Pin It button on image hover

sábado, abril 17, 2010

Heure Intime - Vigny Perfumes

Boas "estórias" são adoráveis e grandes perfumarias são fontes inesgotáveis da matéria-prima de cativantes relatos nos conceitos que fundamentam suas criações.
Se voltarmos o olhar para Vigny, que nasceu em 1918, veremos uma perfumaria criativa cujo nome homenageou o poeta françês Albert de Vigny.
Associada com Dana e Molineux, idealizada por Lucien Vogel e seu irmão Jacques iniciou no 416,rue Saint Honore, Paris.
Perfumaria inovadora, seus perfumes eram originais na apresentação e nos conceitos polêmicos.

Ativos no mercado, o apogeu nos anos 20 levou as fragrâncias à Paris International Exposition of Modern Decorative and Industrial Arts exibindo frascos decorados com borboletas e pássaros.
As originais garrafinhas, hoje procuradas pelos colecionadores, eram fabricadas em cristal Baccarat ou Lalique, apresentadas em lindas publicidades idealizadas por Charles Martin.

HEURE INTIME

Heure Intime, lançado em 1933/1934, fez sucesso no Brasil, seduzindo mulheres de vários grupos sociais.
Algum tempo atrás um colega da área de saúde, alguns anos mais velho, comentou ter sentido recentemente a fragrância de um perfume que na década de 70 era comumente usado pelas prostitutas de luxo.
Tentei inutilmente descobrir qual seria e até arrisquei, me perdoem se firo sensibilidades, Chanel nº 5, considerado um dos perfumes mais sensuais da perfumaria, campeão de vendas. Sugeri Musck de Coty, Tabu by Dana...Não eram.
Depois de inúmeras tentativas para descobrir qual seria desisti temporariamente até relembrar uma história da infância, época em que a arte de escutar escondido as conversas dos mais velhos era uma atividade rotineira para uma pequenina curiosa.
Lembro-me das reuniões de primas, sábado a tarde, jovens senhoras em volta da bandeja de café, aos cochichos e risadas quando falavam de um misterioso perfume.
O que pude perceber era que todas tinham imensa curiosidade e tencionavam comprar ou conhecer.
Semanas após, ou meses - naquela época importados eram raridade por aqui - apareceu em casa uma pequena caixa transparente, dentro de uma embalagem em veludo vermelho, cordão de seda torcido.
A caixinha continha um minúsculo vidrinho de líquido ambar com um maravilhoso aroma de flores.

Era o cobiçado perfume.
Anos mais tarde, perguntei à minha mãe qual era o mistério que envolvia Heure Intime.
Confidenciou-me que fora um modismo, uma "coqueluche" desejada pelas mulheres pois o tal perfume ganhara fama de afrodisíaco que enlouquecia a imaginação e libido masculina.
Todas o queriam, ingenuamente crédulas nos poderes fantásticos; porém morando numa cidade extremamente conservadora e provinciana relutavam em procurar abertamente, pois era a"marca das cortesãs" modernas.
Imagino que o mercado negro da época ( contrabando via Porto de Paranaguá ) fervilhava com encomendas do pequeno frasquinho.
Sumiu, sufocado pelas novidades, pela fartura de ofertas, pelo desvendar de véus...Descontinuado permanece na memória de muitos revivando lembranças através do perfume Hora Íntima, comercializado pela empresa paranaense Julie Burk, desde 1986.
Ambos florais, aldeídicos e elegantes, reconheço alguma semelhança apesar da avaliação baseada em recordação olfativa diluída por décadas.
Na percepção de mulher adulta, reconstituindo fragmentos da memória infantil, Heure Íntime me parece um bouquet de flores doces, elegante, sofisticado, chic!

Hora Íntima
, o nacional, exala uma fragrância com as mesmas características de floral aldeídico, intenso e com boa fixação, provocando sensação de deja vu, de familiaridade.
Penso que é provável termos encontrado uma edição aromática ao estilo de Heure Íntime de Vigny.


LE GOLLIWOGG

Contudo, Vigny tem mais para contar.
Outra fragrância famosa, que nunca vi nas lojas nacionais, é Le Golliwogg introduzido nos Estados Unidos em 1925.
O termo golliwogg tem muitas conotações e envolve nebulosamente o preconceito racial contra a população negra das Américas ou Europa.
É usado para designar artefatos bélicos, cigarros, grupo de rock americano, dança folclórica, biscoito de chocolate australiano, raça de touros e perfume.
Inclusive se tornou símbolo de Agbetha Fälskog( Abba).
O frasco de Le Golliwogg by Vigny é encimado por tampa que simula um bonequinho afro com farta cabeleira, semelhante as figuras "blackface" dos shows musicais Minstrelsy e ao personagem das histórias infantis de Florence Kate Upton.

