Pin It button on image hover

sábado, novembro 06, 2010

Soir de Lune eau de parfum - Sisley

Alguma coisas deveriam ser ditas preferencialmente em francês... situações, ou sensações como a resultante do encontro de Soir de Lune com a cútis.
Esta fragrância sofisticada pede para se revelar sob a sonoridade cativante do belo idioma, tanto quanto necessita da química e intimidade de um corpo pulsante.
Início expressado de forma quente e condimentada clama pelas cores das folhas de outono, se opondo as rajadas de vento, incandescente e vivo num apelo sensual de pimentas, coentro, noz moscada e canela, polvilhados sobre cítricos, em ritmo vivaz.
Este início abrasador, que sussurra promessas, se rende às flores sem pressa, como se cada pétala pousasse suavemente sobre a pele arrepiada, em carícia audaciosa.


Madeiras, ervas e raíze, aromáticas e exóticas, esbarram na suavidade floral, que lentamente cristaliza em notas doces, evidenciando a transparência aldeídica de sofisticado bouquet.
Nasce outro aroma em Soir de Lune.
Sofisticado, altivo que domina o ambiente, se infiltra pelos cantos, inebria e transmite aura de requintado luxo substituindo a primitiva luxúria.
Cintilancia de cristais e metais preciosos rompe a maciez glamurosa do robe de veludo.
Aroma anteriormente cálido, íntimo e confidente conquista as rodas e desfila arrogante pelos
salões, nas sedas escorregadias ou no farfalhar dos tafetás.

Após o elixir embriagante, rosas se revelam intensas e majestosas, num jogo malicioso com civeta- coentro, madeiras, instigante patchuli e terrosos musgos da base; acompanhadas por flores suaves como acácia ou pela pungência polvorosa da íris.
Dominam então, no ramalhete, persistentes e impressivas.
Horas transcorrem para que  estas notas adocicadas e guturais se entreguem à sobriedade das madeiras nobres, imponentes e enfumaçadas, ainda carregando rastro de flores, mel e condimentos.
Sillage intensa e prolongada, Soir de Lune não se inibe em mostrar extremos, no seu bailado denso e animalic, porém fascinante,  tumultuado, que nos assoma ocasionalmente com aromas picantes e frescos, trazidos em lufadas de vento de jardins e hortas  primitivos.
Ocasionalmente a percepção tênue de canela, páprica, artemísia ou ruta nos indica a complexidade na fragrante evolução.
Tal longevidade permite que duas gotas bastem para que o jogo de sedução perdure, rico e misterioso, mesmo quando adormece nos acordes de caprichoso chypre.

Aroma idealizado por madame Isabelle D'Ornano para ser uma alquimia perfeita entre notas florais de feminilidade cristalina e essência de madeiras almiscaradas está contido no frasco desenhado pelo escultor polonês bronislaw Krzysztof.
Evoca uma noite escura pontilhada de estrelas na fragrância elaborada por Dominique Ropion, com matéria prima das melhores fontes.


Família Olfativa: Chypre floral, 2006
Gênero: Feminino
Perfumista: Dominique Ropion
Frasco: Bronislawe krzysztof
Rastro: Intenso
Fixação: Excelente
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Tangerina, limão, pêssego, bergamota, coentro, noz-moscada, pimenta
  • Coração - Absoluto de rosa centifolia, absoluto de acácia, jasmim, lírio, pêssego, íris
  • Base - Madeira de sândalo, musgo, mel, patchuli da Indonésia
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Encantaria a música de Yann Tiersen

VÍDEO: Yann Tiersen - La Dispute


Fotos: Imagens de Elisabeth C; Composição de Soir de Lune com Dans La Lune de Kirsten Hassenfeld - image de Nash Baker, Rosa centifolia de Vicente Perriol e Croissant Lune de Gerard Therin.





9 comentários:

  1. Que perfume maravilhoso...não resisti ao seu encanto!!Parabens pelo blog, acompanho faz muito tempo...

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernanda. É simplesmente maravilhoso. Este não pode faltar no meu armário. É top dos top. Obrigada pela gentileza da visita. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. Olá! Pude sentir os ares desta fragância uns anos atras, tenho poucas recordações a respeito, mas no meu intimno, há uma pequena lembrança de um perfume incrível, com toque chipré, mel...Conhecendo muito bem seu irmão Eau du soir e tendo certeza da diferença entre os dois...Vc pode me falar mais um pouco sobre o efeito do Soir de lune, as reações causadas por ele em vc e em pessoas que lhe rodeiam? Seu blog é maravilhoso!

    ResponderExcluir
  4. Dear, concordo inteiramente. É um chypre impecável. Gosto muitíssimo e uso quando quero sentir elegância, clima de festa... faz parte das minhas escolhas para ocasiões especiais, comemorações. E sempre desperta elogios. Obrigada pela gentileza. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo(a. Estive numa perfumaria ontem que afortunadamente tinha os dois Sisley e pude reavivar minhas impressões sobre Eau. Havia esquecido quanto são semelhantes embora o Eau seja chypré mais intenso e seco, mais carregado no musgo e madeiras de base. Soir tem diferencial nos acordes doces, apesar de chypre também. São duas escolhas fantásticas. Diria que Eau é mais unissex e Soir mais feminino. Ambos elegantes.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  6. Beth, olá!!! Faz tempo que não escrevo aqui... Sinto sua falta com resenhas mais frequentes, mas... a vida anda muito atribulada, né? para mim está uma correria. Esse é um que está na minha wihslist junto com o Eau, Infusion D'Iris, 24 Fauborg, Eau des Merveilles, Delices, Premier Joir, Si Lolita, Womanity, Brown Sugar e Fig.... Preciso ganhar mais...
    bjkssss
    Raquel

    ResponderExcluir
  7. Oi Raquel. Realmente faz tempo que não consigo encaixar os horários e publicar no meu ritmo normal. Além de ocupada estou num período de entresafra olfativa. Pouca coisa tem despertado minha vontade de escrever.
    Mas é fase, logo experimento algum aroma estimulante.
    Esta listinha que vc postou é realmente apetitosa e também estou precisando ganhar mais ... he he he.É bastante onerosa a busca de novidades. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  8. Olá Elisabeth!Como vc está?
    Venho para compartilhar uma experiência que tive ontém com o EAU DU SOIR.Na loja,passei vários na pele e ele foi o único que fixou e exalou perfeitamente. Quando estava quase comprando o kit(que está em promoção), a vendedora disse que ele tem cheiro de senhora!(tenho 31 anos)Fiquei tão triste e não comprei!
    Qual sua opinião sobre ele?Eu não costumo ir a eventos ou algo do tipo para poder usá-lo,mas adorei o perfume.
    Bjs querida.
    Adriana

    ResponderExcluir
  9. Oi Adriana.
    Esta classificação dos perfumes por faixa etária é muito superficial. Muitas garotas jovens gostam de perfumes almiscarados, florais leves e abaunilhados, enquanto mulheres adultas ou maduras se encantam pelas fragrâncias impactantes, com formulação rica. Entretanto existe tanta diversidade nos gostos que não podemos considerar isto uma regra. Minha filha com 13/14 anos era louca pelo Paloma Picasso. Hoje, jovem adulta, gosta de Buberry e 212 tradicional, que são mais discretos.
    Você deve usar o que gosta sem se preocupar com rótulos deste tipo. A personalidade define escolha de perfume, não circunstâncias. Elas servem apenas para orientar de maneira geral quando estamos muito indecisas. Os perfumes Sisley são lindos clássicos. Vai fundo! Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!