Pin It button on image hover

terça-feira, junho 29, 2010

5:40 pm in Madagascar - Kenzo

Do pálido amanhecer de 7:15 AM In Bali ao crepúsculo de In Madagascar percebemos o suavizar da perfumaria Kenzo.
Apesar de inspirado na exuberante e exótica ilha de Madagascar, costa do continente africano, aqui reina a doce gentileza da baunilha aliada a flores.
Nada indica a Natureza selvagem que pontuava Jungle Tigre ou L'Elephant, a herbácea intensidade de Kenzo Parfum d'Éte ou os abaunilhados exóticos e intensos de Flower ou Kenzo Amour.
In Madagascar nos traz um cair de noite indolente, recostado numa rede colorida enquanto o ar cálido é impregnada pela baunilha das plantações distantes, transportado para o olfato pela brisa suave em inebriante e diluida doçura.

A primeira nuvem é  intensa, floral e temperada por ervas frescas delicadamente maceradas em sumos cítricos.
Natureza  verde.
Elegante e rapidamente discreta  se transforma no bouquet  harmonioso, a representando em ares  civilizados de proximidade citadina.
O arranjo está  num feixe amadeirado e seu néctar volatiliza precioso, intensificando e enriquecendo o doce de baunilha.
 

Frésia predomina sobre jasmim, rosa e diáfana lótus, enquanto favas de baunilha se enfeitam na seda do sândalo, âmbar e almíscar.
Madeiras leves esmaecem permanecendo submersas , tímido  apoio ao acorde delicado.
In Madagascar encanta pela docilidade e submissão aos preguiçosos raios de sol que findam, lentamente, dourados como o líquido no frasco bonito  e sinuoso.
Doce e preguiçoso entardecer.
Se a perfumaria Kenzo amadureceu em contido requinte, em 5:40 PM In Madagascar ainda conserva a majestade.

 
Dentro deste aspecto inédito de suavidade  um quesito a desmereceu. Na química com minha pele desapareceu em aproximadamente 3horas, justamente quando a alta temperatura do dia  sugeria o uso das suas nuances  frescas e semi aquosas.
Apesar desta volatilização rápida o drydown doce e floral é muito confortável, adequado a ambientes fechados onde uma fragrância deve permanecer  aura discreta ao redor de quem usa. Principalmente no sufocante verão tropical.

Família Olfativa: Oriental baunilha, 2009
Gênero: Feminino (compartilhável)
Designer: Kenzo
Rastro: Moderado
Fixação:Regular
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Lótus
  • Coração - Fresia, cedro
  • Base - Baunilha
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã
Perfumaria uma música...


Vídeo: Ny finoak- Fitia



Imagens: Banners publicitários 5:40 pm in Madagascar by Kenzo - Produçção de baunilha em Madagascar fotos de Julie Maher - fotos de Elisabeth Casagrande; colagem  em landscap Madagascar de webshots

domingo, junho 27, 2010

LAURA edt by Parfums Laura Biagiotti

Una ragazza italiana! Agrodolce!
Não provoque que é cor de rosa-choque.
Esta garota italiana se apresenta no azedinho da lichia e do pêssego maduro, temperado com cítricos, suavizada pelas notas frescas da melancia, que não consegue sobrepujar as demais, apenas emprestando seu frescor.
Talvez devêssemos dizer que ela é verde-choque visto que sua delicadeza está constantemente temperada pelo tom, nas frutas verde amareladas, folhas de violeta ou musgos que emergem da base.
Também a tonalidade agreste do vetiver é percebida ligeiramente, durante todo traçado.

O que não podemos negar é a doçura intensa desta bella ragazza, que se instala lentamente e não mais nos abandona.
O bouquet harmonioso e sofisticado contribui para tal de forma decisiva, diluindo os acordes iniciais e declarando supremacia.
Enquanto volatilizam os picantes acentos frutados, Laura incorpora flores e baunilha ladeadas pela doce madeira de sândalo intensificando e avolumando suas característica na progressão do tempo.

Esta é a fase brilhante e deliciosa da fragrância submergindo o ligeiro e frutado acre do início para aflorar o deleite da láctea doçura, como a Natureza que se aquece ao sol depois da chuva, sensação provocada pela luminosidade espelhada no aroma de pêssego, lichia, flores brancas e baunilha.
Âmbar e almíscar sobre leves e tímidas madeiras finalizam esta composição onde se revela a doce, fresca e feminina ragazza Biagiotti.
Comentários apontam semelhança com Spring Flower de Creed (1996), Anne Klein (1984), e percebo semelhança com OH de Moschino (1996), embora menos densa, amadeirada e úmida.

