Pin It button on image hover

terça-feira, maio 04, 2010

Rose The One - Dolce Gabbana


Não é inédito, mas encanta.
Longe de ser um flanker mimético do original The One, Rose adquire graça e leveza no bouquet róseo e frutado que cintila em acordes leves e modernos.
Quem procura impressionante originalidade encontrará desaponto, portanto é mais interessante buscar as diferenças sutis que conferem personalidade elegante e feminina.
Rose The One foi comparado por afficcionados à inúmeras fragrâncias, e algumas muito diferentes umas das outras.Como é possível?
Após experimentar dezenas de aromas centrados em flores se torna difícil a raridade, aquela nota que não contém afinidade com nenhuma outra, logo originalidade pode ser uma questão de perspectiva ou ocasião.
A medida que fui me inteirando das possíveis similaridades fiquei surpresa.
Existe algo do esfuziante Baby Doll, do dulcíssimo e cremoso Ambre Rosè, do moderno Parisienne ou do róseo Bvlgari Rose Absolute?

Provavelmente encerra um pouquinho de cada um, assim como existem milhares de rosas brancas, amarelas, vermelhas, grandes e pequenas, cada qual cheirando a rosa e todas singulares nas peculiaridades das diferentes espécies.
Vibrantes frutinhas vermelhas marcam o início, posteriormente diluidas em acidez cítrica clara, límpida, transparente e generosa, que não esconde um resíduo incensado e persistente bem ao fundo.
Repentinamente nos damos conta que cítricos e frutas abrandaram e as madeiras leves e enfumaçadas da base brotaram em flores doces, picantes, glamurosas, pinceladas por tênue agridoce e suave tinir metálico.
Aparentemente frio, o acento inicial cede à especiaria cálida e cremosa, que nos faz lembrar do irmão mais velho The One.
Flores nos conquistam no confortável e colorido bouquet que destaca esta bela e temperada rosa, mergulhando lentamente na baunilha delicada, ladeada de forma muito sedutora por âmbar e almíscar, mesmo quando a nota de líchia traz fugazes lembranças do começo frutal e intempestivo.
Próximo ao drydown a exuberante saliência do início desvanece em acorde equilibrado quando fragrância se recolhe calma e recatada entre as sedas e rendas da doce intimidade feminina.

Se Rose The One não brilha pela originalidade, atrai pela qualidade da construção ao redor do tema floral, pelo antagonisno entre o frutal cítrico e incisivo do início e a base cremosa, láctea e amendoada.
Mais uma bela opção floral apresentada na envolvente e sensual publicidade,revestida do rosa champanhe que é característica do frasco, exaltando as formas voluptuosas da louríssima Scarlett Johansson.
Comentários em revistas on line apontam similaridades com Ghost Cherish de Ghost

Família Olfativa: Floral, 2009
Gênero: Feminino
Perfumista:
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Grapefruit rosa, groselha negra, tangerina, laranja
  • Coração - Rosa, líchia, peônia, lírio Madonna, lírio-do-vale
  • Base - Almíscar, baunilha, sementes de ambrette, madeira de sândalo

Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Vídeo: Pete Yorn e Scarlett Johansson - Relator



Imagens: Banners publicitários de Rose The One by D&G com Scarlett Johanssen

10 comentários:

  1. Oi Beth!Fiquei curiosa com esse perfume,hum, que vontade experimentar!Acho que vou gostar dele.Amo florais , mais orientais que frutais. Gosto de perfume doce mas não gourmand.
    Eu queria que me falasse um pouco do Dolce & Gabbana feminino tradicional aquele da caixa vermelha.Mil beijocas!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Yalla. Rose The One é um perfume fácilde gostar. Sem ser polêmico com notas inéditas ou exóticvas é muito bem feito. Equlibibrado, elegante. A forma de errar com Rose é esperar alguma coisa inédita . ainda não sentida. É um perfume bem comercial, versátil adaptável aos ambientes. Aquele curinga para se ter a mão.
    Em compensação o Dolce& Gabbana tradiocional é um "ame ou odeie". Já tentei duas vezes usar e não consigo. Questão de desgosto pesssoal. A saída é maravilhosa. Encantei-me nas duas vezes que provei, mas um acorde da evolução ( que envolve a baunilha provavelmente ) traz aquele aroma forte de sabonete. Um exagero... depois de uns 30 minutos não consigo afinar com esta fragrância.
    Vamos esperar que uma das plumas colaboradoras resolva descrever com outra opinião. Não é perfume para mim. Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Olá Elisabeth! Esse perfume foi decepção total pra mim! Ele tem a pior fixação que já vi em um perfume!!! Sem falar que na minha opinião não tem cheiro de nada. O The One é melhor com certeza, e na hora de levar escolhi o Rose pois havia ficado curiosa! Ô arrependimento viu! Uma pena, pois por seu um Dolce esperava bem mais.

