Pin It button on image hover

sexta-feira, julho 09, 2010

Casmir eau de parfum - Chopard

Uma coisa se aprende estudando perfumes: - Experimentar um de cada vez!
Quantas impressões erradas e quantas belas fragrâncias abandonadas quando a curiosidade é mais forte que o bom-senso e provamos inúmeras, numa visita às perfumarias ou ao receber flaconetes de amostra.
As moléculas voláteis e rápidas se acotovelam em pequena área receptora na mucosa olfativa e o cérebro recebe informações contraditórias, misturadas e enganadoras.
Provavelmente o acontecido quando provei Casmir by Chopard pois não lembrava desta fragrância assim...deliciosamente oriental.
Sensual, confortável, lânguida e realmente sedutora, a medida que as características evolutivas se transformam, provocando imagens de jardins perfumados, exóticos, pomares de frutas maduras e doces, com folhas e madeiras queimando ao fundo.

Casmir é um convite olfativo à proximidade e aconchego que inicia fresco, aromático como se regado por licoroso e mentolado anis, tornando indistintas as frutas suculentas citadas na pirâmide olfativa, embora bailem através da brisa leves ares de damasco.
Talvez estas se revelem através do acento macio e cremoso que aparece, evoluindo em seguida para o picante delicado da associação de flores, pau-rosa e tangerina, indivisíveis e banhadas pela calda de baunilha, condimentada por sutil canela...

Quando pensamos que o acento se definiu surgem as folhas, que associei ao odor característico que inundava as imediações de antiga fábrica de Matte Leão, no momento de maior atividade quando secavam grandes quantidades de erva-mate no bairro Rebouças.
Reconfortante, doce e muito próximo ao amadeirado, pois se a baunilha ainda é presente, também o é belo acorde de incenso (opoponax), cada vez mais perceptível.
Finalmente o cedro se instala e supera as notas que definham, finalizando o perfume em declaradas madeiras.

Percebi aspectos familiares enquanto a sucessão de notas volatilizavam e me perguntei com que se parecem...Difícil dizer.
Em alguns momentos surgiu o aldeídico especiado de Trouble, impressão logo dissipada ao sentir a baunilha especiada e encantadora semelhante a que aparece em Silk Way, abandonada à favor de Burberry London, depois pelos acentos de folha seca que lembraram o chá vermelho deAu Thè Rouge e, finalmente voltando à Burberry, embora a fava inglesa se apresente menos picante que esta misteriosa doçura oriental.
Conclui que é singular e apresenta espírito próprio, diferenciado.
Encantou-me.
Família Olfativa: Oriental baunilha, 1992
Gênero: Feminino
Perfumista: Michel Almairac
Frasco: Caroline Scheufele
Rastro: Intenso à mediano
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - manga, coco, pêssego, bergamota, damasco, groselha, framboesa, tangerina
  • Coração - Jasmim, gerânio, lírio do vale, sândalo, cravo, canela, pau-rosa, sândalo
  • Base -Benjoim (incenso de java), baunilha, fava tonka, opoponax, âmbar, almíscar, castoreum.
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Se fosse música...

Vídeo: Carla bruni - You Belong To Me With Lyrics



Imagens: Sapeco de erva-mate de Alfredo Andersen, publicidade de Casmir Chopard, composição com frasco Casmir, pau-rosa brasileiro, damasco, baunilha, gerânio e resina de benjoim do Sião.

4 comentários:

  1. Acho o Hanae Mori Butterfly tem algo de Casmir...Mas o Casmir é melhor! Adoro!

    ResponderExcluir
  2. Concordo Ro ! Casmir é apaixonante! Não tinha pensado nesta proximidade com o Hanae Mori que também é uma delicinha apesar de mais suave. Casmir é melhor.Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Esse blog é o melhor!!!
    adoro as resenhas!

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Nana venha sempre! Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!