Família Olfativa: Floral Rosa Violeta,1994
Gênero
: Feminino
Designer: Laura Biagiotti
Frasco: Joel Desgrippes
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Pêssego selvagem, lichia, melancia, bergamota, pau-rosa
  • Coração - Fresia, violeta, lírio d'água, íris, camelia, jasmim,orquídea,ciclame, rosa
  • Base - Sândalo, baunilha, âmbar, almíscar, vetiver, cedro, musgos (fern).
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

E como diz Laura Biagiotti:
- A perfume must enhance a woman's personality but not dominate it.
- Um perfume deve realçar a personalidade da mulher, mas não a dominar.

ArteIrmã
Acompanharia música vibrante ...
Vídeo: Rita Lee - Cor de Rosa-Choque


Imagens: Banners de Laura Biagiotti

sábado, junho 26, 2010

Boss in Motion by Hugo Boss

- Não faça uma coisa dessas seu Aretê, pelamordideus!
Gemeu um credor de jogo quando encostei a navalha no seu pescoço.
- O sinhor não aceita disto daqui?
Olhei aquela bolinha metálica com um friso laranja e pensei:
- óöó öó öóö...(som emitido pelas pessoas quando vem bebês) Ki phofo!
Enternecido acolhi em minhas mãos a dita cuja. O verme ao se ver livre escapuliu.
Borrifando Boss in Motion saiu um cheiro de bolacha Tostines com recheio de laranja pincelado com Crave.
Passada a laranja inicial ele fica bem "biscoito", porém sem entrar num delírio confeiteiro como Pi."Light woods in Crave style" vão tomando conta e o perfume se extingue neste estado depois de um tempo surpreendentemente longo.
Terminando de escutar a claríssima estorinha olfativa deste perfume olhei para ele com um pouco de raiva, entretanto fui retribuido com um sorriso...perceberam como se parece com um smile de um olho só ?
Estivesse ainda ao meu alcance, o credor levaria uma laranjada mecânica na cabeça, e assim me livraria dos dois.
Mas, como nesta história o laranja fui eu, levei In Motion para casa na esperança de que seja um daqueles perfumes, que em combate revele mais qualidades, como outros para quem não dava tostão e hoje aprecio.
Contribuição de Aretê - Bonum diffusivum sui
 Família Olfativa: Oriental Fougere, 2002
Gênero: Masculino
Perfumista:Domitille Michalon
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Laranja, alfavaca ou manjericão de folha larga, folhas de violeta, bergamota
  • Coração - Noz-moscada, canela, aroeira, cardamomo
  • Base - Almíscar, madeira de sândalo, vetiver , resinas amadeiradas
Fotos: Imagens Publicitárias de Boss in Motion -Hugo Boss

Arte Irmã
 
VÍDEO:Pés Cansados


sexta-feira, junho 25, 2010

Fath de Fath edp - Jacques Fath

Deparei-me com o o frasco adorável por acaso, folheando páginas virtuais.
Perfume difícil de encontrar no Brasil, tateei em busca de informações teóricas e encontrei a publicidade datada, retrô e absolutamente encantadora, puro retrato de uma sociedade onde reinava coqueteria e feminilidade totalmente submissas.
Finalmente tive oportunidade de sentir e nova surpresa! O aroma ainda é fresco, contemporâneo, apesar da sua doçura ser uma declaração comportamental de época - 1953.

Mais de meio século para que uma composição atravesse e se mantenha inovadora.
O aroma, frutal no início, seguido de acordes ricos e totalmente mesclados é atemporal.
Na ausência de informações seu conceito provocaria controvérsias e difícil definição, pois a evolução cremosa e melífera está muito adequada as preferências mais recentes na perfumaria.
Fragrância outrora floral aldeídica, descontinuada, sofreu reformulação em 1993, adquirindo ares de oriental frutal agridoce, mantendo no topo as notas de cassis, bergamota pêssego e tagete que conferem azedinho tênue e picante.

Não tarda o bouquet composto de flores magníficas e ternas como rosa, angélica, jasmin e violeta, dulcíssimas, acompanhado da baunilha e feijão tonka da base, temperado pelos acentos delicados de canela e benjoim.
Patchuli e notas amadeiradas dificilmente seriam excluídos, porém sua presença é de tal discrição, que provavelmente se manifesta por agridoce quase simbólico, glicídico e pouco agreste.

Fath de Fath estabiliza num aroma elegante, carinhoso e meigo que embebido de âmbar e almíscar suaviza mais e mais, sem perder as características aromáticas e constantes que o definiram, traduzidas em sedução...
Um belo perfume esquecido no panorama perfumístico.

Família Olfativa: Floral Adeídico,1953 - oriental ,1993
Gênero: Feminino
Perfumista:Haarmann and Reimer
Rastro:Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Cassis ou groselha negra, ameixa vermelha, tangerina, cassia, pêssego, pera, limão, bergamota.
  • Coração - Angélica, flor de laranjeira,jasmim, heliotrópio, lírio-do-vale, rosa
  • Base - âmbar, fava tonka, patchuli, almíscar, benjoim, baunilha, cedro.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã
Perfumaria docemente poesia e música como...