Golliwogg era um gnomo preto que vivia suas aventuras ao lado de duas bonequinhas holandesas.
Criado para ser mau, abrandou esta característica com a crescente popularidade alcançada.
Explorado de várias formas, era sucesso garantido estampando produtos como brinquedos, serviços de porcelana, papelaria e acessórios.

O vocábulo se tornou pejorativo na Inglaterra, usado para designar pessoas de outros grupos étnicos( asiáticos e africanos), atualmente suscitando controvérsias em incidentes envolvendo personalidades famosas - Naomi Campbell - e grifes de vestuário.
Nos anos 20, o perfume Le Golliwogg foi um tributo à Josephine Baker ( A Pérola Negra) lendária dançarina e cantora de jazz, apontada como exemplo de africanismo.


A caixa que embalava os frascos de Le Golliwogg e Heure Intime foi desenhada pelos artistas gráficos Michel de Brunhoff e seu cunhado Lucien Vogel, editores da revista Vogue, desenvolvida sobre a temática de dancarinos negros de jazz.
Estes desenhistas ilustraram The Story of Barbar cujo personagem, elefante Barbar até hoje conquista crianças pelo mundo.Vigny entrelaçava suas fragrâncias com várias expressões da arte.

LE CHICK CHICK

Le Chick Chick ou Pintainho Pintainho simulava o corpo de um pintinho com a tampa desproporcional representando a cabeça.
Foi considerado o mais original dos frascos de Vigny.

GUILI GUILIInspirado na vida real de um mágido de Alexandria - Egito equilibrava o frasco sobre base de mogno na função de pé, enquanto a tampa, também em madeira representava uma máscara africana.

Perfumes Vigny
  • Musky, 1919
  • L'Infidel,1919
  • Ambre, 1919
  • Jamerose, 1919
  • Le Golliwogg, 1919
  • Douce Chose,1921
  • Fleur celeste, 1922
  • Palin Soleil,1922
  • Eloa,1922
  • F'ou Veint-il?, 1922
  • Le Narcisse de France, 1923
  • Lionette,1924
  • Be Lucky,1925
  • le Chick-Chick,1925
  • Le Bouquet de Vigny, 1927
  • Guili Guili, 1934
  • Heure Intime, 1934
  • Beau Catcher, 1942
  • Echo Troubant, 1951
  • Chambord,1952



Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

Imagens: Frascos e publicidades obtidos em Wikipedia, ebay, Bath Antiques Online, Aunt Judy's Atic e Duftwasserchen.

VÍDEO I :Josephine Baker's Banana Dance


VÍDEO II: Josèphine Baker - La Petit Tonkinoise - 1953


Veja também:  JOSEPHINE BACKER -OLYMPIA M 1968 - HELLO DOLLY

26 comentários:

  1. Oi Betty! Nossa, como gostei desta resenha...mto interessante a Vigny de quem nunca tinha ouvido falar...e mto gracinha essa história do antigo HI...rsrs. Aproveito pra contar q meu Nilang chegou perfeitamente e nem demorou tanto.O perfume é delicioso e elegante! Só n contei antes pq n tenho conseguido postar aqui. Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu. As histórias Vigny são interessantíssimas. Fico imaginando como eram estas pessoas tão criativas do século passado criando estes frascos e "fazendo arte" em pleno 1920.
    Revolucionários!
    É incrível como perfumaria se entrelaça com arte e história do comportamento humano.
    Que bom que você gostou do Nilang! Beijocas.
    PS : tenho encontrado tantos sites e blogs sob ataques de vírus... Se perceber alguma anormalidade n meu por gentileza me avise.

    ResponderExcluir
  3. Betty querida,que bacana a sua história de ouvir as conversas das comadres e amigas nos tempos passados, coisa de criança curiosa mesmo rsrs eu fazia isso também mas era medroso rs
    Heure Intime eu via na prateleira do guarda-roupa de uma tia (intocável) e sentia quando ela usava, desde sempre e também chegava via black market ou pelas mãos de alguém que ia a Manaus ou pra gringa.
    Minha mãe também usou-o durante um tempo, acabei de perguntar a ela, mas eu não me lembro disso não, só de minha tia.
    Pelo pouco que lembro era floral (acho que do tipo N°5) e era chic sim!! beijocas

    ResponderExcluir
  4. Serginho, então a febre do Heure Intime atingiu o país de Norte a Sul!
    Era um perfume muito bom e pelo que me lembro tinha uns ares aldeídico de Chanel 5, porém mais agudo.
    Se estivesse em fabricação com certeza eu ficaria tentada a comprar.
    E quando pequena, curiosa era meu nome do meio...kkk. Beijocas de boa semana.

