Pin It button on image hover

segunda-feira, agosto 16, 2010

Wild Fern Cologne - Geo. F. Trumper

Feito criança... é o comportamento frente à um lote novo de pequeninas amostras oferecendo o desvendar de novidades perfumísticas.
Este veio com o incentivo de pertencer à tradicional barbearia inglesa Geo F. Trumper, oferecendo para seleta clientela masculina mais de vinte fragrâncias, entre outros produtos de higiene; desde 1875.
Quer mais chic?
Tomada pela curiosidade, assim que possível, abri cada frasquinho, e fui sentindo o aroma apressadamente, da forma menos indicada, procurando selecionar a primeira avaliação.
Enquanto, indecisa, concluia que todos pareciam de excelente qualidade, percebi Wild Fern, e fui atraída pelo irresistível apêlo visual. Num belo tom de verde a embalagem sugeria o aromático de natureza campestre e bucólica.
É este! Escolhido, provei na pele.
Incrivelmente masculino, doce e fresco, em notas clássicas que parecem rescender de um jovem lord de gravuras aquareladas.
Discreto e deliciosamente inglês carregado daquele tato refinado, que faz ouvir a frequente e elegante expressão: - I'm sorry ... geralmente em circunstância onde o personagem deveria ser o alvo de tal exclamação e não aquele que profere.

Inicia doce, limpo e brilhante, na suavidade que foge das baunilhas cremosas, mas se atém a transparência orvalhada das ervas campestres.
Traz a sensação de pele recém banhada, no odor que convém aos cavalheiros de hábitos refinados, que não dispensam sabonetes finos, ou trato acurado de elegante barbearia.
Camuflado pelo frescor das ervas aromáticas se esconde o coumarin quente e denso, que dissolve a possibilidade do aroma se tornar um trivial efeito de caprichoso barbear.
Musgo de carvalho, aliado às notas aldeídicas e ambaradas confere longevidade à colônia equilibrada e refinada, reforçando o aspecto límpido do fougere.
Bouquet contribui com a doçura refrescante, lavandas e gerânios em quantidade não perceptível como foco central, que me parece dedicado às ervas aromáticas, úmidas em brevíssimo toque mentolado.
Cadenciado, uma vez que se estabelece a tônica, o aroma de Wild Fern avança metódico, em direção ao drydown, renovado por notas ambarinas, almiscaradas e suaves como talco.
Indiscutívelmente verde, embora não demasiadamente agreste, em delicada e elegante naturalidade, torna-se apropriado para ambientes fechados, profissionais, onde circulam homens de hábitos refinados e discretos.

Comentários lidos relatam grande proximidade aromática com o clássico Fougere Royal, também com Penhaligon's English Fern.

Família Olfativa: Fougere Aromático, 1877
Gênero: Masculino
Designer: Geo. F. Trumper
Rastro: De Intenso à moderadoFixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Bergamota, lavanda, manjericão, alecrim
  • Coração - Cravo, gerânio, samambaias
  • Base - Musgo-de-carvalho, patchuli, almíscar.
GEO.F. TRUMPER

Fundada em 1850 e instalada em Curzon Street - Mayfar, a decoração desta barbearia, incluindo madeiras nobres como o mogno, garrafinhas clássicas de colônias, pomadas e utensílios vintage de 1900, representa o que há de típico no cenário londrino.
Oferece o impecável serviço das tradicionais e confortáveis barbearias inglesas, nos rituais dignos dos mais nobres cavalheiros, aprovados pelo ilustres representantes da realeza Prince Philip, Duke of Edinburgh e Charles Prince of Wales.
Segundo reportam os frequentadores deste universo exclusivamente masculino, após uma sessão de massagens, toalhas quentes e produtos finos, o cavalheiro agraciado com os serviços de barbeiros experientes no manejo de cutthroat e lâminas afiadas, sai de ânimo leve e com a pele macia dos bebês.
Posterior à barbearia fundada por Mr. George Trump, uma segunda loja foi instalada em Jermyn Street em St. James, na década de 60, sob a direção da família Bersch.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Se identificaria com a música ..

VÍDEO: London London - Cibelle Feat - Devendra Banhart


Imagens: Geo F. Trumper London

4 comentários:

  1. Excelente review! Minha impressão sobre ele é um pouco mais rustica. Ele mostra claramente o que seria um acorde fougere isolado. Muita lavanda, uma leve dose floral seca de geranio (ou rosas), e base leve de musgo. Limpo, verde, bucolico.

    Me remete a Agua Lavanda Puig, e English Lavender de Atkinsons.

    ResponderExcluir
  2. Oi Leandro.
    Obrigada caríssimo.
    Esta diferença de percepção creio que se deve pela diferença na química com a pele. A minha ressaltou muito o lado doce do perfume. E o frescor também adocicado das ervas como manjerona e tomilho, quando fervem num caldo ou chá. O floral é bem típico das lavandas e gerânios em perfumaria masculina, porém suave. Musgo também percebi em ótimo equilibrio. O que não me pareceu muito evidente foi o patchuli que faz dobradinha com as notas verdes nos fougeres clássicos.
    Patchuli me impressiona fortemente como nota rústica e com um travo ligeiramente amargo as vezes enfumaçado. Aqui não marcou presença com meu olfato.
    Bom este perfume não Leandro? Confere ao homem ar refinado e distinto. Experimentarei mais desta house em breve. Beijocas

    ResponderExcluir
  3. PS: Coloquei um complemento sobre a barbearia que achei um charme. Aliás a Londres tradicional é muito atrativa. Bjocas

    ResponderExcluir
  4. Oi Aline. Não coloquei seu comentário para não publicar o email (e evitar spam), mas terei prazer em seguir seu blog e colocá-lo no rol de blogs. Beijocas
    É este não ? http://bomboneca.blogspot.com/2010/07/mais-um-sorteio-rolando.html

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!