O QUE O VENTO NÂO LEVOU - Mario Quintana

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento.

Vídeo: Diana Krall - Exactly Like You

 
 
Imagens: Foto de Elisabeth Casagrande, publicidade vintage de Fath de Fath por Jacques Fath

terça-feira, junho 22, 2010

White Patchuli eau de parfum - Private Blend Tom Ford

Talvez eu goste de White Patchouli porque parece chypre, meu aroma preferido.
Ou pelo acorde a suceder as conservadoras notas cítricas do início, que cedem distraídamente para uma sensação cremosa e apimentada, como se o coentro, indicado nas descrições oficiais, estivesse mergulhado num creme abaunilhado e floral.
Sedutora, a fragrância nos envolve silente numa sensação calorosa e sexy em acento que denuncia almíscar, talvez civeta perfeitamente harmoniosos com o bouquet de flores preciosas e doces.
As notas se alternam formando mosaicos, onde percebemos toques aldeídicos, ládano, e provável benjoim.

Decorrido algum tempo, onde havia a deliciosa sensação láctea, se instala aromático denso, turvo, licoroso e balsâmico, conservando a doçura e anunciando veemente patchuli.
A medida que este acorde cresce, penetrante, límpido, resinoso e transparente, dissipa a nebulosidade anterior se revelando em esplêndida e cristalina elegância.
Tal aroma, translúcido, encerrado no branco intenso e opaco do frasco austero, retrata principalmente a conjunção entre patchuli e flores.
Uma aura de intensidade e refinamento propicia em White Patchouli o conjunto de características ideais para todas ocasiões, e para ambos os sexos.
Veste ou desnuda a mulher em feminilidade cativante, ao mesmo tempo que podemos imaginá-lo perfeito e adequado ao homem másculo, atraente e sofisticado.

Acompanhando a evolução deste perfume percebe-se a conotação entre o frasco de branco absoluto, virginal e opalino, adornado pela luxuosidade dos complemento dourados, em oposição à beleza agressiva e negra da modelo na campanha publicitária.
Existe esta riqueza de contrastes na fragrância. O embalar de flores brancas imersas no leitoso abaunilhado de almíscar e âmbar antagonizando à pungência metamórfica do patchuli ladeado de agreste vetiver, resinas e óleos amadeirados.Opulento e nebuloso em algumas fases, translúcido como cristal noutras, White Patchouli nos agarra, marcando a memória, através da sofisticação e nitidez afiada dos acordes finais... e percebo que gosto dele simplesmente pelo que é do começo ao fim...um belo e refinado eau de parfum.

Família Olfativa:
Floral almiscarado amadeirado, 2008
Gênero:
Unissex
Designer:
Tom Ford
Perfumista:
Givaudan
Rastro:
Intenso
Fixação:
Muito Boa
Pirâmide Olfativa:

  • Topo - Bergamota, peônia, jasmim, coentro
  • Coração - Absoluto de rosa, ylang ylang, ládano, orris
  • Base - Patchuli, vetiver, madeira de sândalo, âmbar, ambrette ( almíscar), baunilha
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã
Perfumaria a música...

VÍDEO: Dido - I'm no Angel

domingo, junho 20, 2010

Notre Flore Ìris eau de parfum - L'Occitane en Provence

Voyage en Mèditérranée, coleção de parfums de L'Occitane representa a paleta aromática de diferentes culturas, locais e costumes em cinco fragrâncias ricas e diversas:Iris, Neroli, Cédre, Myrtle e Jamim.
Apresentadas em elegantes e coloridos frascos retangulares, de cantos arredondados e tampas translúcidas, transmitem através do seu colorido vítreo a diversidade de aromas do mediterrâneo.
Iris eau de parfum encanta pela aparente simplicidade que esconde o exotismo enraizado na matéria prima a simbolizar sua composição.
Violeta, íris e papiro centralizam a atenção em acordes que oscilam entre a fresca limpidez herbal do início e o drydown floral amadeirado.
Gálbano se encarrega da abertura em composição harmoniosa com violetas orvalhadas evocando a imagem de campos verdejantes, prados varridos pela brisa suave das tardes de primavera, o que provocou um passeio no tempo, trazendo a sensação agradável dos aromas da adolescência, quando minha preferência selecionava colônias leves onde predominavam as violetas e lavanda.
Entretanto a ingênua vivacidade destas primeiras notas adquire complexidade com a sobreposição de temperos apimentados advindos primeiro da pimenta rosa e gradativamente complementados pela aromática raiz de papiro.