    ResponderExcluir
  5. Estava a procura de informações sobre esse perfume pq mamãe o usava em ocasiões mais que especiais. Ela tinha um frasquinho de bolsa chiquérrimo. Lembro-me que papai deu-lhe o perfume de presente em alguns aniversários, comprava-os na rua augusta em são paulo.O aroma era refinado uma delicia e inatingível para mim, mamãe é muito exigente para perfumes até hoje.Telma.

    ResponderExcluir
  6. Oi Telma. Era chiquérrimo sim! Não entendo como deixaram de fabricar um perfume tão bom... Preciso avaliar novamente o Hora Íntima nacional. Achei o aroma familia, mas era tão pequena quando senti Heure Intime...
    Acredito que a Vigny teve problemas administrativos, pois a proposta inovadora, polêmica, e a qualidade nos aromas indicavam sucesso. Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Oi Beth.Ainda hoje postei um pedido de perfume parecido c/ o HI p/ a Rosária e ela me disse que c/ certeza vc saberia:daí eu chegar aqui.Tenho 3 vidrinhos de HI mas diferente do postado aqui, é aerosol e vinha numa capinha de chamalote.Já tive deste aí, mas sempre gostei do outro.Vou procurar pelo nacional.Grata pelos esclarecimentos tão maravilhoso...

    ResponderExcluir
  8. GOSTARIA MUITO DE SABER ONDE ENCONTRAR O PERFUME HI USEI MUITO FOI O MELHOR TEMPO DA MINHA VIDA SE TEM INFORMAÇÃO SOBRE ESTE PERFUME ME AVISE OBRIGADA JULIETA

    ResponderExcluir
  9. Oi julieta.
    Flor, o que tem o mesmo nome, nacional, se você digitar na pesquisa Google certamente enconttrará sites que Meses atrás tentei achar e nada... Só alguns frascos vintage, usados, que pareciam estar em processo de rancidez.

    Mas não custa nada vc tentar nas caixas de entradas para as lojas virtuais com as quais o Blog tem filiação. Clique nos banners ao lado ou entra na resenhadas dicas pela caixinha BIGHOUSE DÀ A DICA DA BOA COMPRA. Está a direita desta página.
    A probabilidade maior é no amazon.com que é um site de busca com várias lojas associadas. Espero que você encontre.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de saber aonde compro o perfume TALISMAN que eu amo de paixão;

    ResponderExcluir
  11. Oi Susi. Costumo procurar os meus perfumes nas lojas listadas no lado esquerdo da página. No alto à esquerda, clicando sobre a caixinha de presente vc entra numa resenha que explica com detalhes o que cada loja oferece e dá as dicas para comprar com segurança em sites internacionais.Com certeza você encontrará Talisman em alguma das lojas. Sugiro que comece pela Strawberry, Fragrancenet e Amazon. Beijocas de Elisabeth.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Elizabeth! Tudo bem?
    Meu nome é Claudia e descobri seu blog há poucos dias, quando pesquisava sobre essências para comprar um novo perfume. Eis o problema: qual perfume?! Há pelo menos 25 anos tento encontrar uma essência que não me agrida os sentidos (ou dos outros, rs), e principalmente que eu sinta agradável e familiar. Difícil, né? Já gastei muito dinheiro com fragrâncias caras e baratas e o resultado é que joguei um monte fora e outras, dei de presente à pessoas cujo perfume caiu como uma segunda pele. Aí, é isso que eu procuro: uma segunda pele! Já ganhei algumas amostras de perfumes, mas aqui no Brasil, não é comum amostras grátis, e isto dificulta ainda mais a minha procura...você sabe como eu posso adquirir algumas para ir experimentando até encontrar um pra chamar de "meu cheirinho"???
    Te agradeço a atenção e aproveito pra dizer que este blog é muito legal. Informa e diverte.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Claudia.
    Existem estas essências delicadas que você procura. Elegantes e discretas, mas envolventes.
    Também de famílias olfativas diferentes. Para mim são as fragrâncias confortáveis.
    As primeiras que vieram a memória foram:
    - Inside Trussardi, Burberry tradicional, Bois de Paradis,Eau Thé Rouge, Ormonde Jayne Woman ( mais denso e sofisticado),Elizabethan Rose, Night Scented Jasmine, Pour Une femme du Caron,Iris de L'occitane...
    Depois fui identificando as características em:
    - 31 Rue Cambon, 5,40PM in Madagascar,Amoureuse,Emporio Armani She,Baghari,Blue Bell(o início é forte),Broadway Night, Chloè edp,Escale a Portofino (extremamente cítrico no início, Ellie Parfum,Femme Sahlini(ambarado), Il Baccio ( frutal/floral), Hypnose Senses,Incanto,
    Daisy,Maroussia (floral diferente),Ivoire( chypre fresco), Un Jardin in Mediterranée,Un Air D'Habanita,Truly Pink (floral delicado de rosas)...
    E paro por aqui pois acabo confundindo com muitas sugestões.
    Porém todos no blog. Vc terá o trabalho de ler as resenhas e ver com que se identifica. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  14. Oi, gostaria de saber se ainda existe o perfume hora intima original? E onde encontrar? E, se o nacional, a nova versão é fiel a antiga?
    obrigada

