.
 " O espírito de William Penhaligon, o nosso fundador, está presente em tudo o que fazemos. Um inglês vivendo em uma era de excessos e extravagância, William era espirituoso, tremendamente criativo e sempre inspirado pelo incomum.
Hammam Bouquet, o nosso primeiro perfume, foi idealizado por William, em 1872, após a inalação do vapor e aromas sulfurosos dos banhos turcos da vizinhança.
Estas eram idéias selvagens para tempos selvagens, e é esta ainda a forma como trabalhamos hoje.
A inspiração vem nos momentos e nos locais mais estranhos: um momento mágico, uma paisagem roubada, uma idéia cristalizada.
Mais de 135 anos desde que as portas da barbearia Penhaligon's foram abertas pela primeira vez em Jermyn Street, e os arquivos extremamente preciosos de William continuam a inspirar e informar tudo o que fazemos. Nossa paixão é continuar seu legado incrível de uma perfumaria criativa e inovadora, desafiando as tradições da arte e buscando novas maneiras de interpretar a elegância."


Créditos de imagens: Penhaligon's Boutique /Regent Street-London  by N. Casagrandee e João Krieger; composição de Elisabeth C. com fragmentos de imagem de Banhos Turcos de Jermyn Street-StJames -1862, frasco e etiqueta  de Hammam Bouquet; composição de Elizabeth C com frascos de Blenheim Bouquet e jardins vitorianos;  Scent Library por Elisabeth C; Interior de Boutique penhaligon's -Jermyn Street por N. Casagrande e João Krieger.

Postagem original de Elisabeth Casagrande em 18/01/2011

4 comentários:

  1. Londres, que saudades.... é uma cidade linda, e as lojas são o máximo.

    depois de ler este post, que vontade tenho de ir a Londres ver tudo ao vivo:)

    adorei:)

    ResponderExcluir
  2. Oi Angelina.
    Minha filha passou por Londres e foi incumbida de garimpar amostras das tradicionais casas inglesas. Foi muito bem recebida. Os ingleses são cordialíssimos.
    Espero ter o prazer de visitar a Europa num futuro próximo.
    A perfumaria inglesa de maneira geral é muito primorosa e elegante.
    Acabei de sair dos seus sites de Telas e Tons.
    Fiquei encantada com sua arte. Parabéns!Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. Que linda a perfumaria! Gosto dos frascos dos perfumes femininos com o detalhe dos lacinhos. Eu, como sempre, buscando fragrâncias orientais, gostaria de conhecer o Cornubia que é classificado como Oriental Floral. Será que a fixação deles é boa Bete?

    ResponderExcluir
  4. Oi Ro. É linda não... com aqueles móveis antigos, artefatos originais, a começar pelos frascos que são os mesmos após uma centena de anos. Totalmente vintage.
    Estou com uma coleção de amostras e só provei três ligeiramente.
    Blenheim Bouquet é um precursor, clássico dentre os cítricos aromáticos e como a maioria neste estilo, principalmente as composições mais antigas, tem fixação mediana.
    Começa muito intenso e após uns 50 ou 60 minutos diminui, suaviza e assim permanece mais umas 2h ou 3h no máximo.
    Experimentei num dia quente de verão e usaei uma dose mínima. creio que em dias mais frescos persista por mais tempo.
    Porém, os outros apresentam maior fixção
    Não tenho Cornubia, e sim 3 outros orientais que parecem interessantes, inclusive Amaranthine.
    Logo postarei. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!