Persistentes e intensas violetas se deixam cortejar pela planta sagrada do Nilo, que eram usadas na Índia da mesma forma que vetiver, aromatizando tecidos e saris.
Além de servir como matéria prima para a fabricação de papiro (papel), este capim aquático fornece óleo aromático terroso e amadeirado que lembra os acentos de canela, cedro e incenso. Características presentes neste eau de parfum, adornando o belo floral herbal e salientando o acorde de flores e raízes de íris, colhidas e maturadas na região da Toscana, que junto às tenras violetas resplandece em aromático agreste.
Esta reunião de notas, cuja preferência é típica na perfumaria masculina, se envolve de doçura e suavidade com a intensa caracterísstica que se estabelece no âmago da evolução. Mel, fava tonka e baunilha parecem atuar em conjunto para adoçar o aroma agreste caracterizando pretendida feminilidade e inesperado exotismo, próximo ao encontrado nos perfumes orientais.
E, é desta maneira doce, quente e amadeirada que Notre Flore Iris eau de parfum encerra sua evolução.

Família Olfativa: Floral Verde, 2007
Gênero: Feminino (compartilhável)
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Toranja italiana, aroeira ( pimenta rosa)
  • Coração - Gálbano, violeta, Íris da Toscana
  • Base - Papiro egípcio, fava tonka.
 
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã 
Perfumaria a melodia...  Cold Play - Violet Hill


Imagens: Colagens de Elisabeth Casagrande  com frasco de Notre Flore Íris L'Occitane, papiro egípcio antigo


sábado, junho 19, 2010

Brasil Dream - Travel Exclusive by Estee Lauder

"Go where it's warm, exciting and full of life"

Época de Copa do Mundo emociona brasileiros no Brasil e em todo plâneta..
Não me refiro somente ao sentimento de torcedores pelo time, muito prestigiado pelos estrangeiros também, mas ao de pertencer ao país de origem.
Ando saudosa, ciumenta dos amigos que viajarão para conhecer a terrinha - minha Terra - e, para minorar assisto novela das oito, quando posso acessar pela internet, quando estou em casa acamada por exemplo...
Tenho saudades dos lugares, das pessoas e das gírias, provavelmente desatualizadas no meu vocabulário. Ligo para a família tentando encontrar vestígios das coisas que fazem parte das minhas lembranças.
Entretanto é tão difícil matar as saudades somente com músicas e livros do Brasil!

Tento fazer amizade com conterrâneos, pessoas que falem o mesmo idioma no qual escrevo, e procuro notícias.
Ouvi dizer que além das festas brasileiras, organizadas semanalmente, existem reuniões especialmente para os jogos da Copa.
- Eu vou!
Como poderia faltar...Inclusive já escolhi o perfume que usarei, da marca que atualmente é minha favorita - Estee Lauder - que nos presenteou com a fragrância que resume tudo : Brasil Dream.
Sim, Brasil com "s" mesmo como deve ser.Uma fragrância vivaz, fresca, alegre, que vai direto ao ponto, como algumas mulheres brasileiras, que desfilam pelas ruas, com decotadas e recortadas blusinhas coloridas, cabelos molhados, rosto lavado, num andar "descolado" sobre confortáveis sandálias plataforma ou chinelos de dedo.
Transbordam sensualidade quase óbvia, passando a mensagem de beleza e descontração enquanto provocam o virar das cabeças.

Brasil Dream abre com uma explosão floral, ou o que se possa entender por explosão na medida e equilibrada perfumaria de Estee Lauder.
As flores são brancas, exploradas em sua naturalidade desprendendo aquele tipo de aroma que faz qualquer pessoa relembrar árvores ou perfumadas flores da infância.Leves e tropicais acordes frutais dão mais luz à fragrância.
Suave e adocicado, um fundo de patchuli faz com que a melodia, criada durante o desenvolvimento da composição, não se perca no ar e possa dar mais uma "palhinha".
Talvez Brasil Dream se revele um perfume que agrade mais aos turistas do que às "cariocas da gema", mas garante a alegria da festa e, que finalmente Estee Lauder tenha criado o floral exótico pretendido no lançamento de Pleasures Exotic.

A coleção Dream inclui Bali Dream, outro floral delicado e exótico embora silencioso, e Esmerald Dream, fragrância fresca e relaxante; ambas igalmente interessantes e com a sillage característica da marca.
Brasil Dream ainda possui um par... For Him !
Esta família aromática faz bonito e não perde a elegância em comparação às estrelas da maison, as linhas Pleasures, Linen, Beautiful, Paradise e Private, embora certamente traga uma atitude mais despojada, atualizando o conceito floral suave, moderno e elegante.

Boa sorte aos nossos jogadores de futebol!Que saibamos nos divertir de forma saudável durante este Campeonato Mundial. Quem sabe tenhamos assim alguns momentos do "Brasil Dream" que todos sonhamos e queremos.

Família Olfativa: Floral Frutal, 2009
Gênero: Feminino
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Goiaba, Abacaxi, neroli, flor de laranjeira africana, laranja.
  • Coração - Jasmim, Gardênia brasileira, limão Amalfi, bergamota.
  • Base - Patchuli, madeira de sândalo, leite-de-coco.
Contribuição: Luz
Edição: Elisabeth

Arte Irmã: Encontraria reflexo na vibe da música...