    ResponderExcluir
  15. Oi Nádia. Infelizmente o Hora Íntima francês não é mais fabricado.Uma pessoa me disse que este nacional é inspirado,fui a loja experimentar para conferir e reavivar a memória. O aroma é familiar, mas não tenho certeza, pois minha lembrança do original é um pouco nebulosa. Eu era bem pequena quando conheci.Concorridíssimo e muito bom, disto lembro bem. Creio que ambos tem o mesmo estilo.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  16. _ Que delícia saber um pouco mais sobre esse perfume que fez parte de minha vida em um de meus melhores momentos (uma vida à parte)...Só estou surpresa com a novidade sobre as datas, pois até l974, 1975, eu ainda comprava o original numa loja que havia na Pça. João Mendes-Capital- SP. E, me lembro que além dessa loja, cujo nome me fugiu, o Heure Íntime era encontrado com certa facilidade ali pelo Centro da Cidade. Fiquei triste por saber que não terei mais o prazer de sentir aquele perfume que inebriou minha vida e perfumou meus sonhos por tanto tempo.

    ResponderExcluir
  17. Oi Graça. Acredito que em São Paulo ainda seja possível encontrar algum frasco vintage, usado... quem sabe por milagre num fundo de balcão empoeirado exista um frasco intacto, não aberto, porém eu não saberia onde procurar.beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  18. Hoje, 02 de setembro de 2012, tentei encontrar alguns perfumes que marcaram diversas fases da minha vida. Fui´procurar em uma caixinha de vidrinhos antigos e, para minha surpresa, encontrei o vidro do perfume HEURE INTIME, versão spray. Que legal ler a sua história! Pena que não dá para comprar o mesmo e reviver doces momentos em que meu pai me trazia tão delicioso perfume! Cristina

    ResponderExcluir
  19. Oi Cristina. Que tesouro! Plo menos você conservou um frasquinho. Mesmo vazio ainda deve exalar um pouquinho do aroma. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  20. oi adorei a historia.Gsnhei o Hora Intima de presente nos 15 anos de meu trio.Não guardei o frasco mas a caixinha branca ta guardado.Pena saber que não é mais fabricado.Angela

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    A minha mãe usava tanto a versão concentrada deste perfume, pena não ter guardado um frasquinho, era o perfume da minha infância. Só ficou a memória. Mas ontem estava passando numa loja e experimentei um perfume até simples numa bolsinha chamado Gold-issime, Ulrich de Varens. Eu me lembrei demais do Heure Intime depois de um minuto na pele, embora para mim parecesse mais suave e mais floral. Será que existe mesmo uma semelhança ou é só porque o perfume lembra algo antigo. Não sei, mas como gostaria de saber. Se eu tivesse pelo menos um frasco com um cheirinho ainda. Se você tiver, dá uma olhada e conta para a gente. Fiquei pensando sobre isso, acho que vou adotar o Gold-issime só por me lembrar de alguma coisa que eu nem sei qual é, mas alguma coisa boa.

    ResponderExcluir
  22. Oiii.Veja só...é possível. Não tenho nenhum frasquinho. Tão bonitinho na caixinha e na embalagem de veludo. perdeu-se em mudança de endereço. Se eu tivesse um... mas darei mais uma olhada no Gold-íssime. Ulrich de Varens tem muitas fragrâncias inspiradas,lamentavelmente minha lembrança de heure Íntime é mais da sensação do que do aroma. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  23. Olha só eu tenho 2 vidrinhos. Um na versão garrafinha e outro na versão spray, quase não dá mais para ver o aroma, mas vou tentar compara-lo com Gold-issime, Ulrich de Varens. Depois dou um retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que interessante! Não lembro muito do Gols-issime, porém creio que tenho uma amostrinha...se ainda não evaporou. Procurarei. Talvez desperte memórias. E por favor venha contar sua impressão. Beijocas de Elisabeth

      Excluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!