Pin It button on image hover

quinta-feira, junho 10, 2010

Gucci Nº 3 eau de toilette - Gucci

Enquanto Gucci II transpira flores aldeídicas e primaveris, Gucci Nº 3 nos traz cores quentes e cálidas de outono, o sussurro do vento levantando redemoinhos de folhas douradas, os tons da terra, galhos nus retorcidos contra o céu, aconchego do couro e o estímulo picante de condimentos.
Intenso e sedutor, esmaecidas as primeiras notas, cítricas e doces aldeídos, surge aroma floral animalic , onde coentro faz vir a tona a lembrança dos perfumes da década de 80, inspirados nos antigos e magníficos chypre couro, reavivando nebulosa recordação do delicioso Fendi Donna, em acento, dark, quente e profundo , menos intenso no aromático de cravo e canela, ou uma versão sutil e aldeídica do casamento entre Cuir de Russie e Cabochard, com Diva de Ungaro carregando o bouquet.
Gucci II é uma sequência farta de sensações aromáticas onde se misturam notas florais exóticas, couro embebido de condimentos, resinas incensadas, o doce enfumaçar de benjoim e pungente agridoce de ládano.

Simultâneo, um aspecto sedutor, lânguido e breve traz a o conforto de acentos cremosos de luxuriantes amêndoas ou castanhas, somadas à láctea e discreta baunilha. Aqui, ainda predomina o dulçor das flores, dos jasmins, lírios, rosas, jacintos e narcisos em elaborado e coeso bouquet dividindo estrelato com especiarias e couro.
Gradativamente são cobertos pelo toque ligeiramente anisado da sedosa íris, acompanhada de comedidos âmbar e almíscar na característica branda dos pós de toucador.
Madeiras e resinas, em alguns momentos, remetem ao aroma de Aimez Moi cujas ervas e lascas de madeiras adormecem ao sol campestre, exalando uma fragrância confortável, natural e morna.
Fragrância de composição rica e mutante, adquire muitas nuances conforme o momento na pele, no ambiente, ou simplesmente pelo grau de intimidade alcançado, em repetidos encontros.


Foge da simplicidade linear facilmente desvendada num primeiro contato, embora sua complexidade permita reconhecer facilmente o acento chypre da base doce e densa, com brando e fresco musgo, irmanado à elegante toque de patchuli e vetiver.
Característica constante em Gucci Nº 3 é a ausência de exageros ou predominância de um acorde prima donna.
As notas desfilam em harmonia, cada uma com relevância em algum momento, sem enraizar profundamente suas características, cedendo espaço para o acorde seguinte da mesma forma que as cores se entrelaçam num paisagem outonal, diversas e padronizadas em luminoso degradée.
Eis a beleza de Gucci Nº3, apresentada com elegância sóbria no frasco que simula colunas arquitetônicas: - profundo e marcante, embora apresente o ânimo leve, doce e acariciante dos florais especiados orientais e aldeídicos, afirma sem provocar dúvidas, sua vocação de chypre elegante, finalizando horas após o início da química na pele, em amadeirado suave e incensado.

Família Olfativa: Chypre floral, 1985
Gênero: Feminino (compartilhável)
Perfumista: Firmenich
Frasco:Peter Schmidt
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
*descontinuado
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Bergamota, aldeídos, ervas, coentro
  • Coração - Jacinto-da-índia (tuberosa), raíz de íris, lírio-do-vale, narciso, rosa, jasmim
  • Base - Couro, almíscar, âmbar, patchuli, musgo-de-carvalho, vetiver, madeira.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Encontrar-se-ia na música...

Vídeo: Love Theme- Midnight Express


Imagens: Banners publicitários de Gucci

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!