Vídeo: La Gloria - Gotan Project


Imagens : Publicidade de Brasil Dream-Estee Lauder; sandalias-de-dedo brasileiras - foto publicitária; montagem de frasco de perfume em foto montagem -bandeira nacional do Brasil estilizada - cafénobule; Moda carioca - desfile Gustavo Silvestre

quinta-feira, junho 10, 2010

L'eau D'Issey Pour Homme - Issey Miyake

Os limões do senhor Issey!
Em entrevista com o renomado perfumista Jacques Cavalier ficamos sabendo que o perfume que ele gostaria que tivesse sido sua criação é Eau Sauvage.
Pois, ele conseguiu com o mesmo tema, num solo de limão acompanhado de orquestra aromática, criar um perfume diferente, original, inesquecível: L'Eau D'Issey.
Com exceção do "íssimo" final, tudo nele , para mim, é "inho".
Um limãozinho muito azedinho, cheiro friozinho, fininho, ardidinho, como uma picadinha de vespinha...mas refinadíssimo!
A empresa também fatura, todos os anos, lançando as "Odetes" - Eau D'Ete - com frascos coloridos, variando sobre o tema principal. Conheci o azul que se inclina um pouquinho para o L'Eau Bleue, a alaranjada que adquiri por ser a mais caliente. O frasco esverdeado vi e ainda não senti...
Provavelmente isso só terá fim depois de se esgotarem as cores do arco-íris, entretanto com o calor elas passam a ser deliciosas opções.

L'EAU DISSEY
Família Olfativa: Aquático amadeirado, 1994
Gênero: Masculino
Perfumista: Jacque Cavalier
Rastro: Intenso
Fixação
: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Coentro, cipreste, Tangerina laranja, yuzu, artemísia (tarragon), sálvia, limão verbena (lucia-lima, limonete), bergamota, limão.
  • Coração - Noz -moscada, resedá, canela do Ceilão, gerânio Bourbon, flor de açafrão, lírio-do-vale, lótus ou lírio aquático.
  • Base - Vetiver, almíscar, madeira de cedro, madeira de sândalo
EAU D"ETE - 2005


Família Olfativa: Cítrico Aromático, 2005
Perfumist: Jacques Cavallier
Gênero: Masculino
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Notas Olfativas: Canela,noz moscada, coentro,cipreste, madeira de sândalo, tangerina, madeira de cedro, yuzu, limão verbena ( lucia lima, limonete), sálvia, vetiver, gerânio Bourbon, flor de açafrão, tabaco, campânula ( campainha ou sininho).
Bonum diffusivum sui - Contribuição de Aretê

Arte Irmã

VÍDEO - Além do Arco-íris - Zizi Possi

Gucci Nº 3 eau de toilette - Gucci

Enquanto Gucci II transpira flores aldeídicas e primaveris, Gucci Nº 3 nos traz cores quentes e cálidas de outono, o sussurro do vento levantando redemoinhos de folhas douradas, os tons da terra, galhos nus retorcidos contra o céu, aconchego do couro e o estímulo picante de condimentos.
Intenso e sedutor, esmaecidas as primeiras notas, cítricas e doces aldeídos, surge aroma floral animalic , onde coentro faz vir a tona a lembrança dos perfumes da década de 80, inspirados nos antigos e magníficos chypre couro, reavivando nebulosa recordação do delicioso Fendi Donna, em acento, dark, quente e profundo , menos intenso no aromático de cravo e canela, ou uma versão sutil e aldeídica do casamento entre Cuir de Russie e Cabochard, com Diva de Ungaro carregando o bouquet.
Gucci II é uma sequência farta de sensações aromáticas onde se misturam notas florais exóticas, couro embebido de condimentos, resinas incensadas, o doce enfumaçar de benjoim e pungente agridoce de ládano.

Simultâneo, um aspecto sedutor, lânguido e breve traz a o conforto de acentos cremosos de luxuriantes amêndoas ou castanhas, somadas à láctea e discreta baunilha. Aqui, ainda predomina o dulçor das flores, dos jasmins, lírios, rosas, jacintos e narcisos em elaborado e coeso bouquet dividindo estrelato com especiarias e couro.
Gradativamente são cobertos pelo toque ligeiramente anisado da sedosa íris, acompanhada de comedidos âmbar e almíscar na característica branda dos pós de toucador.
Madeiras e resinas, em alguns momentos, remetem ao aroma de Aimez Moi cujas ervas e lascas de madeiras adormecem ao sol campestre, exalando uma fragrância confortável, natural e morna.
Fragrância de composição rica e mutante, adquire muitas nuances conforme o momento na pele, no ambiente, ou simplesmente pelo grau de intimidade alcançado, em repetidos encontros.


