Pin It button on image hover

sexta-feira, abril 16, 2010

Ambre de Cabochard eau de toilette - Parfums Grès

Um equívoco da perfumaria, não a fragrância, mas o nome!
Poderia ser simplesmente Ambre, ou Douce Ambre que a fidelidade à volatização seria visivelmente estabelecida.
Descrições retratam este confortável aroma como a interpretação moderna de Cabochard, em equivocada expectativa e necessidade de repaginação do que é inegavelmente um clássico cativante e atemporal.
Ambre de Cabochard é uma lufada inicial de ar fresco doce, nos embalando com acentos licorosos, especiados subitamente envolvidos pela nuvem polvorosa e sedosa do âmbar.
Decepcionante para quem espera um revival impactante, sensual e amadeirado do tradicionalíssimo Cabochard.

Espia curioso através do acorde luminoso e picante de gengibre, canela e cardamomo, notas mergulhadas em frutinhas doces e ácidas, impelindo nossa imaginação para um oriente profundo, cálido, indolente, onde cântaros contém o mais fino mel e licores se escondem em preciosas e coloridas garrafas de cristal, adornadas por ricos filigranas.O início doce do bouquet em favas de baunilha, intensifica ao mesmo tempo que arestas são lapidadas, a exótica tuberosa contida pelo verde patchuli e sucessivas camadas de âmbar.
Suave e dourado ambarino assoma repentinamente, como as tempestades de areia de Riad, diluindo contorno e cheiros, obscurecendo o odor floral, sufocando especiarias resinas e madeiras.
Ambrè alcança uma nebulosidade bege, ambarada e almíscarada, que adere ao corpo como uma segunda pele, proporcionando o reconfortante aroma de toucador, de maquiagem e talcos finos.

Não envolve em couro tabaco e madeiras impressivas, sua doçura advinda dos tons claros , da suavidade ondulante das areias do deserto, carregando essência de frutas, flores e mel.
Apesar desta viagem deliciosa, o romantismo e brilho impregnado na volatização são empanados pela rapidez com que os acordes se movimentam, na facilidade com que a fragrância se desvanece no ar.
Em poucas horas, Ambré de Cabochar mergulha através dos poros, ou flui etéreo e leve em busca do azul, se tornando pouco perceptível.
Para sentirmos traços de tuberosa, da deliciosa groselha e frescos mirtilos, necessitamos aguçar o olfato e superar a barreira de pó-de-arroz.
Se traços do início lembram acordes de Angel by Thierry Mugler, a evolução nos conduz próximo da poeirenta delicadeza de L.A.M.B. by Gwen Stephani .

Família Olfativa: Oriental, 2007
Gênero: Feminino
Perfumista: Jean Claude Delville, Jean-Pierre Bethouart
Rastro: Moderado
Fixação: Boa
Pirâmide Olfativa
:
  • Topo - Gengibre, cardamomo,canela, tangerina, groselha, mirtilo
  • Coração - Tuberosa, lírio-do-vale, ciclame
  • Base - almíscar, patchuli,âmbar, fava tonka, baunilha, notas amadeiradas
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse  

Arte Irmã:Seria o rastro perfumado de uma música...

Vídeo: One Sweet Love - Sara Bareilles


Imagens: Ambre de Cabochard frasco; Riad Ahira-Medina/Marrakesh; tempestade de areia em Riad-ArabiaSaudita em 10/03/2009

2 comentários:

  1. Beth querida, fiquei emocionada! Esse perfume traz uma linda recordação já q minha mamis era uma apaixonada por ele! Fecho os olhos e lembro dela! Adorei a descrição! Adorei mais ainda a sensação de voltar no tempo e sentir um aroma q me lembra aconchego!
    Mtas bjks

    ResponderExcluir
  2. Oi Anna .
    É incrível a carga emocional que acompanha o perfume das nossas mães. Parece que sentindo voltamos à infância.
    Flor, perfume de mãe é mesmo inesquecível. Beijocas

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!