Pin It button on image hover

domingo, julho 25, 2010

Les Fleurs Violette - Le Collection Parfumée Molinard

Usando os óleos modernos da perfumaria atual, no ano de 1994 Molinard reestruturou Violette concebido em 1910.
O frescor inicial da folhas de violetas surge acompanhado de acento floral doce e vanílico, indicando florescente baunilha e heliotrope, originado dos acordes de base.
Enquanto as folhas verdes repousam suavemente como na calmaria após um torvelinho de vento, o doce da fragrância atinge seu ápice em notas especiadas de floral abaunilhado.
Este ímpeto não se dissipa, porém atenua e algum tempo depois sentimos novos acentos florais de violeta , menos incisivos e metálicos, na mistura com a perfumada íris.
Acariciante e aveludadas sobressaem dentro do bouquet cujas flores desempenham o papel acessório de belos adornos perfumados.
Existe uma alternância deliciosa entre o morno acento de baunilha e a elegância refinada destas flores frescas, que se manifesta de forma atraente, revelando viço úmido e quase mentolado de ervas aromáticas como manjerona, em pequeníssimas doses, ou da levíssima lavanda.
A finalização mantém a doçura anterior, embora diluída em almíscar e sândalo no acorde amadeirado e brando.
Lembrou-me, nos momentos de maior expressividade do floral abaunilhado, alguns aspectos da evolução de Angel Garden Violet de Thierry Mugler.

Família Olfativa: Floral amadeirado almiscarado, 1910, 1994
Gênero: feminino
Rastro: Intenso
Fixação: Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Folhas de violeta
  • Coração - Íris, violeta, rosa
  • Base: Heliotrópio ( baunilha-dos-jardins), almíscar
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Se espelharia em...

Vídeo: Owl City - Vanilla Twilight


Imagem: composição de Elisabeth Casagrande com frasco Molinard

2 comentários:

  1. olá,

    sou a s/ visita diária e bem atenta ao que escreve, gosto muito, como sabe dos s/ textos.

    mas nesta foto para além do frasco, chamou-me a atenção o conjunto das flores, diferentes mas úm tom de cor bem parecido, fica um enquadramento bem apelativo à vista, mas o lirio... nunca foi uma flor que eu gostasse muito, mas confesso que aqui gostei de a ver... interessante, gosto mesmo de a ver neste enquadramento.

    boa semana,

    ResponderExcluir
  2. Oi Flor. Obrigada pela presença sempre constante!
    Angelina, quando faço a montagem das fotos, ou fotografo frascos, procuro compor o entorno com as notas que predominam, ou com alguma coisa que represente o estado de espírito, o que a fragrancia evoca.
    No caso deste Violette o aroma doce de baunilha do heliotrópio (acima à direita) ficou bem misturado com o aroma das violetas - Viola odorata, à esquerda, reforçado pela íris que aqui revela bem seu lado verdinho e fragrância parecida com a das violetas.
    Esta semelhante à um lírio em tons roxos, na verdade é a Íris germânica, se não falhou a memória.Ela parece mesmo uma mistura de lírio com orquídea.
    Dê uma olhdinha no lírio da resenha de Angel Garden Lyz de Thierry Mugler. É do meu jardim e tem (a flor)um perfume delicado, maravilhoso. Aquela acho que casou melhor que esta na representação da fragrância. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!