Foge da simplicidade linear facilmente desvendada num primeiro contato, embora sua complexidade permita reconhecer facilmente o acento chypre da base doce e densa, com brando e fresco musgo, irmanado à elegante toque de patchuli e vetiver.
Característica constante em Gucci Nº 3 é a ausência de exageros ou predominância de um acorde prima donna.
As notas desfilam em harmonia, cada uma com relevância em algum momento, sem enraizar profundamente suas características, cedendo espaço para o acorde seguinte da mesma forma que as cores se entrelaçam num paisagem outonal, diversas e padronizadas em luminoso degradée.
Eis a beleza de Gucci Nº3, apresentada com elegância sóbria no frasco que simula colunas arquitetônicas: - profundo e marcante, embora apresente o ânimo leve, doce e acariciante dos florais especiados orientais e aldeídicos, afirma sem provocar dúvidas, sua vocação de chypre elegante, finalizando horas após o início da química na pele, em amadeirado suave e incensado.

Família Olfativa: Chypre floral, 1985
Gênero: Feminino (compartilhável)
Perfumista: Firmenich
Frasco:Peter Schmidt
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
*descontinuado
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Bergamota, aldeídos, ervas, coentro
  • Coração - Jacinto-da-índia (tuberosa), raíz de íris, lírio-do-vale, narciso, rosa, jasmim
  • Base - Couro, almíscar, âmbar, patchuli, musgo-de-carvalho, vetiver, madeira.

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã: Encontrar-se-ia na música...

Vídeo: Love Theme- Midnight Express


Imagens: Banners publicitários de Gucci

domingo, junho 06, 2010

Aromas de Klaroma International

Existe grande expectativa quanto a novas marcas no mercado e Klaroma International se apresenta com uma roupagem elegante apostando no visual rústico das boticas vintage, atraindo com matéria prima natural, fruto de rigorosa seleção.
As fragrâncias que abrem a perfumaria rodeiam aromas clássicos, principalmente florais amadeirados e frescos, alguns enlaçados por generosa baunilha.
Linhas que incluem cremes específicos para o corpo e águas de toilette foram desenvolvidas com aromas da flora nativa como andiroba, açaí, melissa, além de encantadores florais de orquídea branca e rosa da pérsia, que acompanham as aromáticas preparações a base de cedro, verbena, chá verde.
Suculentos frutais incluem damasco, tangerina e framboesa.
Embalagens ou kits para presente contém variadas apresentações e tamanhos de cada linha.

EAU DE PASSY
Fragrância oferecida para o gênero feminino, talvez pela leveza e aromático frescor revela uma essência totalmente andrógina.
Sua pirâmide olfativa está apoiada em sândalo e jasmim que é percebido entre o frio aromático que emana de cítricos mentolados.
Notas apimentadas se escondem atrás da doçura amadeirada parecendo um capricho do especiarado e pungente patchuli querendo provocar contraste e camuflagem para o tímido jasmim.
Nesta evolução é pertinente o aspecto das frescas águas de colônia masculinas, contrabalançado por cálida especiaria.
Eau de Passy é marcante de forma discreta, elegante e clássica.
Acorde almiscarado que ascende da base ampara a evolução e garante uma sillage persistente.


Família Olfativa: Floral Rose Violeta, 2009
Gênero: Feminino
Designer: Klaroma International
Rastro: Intenso
Fixação:Boa
Notas olfativas: Cítricos, damasco, jasmim, almíscar tibetano, madeira de sândalo mysore

ARAM
Aromático intenso desde o contato com a pele, produzindo efeitos de canela, gengibre, menta e lavanda em ramalhete fresco e especiarado.Totalmente adequado para o calor dos trópicos embora na evolução ganhe o toque cálido de bouquet embebido em baunilha e especiarias como o suave tomilho.
Agridoce fresco e pungente revela a presença do agreste de vetiver, ládano, patchuli e possivelmente madeira de cedro, temperados pela presença de musgo.


Família Olfativa: Fougere aromático,2009.
Gênero
: Masculino.
Designer: Klaroma International.
Rastro: Intenso.
Fixação: Boa.
Notas Olfativas: Cítricos, lavanda, tomilho, hortelã, gengibre, notas florais, patchuli, vetiver, cedro, almíscar, baunilha, musgo.