    ResponderExcluir
  4. Oi Helen. Que pena flor! Mas acontece eventualmente para os aficcionados que como nós gostam de arriscar "no escuro".
    Particularmente considero contraproducente lançamentos como variações do original( flankers), mesmo sabendo que na maior parte do tempo são muito diferentes do primogênito bem sucedido. Automaticamente comparamos e vem a decepção.
    Rose é mais suave, delicado e fixou bem na minha pele. Não é possível comparar com The One que é mais doce, pesado, deixa mais rastro...enfim tudo "mais".
    Provavelmente a proposta era agradar quem não gosta de fragrãncias impressivas, mas gosta do estilo The One.
    É o que acontece com Madly, fragrância Kenzo sem dúvida, porém extremamente comedido e delicado. Beijocas de Elisabeth.

    ResponderExcluir
  5. Mas é mesmo...esse é o risco de se comprar no escuro. Mas mesmo tendo tido essa decepção ainda continuo comprando por opiniões rsrsrs. Mas descobri que gosto de fragrâncias marcantes e que deixam bastante rastro, o que não é, definitivamente, o caso do Rose The One. Queria saber se é o caso do Black Orchid também? Por incrível que pareça os perfumes que têm "marketing" demais são as minhas maiores decepções! Porque além de não serem "exclusivos", geralmente têm um preço mais elevado e fragrância bastante comercial e comum. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Flor, marketing é uma faca de dois gumes e afiada. Assim como provoca o enlevo pelo produto é causa da decepção. Criamos expectativas pois nossa imaginaççao é mais rica que as imagens publicitárias.desenvolvemos conceitos enriquecidos sobre as idéias que a publicidade passa. Decepção é consequência da expectativa alta.
    Acontece comigo também.
    Descobri que sou muito eclética. Algumas vezes meu espírito pede um "arrasa quarteirão" e noutras um "aroma conforto".Assim gosto de muuuitos!$$$$!ôô
    Rose the One não é para você, porém Black Orchid tem rastro potente e composição rica. Arrisco uma recomendação.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  7. Elisabeth, que satisfação estar aqui nesse blog, muito bom mesmo. Quero dar um perfume pra namorada, mas estou em dúvida entre o Rose The One e o Armani Mania.

    -Qual a diferença entre os dois
    -Qual é mais versátil
    -Qual faixa etária para uso desses perfumes
    -Qual o mais elegante
    -Qual o mais agradavel de sentir
    -Qual o menos enjoativo
    -Qual o seu preferido

    ResponderExcluir
  8. Oi Everton. O prazer é meu em receber os apreciadores da boa perfumaria! Sinta-se em casa.
    Então... Armani Mania apresenta bouquet frutado amadeirado e ambarado com baunilha cremosa e muito elegante. The One segue a mesma linha olfativa com notas similares, porém no bouquet predomina o acorde de rosa e peônia (primas olfativas). Fundo amadeirado leve...
    Apesar disto (adoro aroma de rosas) o Armani tem um diferencial que o torna mais convidativo. Depende da preferência pessoal, porém hoje eu escolheria Armani Mania. Para mim e com certeza para minha filha, pois os dois são apropriados para jovens mulheres. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  9. Elisabeth preciso te perguntar: qual perfume que você conhece que tem mais Rosa na composição?? Eu tenho o Yardley rose não gostei, tive Dolce Gabana in rose bom mas ainda não é ele, já tive o Bvlgari rose também não é ele. Flowerbomb e genéricos nem pensar. Busco um que tenha um cheiro de rosas cor de rosa, meio amarguinho no fundo, que não tenha nem mel, nem baunilha, você tem alguma sugestão?? Obrigada mil vezes.

    ResponderExcluir
  10. Oi Drika. Usei um que é doce, mas sem exageros e tem muito o aroma de rosas - Eau des 4 reines de L'occitane. Também gostei de Elisabethan Rose de Penhaligons. Les Parfums de Rosine tem muitos com rosas em várias combinações.E a perfumaria niche costuma ser mais fiel ao aroma nas fragrãncias que tem rosa como carro chefe. Dentre os mais populares tem o Yves Rocher - Pur Desir de Rose e Tea Rose perfume oil de The Body Shop. Este não conheço, mas tenho um oil de Body Shop de maracujá que é super bom. Beijocas

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!