Pin It button on image hover

sábado, julho 24, 2010

Mimosa - Les Fleurs Molinard

Quem experimentou alguma Concrèta floral de Molinard não poupa elogios aos perfumes sólidos, impressivas reproduções dos aromas naturais.
Mimosa, que não é mais oferecida no site oficial da marca, fazia parte deste bouquet desde 1910, ano da sua criação.
Durante algum tempo sua comercialização esteve suspensa para retornar em 1993 e possivelmente sair das prateleiras novamente.Doce, incrivelmente doce este floral delicado nos remete à campos e prados floridos de forma abstrata quase simbólica, visto que sua composição límpida e melífera apresenta notas florais aldeídicas indecifráveis.
Desde o início se percebe bouquet intensamente doce e ambarado, com pinceladas aromáticas e anisadas com provável procedência nas notas de íris.

A medida que o aroma se desenvolve surge um toque licoroso sobre o floral gourmand como se adicionássemos essências de baunilha, aniz e amêndoas doces em iguais proporções.
Interessante na evolução bem conduzida, porém o quadro pintado não sugere uma obra em óleos sobre tela, mas os matizes muito claros e definidos da arte computadorizada.
Unidas, as flores acácia (mimosa) ylang ylang e heliotrópio encontram reforço, para a característica feminil da fragrância, na adição de baunilha, almíscar e sândalo, que a tornam eau de toilette leve e juvenil.

Família Olfativa: Floral verde, 1910 e 1993
Gênero: Feminino
Rastro: Intenso à moderado
Fixação: Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Notas verdes
  • Coração - Íris, acácia( mimosa), ylang-ylang
  • Base- heliotrópio (jasmim chocolate, baunilha dos jardins), baunilha, almíscar, âmbar, sândalo
Imagens : Banner publicitário de Concreta Molinard; composição com frasco de Mimosa Molinard e imagem de Sperly Girl- Bouquet de Mimosa no Festival of Women /Italy

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!