 
KLAROMA INTERNATIONAL
Klaroma International nasceu na bela Londrina, cidade do Estado do Paraná - Brasil, com o objetivo de fabricar produtos para o tratamento do corpo e aromati\ação de ambientes priorizando qualidade e utilização de matérias primas nobres.
Mantendo showroom em Londrina, após distribuir seus produtos em grandes redes comerciais, inaugurou a primeira franquia em Curitiba- capital do Paraná, no elegante Shopping Crystal que mantém a tradição de apresentar novidades fashion ao curitibano, sediando a cada temporada as apresentações da tradicional Crystal Fashion Week.

sábado, junho 05, 2010

Pasha de Cartier Fraicheur Menthe - Cartier

Certa vez estava mostrando alguns perfumes para colegas, quando me chega um figurão da empresa onde eu trabalhava.
Arrogante, vaidoso, ele disparou:
- O que é isso? Perfume? O que eu quero é sentir um perfume que seja fino de verdade.
Guardei o que estava mostrando e tirei da pasta o Cartier Pasha Fraîcheur Menthe .
Ele borrifou, e de súbito a expressão no seu rosto mudou completamente.
- Ah...mas isso é bom ! Que cheiro gostoso de banho tomado!
Parecia um gatinho brincalhão.
Sorri diante de comentários tão abalizados e pertinentes, e até saí de lá com a encomenda de um frasco para ele...

Contribuição de Aretê

Família Olfativa: Aromático Fougere, 1999
Gênero: Masculino
Perfumista: Mark Buxton
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Notas Olfativas: Lavanda,tangerina, menta, ládano, coentro, alcaravia ou cominho armênio, madeira de sândalo, patchuli, pau-rosa brasileiro, musgo de carvalho.

VÍDEO: O universo luxuoso e preciso de Cartier - Ballon Bleu de Cartier



Imagem: Composição de Elisabeth Casagrande com frasco de fragrance Cartier

Bell'Antonio - Teatro olfattivo di Parma - Hilde Soliani Profumi

Hilde Soliani, designer e artista italiana, lançou em 2008 uma linha de perfumes inspirada no Teatro di Regio di Parma.
Entre eles se destaca Bell'Antonio dedicado ao  seu pai  que cultivava o hábito  hábito de saborear café acompanhado de tabaco, após as sessões de teatro.
Comentários em revista on line apontam semelhanças com Costamor Tabacca, Odori Tabacco e Xerjoffs Tobacco Oroville.


Família Olfativa: Amadeirado Especiado, 2008
Gênero: Masculino
Designer: Hilde Soliani
Rastro:Mediano
Fixação: Boa
Notas Olfativas: Tabaco, café, madeiras, baunilha

Teatro Olfativo di Parma  Collection
Outras fragrâncias desta série são:
  • Mangiami Dopo Teatro
  • Stecca
  • Sipario
  • Vecci Rossetti
Vídeo: Andrea Bocelli e Luciano Pavarotti

sexta-feira, junho 04, 2010

Roma eau de parfum - Laura Biagiotti

Roma aeterna vivit
A primeira vez que ouvi falar deste perfume devia ter no máximo uns 13 para 14 anos. Foi quando li uma reportagem em uma revista que tratava da abertura do Brasil para o mercado internacional (início da década de 90) e que isso se refletia nas penteadeiras das mulheres, que podiam contar com os mais consagrados lançamentos aqui mesmo, em terras tupiniquins, com os primeiros perfumes importados que começavam a chegar.
Na matéria, a atriz Nani Venâncio  (contextualizando para os mais antigos – aquela que virava onça na abertura da novela Pantanal – fui longe agora, viu), se dizia colecionadora de perfumes e elencava algumas de suas fragrâncias prediletas. Foi quando li uma frase que jamais saiu da minha cabeça: “Se a intenção é seduzir, o perfume Roma é fatal”. Pronto. Era a senha que faltava.
Fiquei doida atrás do dito cujo, embora naquele tempo o must teenager era a tal colônia Absintho da Água de Cheiro, afinal, conforme apregoava a propaganda da época, era “proibida para menores”. Mas que Absintho que nada, agora estava obcecada por esse tal de Roma, iria encontrar e comprar e acabou, custe o que custar.


A procura foi grande (nem tão grande assim, afinal de contas, se Brasília naquele tempo tinha duas perfumarias era muito) e fui me deparar com meu precioso em plena viagem de férias. Quando experimentei...quase cai pra trás. Era muito, mas muito mais que imaginava meu inexperiente âmago adolescente. Inebriante, romântico, sensual e ao mesmo tempo delicado. E para piorar, italiano.
Gastei tudinho até a última gota, não seduzi um cristão qualquer, mas àquela altura nem me importava mais com isso, porque a intenção já era seduzir a mim mesma. Queria aquele prazer só para mim, virou quase um vício. Guardo ate hoje aquela caixa como um patrimônio...

Entretanto chega de nostalgia, vamos à nossa descrição. Sua embalagem estiliza uma coluna romana, que carrega em seu interior um líquido róseo evocando a pulsação de um tesouro guardado. A caixa antiga, que imitava mármore italiano, foi reestilizada acompanhado a cor do perfume.
Não tenho mais o Roma em meu acervo (muito em breve estará de volta), mas suas sensações não saíram da memória. Suas notas de saída são grapefruit, bergamota, cassis e menta. À medida em que se desenvolve, evolui para um drydown de esplêndido bouquet floral, com rosas, jasmins, lírios e cravos.
A nota de fundo é balsâmica, o grande segredo e a verdadeira alma desse perfume. O tal bálsamo sedutor é composto de uma intrincada e exótica alquimia: mirra africana, âmbar, civeta e baunilha, além de patchouli de Singapura e carvalho. Se tudo isso lhe pareceu sedutor, corra, pois em rápida pesquisa praticamente não o encontrei em lojas nacionais de perfumes na internet.


Sedutora sempre, invasiva nunca. Engana-se aquele que pensa faltar leveza ao perfume. Talvez pela saída cítrica e com a menta bem marcada, Roma consegue ser rico, soberbo sem cair no exagero. Segundo Laura Biagiotti, esse bálsamo procura recuperar ao máximo as misturas perfumadas usadas pelas mulheres da Roma antiga. E, ao que parece, o objetivo foi atingido com sucesso, pois Roma, assim como a cidade que lhe empresta o nome, é excitante, opulento, sedutor, sofisticado e acima de tudo, eterno.

Contribuição  de Aline Giselle

Família Olfativa: Oriental, 1988
Frasco: Peter Schmidt
Gênero: Feminino

Rastro: Moderado
Fixação: Ótima
Pirâmide Olfativa:
• Topo: cassis, bergamota, grapefruit, menta e jacinto;
• Coração: cravo, jasmim, lírio e rosas
• Base: âmbar, patchouli, sândalo, almíscar, civeta, baunilha, carvalho e mirra.

Assista a este último vídeo, entregue-se aos encantos de Roma e viaje você também!


terça-feira, junho 01, 2010

L'Instant Guerlain eau de parfum - Guerlain


Prolongado e intrigante o instante floral Guerlain é um desafio para os sentidos, conceito vivenciado pelo enlace sensual dos corpos de Sergio Muniz modelo espanhol e da belga Ingrid Parewijck.
Contudo, as notas que desfilam em variações caleidoscópicas, refletindo tons e cenários diferentes em cada movimento, nos falam de uma fragrância refinada e elegante que extrapola a intimidade de um momento a dois.
Bouquet inebriante, de jardins floridos ao cair da noite de verão, quando flores exalam intensamente seus preciosos aromas entontecendo pássaros e pequeninos polinizadores.

O princípio cítrico e fresco está encerrado no acorde que envolve vibrantes tangerinas e bergamotas, enquanto suavidade fresca, leve e frutada é justificado pela presença de flor e frutos de sabugueiro, segundo a literatura acentos que evocam melão e violeta.
Magnólia esplendorosa é a primeira e exuberante impressão floral, seguida do agridoce de jasmim, que não aparece solitário, e sim acompanhado pelo séquito de flores brancas,tenras e doces.
Sob esta densa camada de pétalas se esconde melífluo cremoso e sensual, proveniente não só do néctar natural, representado pelo miel de agrumes - de flores de laranjeira e outros cítricos da Espanha e região da Córsega- pois existe um leve aceno de cistus, sublinhando o acento dulcíssimo e afiado, diluído em apetitosa acidez cítrica.

Ao fundo baunilha e almíscar oferecem suporte à intensidade picante, exótica e singular, presença constante na travessia de todos acordes, permanecendo até o final, ocasionalmente lembrando vivaz aroma dos cravos e narcisos.
L'Instant parece uma elaborada composição musical, que deixa fluir oscilações em torno de um tema central, encerrando muitos mistérios responsáveis pela vitalidade por incontáveis horas.
Quando diminui a exuberância floral sentimos resinoso, adstringente, abaunilhado e agreste o odor de benjoim, junto a nota de âmbar enriquecendo o conjunto de combinações aromáticas e complexas, resultando na exclusiva fragrância oriental floral.
Segundo a maison, este, realmente uma grande criação da linhagem Guerlain, modela e moderniza os célebres acentos Guerlinade - "Ce parfum, dans la lignée des grands Guerlain, revisite la célébrissime Guerlinade".

Possuindo inata e marcante sofisticação, apesar de centrado em flores alvas e róseas, recebe através das resinas, especiarias e aldeídos garantia de espírito incisivo, cristalino e requintado.
L'Instant, na original evolução onde o drydown avança para os acordes de topo, empurrando notas de superfície para baixo, é uma pequena jóia da coleção Guerlain revelando especial talento para a categoria de perfumes "ame ou odeie".

Família Olfativa: Oriental Floral, 2003 ( releitura em 2005)
Gênero: Feminino
Perfumista: Maurice Roucel
Rastro: Intenso
Fixação: Excelente
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Tangerina, Bergamota
  • Coração - Magnólia chinesa, jasmim sambac, ylang-ylang, flor de sabugueiro
  • Base - Mel, âmbar, almíscar, benjoim, baunilha
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Arte Irmã - Perfumando um momento musical...

VÍDEO: Momentum - Aimee Man - do filme Magnólia


Imagens: Frascos - Publicidade Guerlain; Magnolia chinesa de fineart america;