Pin It button on image hover

terça-feira, janeiro 12, 2010

Chanel Nº 5 Eau Premiere - Chanel

Descrever o flanker de um clássico com a magnitude de Chanel N°5  é  ensaio difícil...
Existem expectativas de que inovações sejam surpreendentes, porém conservem a majestade original, à revelia de qualquer modificação feita.
Se cabe ao perfumista a maestria na ardilosa e ingrata tarefa, relatar o resultado tem lá seus melindres também.
Naturalmente, como previsto, a essência é de Chanel 5.
Lá estão as belas flores, numa cascata, cuidadosamente embrulhadas em camadas de macio e luminoso cetim de seda e belo tom perolado.

O N° 5 é uma linda joia, um adorno em forma de bouquet, elegante, requintado, delicado e feminino. Imutável, atravessará os tempos como ouro e gemas preciosas preservadas na beleza inegável de um broche vintage.
Sua versão eau é mais leve, acondicionada em tecido finíssimo que permite apreciar os contornos, provocando uma onda de aconchego que o fulgor direto e gélido das pedras preciosas não conseguiria transmitir.
Sensualidade feminina acentuada na doçura floral láctea das flores brancas, envolvidas em cremosa e rara baunilha, com pitadas de especiarias, talvez noz-moscada.

Assim poderia ser o clássico elegante, sofisticado e feminino Chanel 5, se inicialmente fosse revestido de notas cremosas e cálida suavidade.
Porém calor e aconchego não era o propósito de Ernest Beaux criador da primeira fragrância. Ao contrário, parte da pirâmide olfativa nasceu do seu fascínio pelo aroma das águas geladas do Ártico.
Em Eau Premiere aldeídos, baunilha e almíscar embalam flores como ylang ylang, neroli e jasmim sublinhando em calorosa e macia densidade este lácteo acorde de abaunilhado coconut.
O início cítrico floral é deliciosamente cristalino imerso no reconhecível acento, tão segmentado em outras fragrâncias, nascidas à imagem e semelhança do Chanel primogênito.

Eau Premiere proporciona a percepção destes acordes através da bruma densa e morna que dilui linhas nítidas em ondulações voluptuosas e delicadas.
Vários perfumes relembraram o incrível e mítico floral aldeídico.
Assim o fez Tamango by Leonard, também Sicily by Dolce & Gabbana e Cheap and Chic by Moschino.


Cada um se afastando da matriz, que lhes fizera escola, na adição de variáveis a potencializar proximidade com a calorosa receptividade da pele feminina.
O mesmo acontece em Chanel Nº 5 EauPremiere.
O ícone foi humanizado em notas maleáveis e calorosas.
Adensa no drydown, contudo não adquire pungência agreste de raízes e folhas, nem enfumaçado de resinas frescas ou incensadas.
Se madeiras alicerçam a base estão suavemente dispostas e devidamente maquiadas pelas pesadas camadas de almíscar, âmbar cinza e baunilha Bourbon.
Conserva a mesma elegância mas não a longevidade do seu antecessor.



Família Olfativa: Floral aldeídico, 2007
Gênero: Feminino
Perfumista: Jacques Polge
Rastro: Moderado
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa
:
  • Topo - ylang ylang, aldeídos, neroli
  • Coração - jasmim, rosa
  • Base - Vetiver, baunilha Bourbon

Arte Irmã...palavras e música

Perfume
Por mim eu sei que há confidências ternas,
um poema saudoso, angustiado,
se uma rosa de há muito emurchecida,
rola acaso de um livro abandonado.
O espírito talvez dos tempos idos
desperta ali como invisível nume...
E o poeta murmura suspirando:
"Bem me lembro...era este o seu perfume!"
. Antonio de Castro Alves

VÍDEO: Amelie Poulain - La Dispute - Yan Tiersen

 

Imagens:Scrapbook vintage/composições com frasco Chanel de Elisabeth Casagrande; Chanel N° 5 Eau Premiere por Dâmaris OBS - acervo pessoal.

13 comentários:

  1. Chanel Nº5 - Ame-o ou deixe-o!

    Há quem não o suporte. Entendo. É um perfume que impulsiona, desinibe, desnuda. Provoca quem usa e quem se aproxima. É preciso coragem para usá-lo e "compartilhar". Mesmo quando usado à beira dos sonhos e se está só.

    Eu ADORO! Assim como adoro Chanel Nº1, da mesma griffe e Ivoire, de Pierre Balmain. São fragrâncias que acendem meu melhor eu feminino e me fazem andar segura e sorrindo, de saia justa, com meias finas, sobre um salto Luiz XV.

    Confesso, Elisabeth, que esperava ansiosa por este momento de ver aqui a resenha deste perfume que tem o poder de estimular a minha melhor essência, aquela que me realiza como mulher.

    Tinha acabado de trocar a trilha sonora do meu blog, deixei-a tocando e foi sob o som de Anita O'Day, Ella Fitzgerald, Billie Holiday e Duke Ellinghton que entrei aqui e me deparei com seu post de hj. Que momento!!!

    Adoro a primeira metade do século XX. Mesmo com tanta guerra, foi um tempo de beleza e magia. É uma época que me fascina, na qual eu gostaria de ter vivido.

    Senti falta de uma alusão à propaganda do perfume, com uma lourinha (Vanessa Paradis) fazendo piruetas num balanço dentro de uma gaiola como se fosse um pássaro, sendo espreitada por um gato, tendo ao lado o vidro do Perfume, num castelo na França. Propaganda que ganhou o Clio Awards.

    Doces besos, Elisabeth,
    obrigada pelo instante raro!
    *sorrindo feliz*

    {Amar Yasmine}_DEXPEX

    ResponderExcluir
  2. Oi Yasmine.
    Minha querida você tem uma rara sensibilidade e o dom da palavra.
    Gosto muito de ler os seus comentários.
    São primorosos.
    Chanel n° 5 merece uma resenha ecxclusiva só para ele.
    Ontem inspirei-me com esta variação que é o L'Eau Premiere, mas voltarei ao assunto com direito as propagandas, histórico e tudo o mais.
    Adorei as suas dicas musicais!
    Hoje acordei com vontade de escrever sobre outros assuntos, menos perfumados. Quando puder dê uma espiadinha no meu blog recém nascido:Cotidiano Bighouse.
    Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. olá, tudo bem?
    adoro seus cheiros.
    um charme seu blog.
    da uma passadinha no meu
    vou ficar mais cheirosa ainda hehehe
    bjos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Rita. Já visitei e gostei de tudo que vi! Beijocas perfumadas. Elisabeth

    ResponderExcluir
  5. elisabeth, adorei seu carinho.
    Cotidiano Bighouse é encantador
    a gente vem para ca e não quer mais sair
    seus cheiros são marcantes e sedutores....
    e veio para ficar.
    descobrir você foi +++++
    beijos perfumados.

    ResponderExcluir
  6. Oi Rita. Você é sempre bem-vinda, aqui e no Cotidiano. Acho que estou viciando na função... beijocas

    ResponderExcluir
  7. nossa, mais um post perfeito que leio por aqui. é incrível como vc, além de explanar as caracterísitcas olfativas, consegue exprimir a alma do perfume, quase como uma vidente que descobre a personalidade de quem os usa.Procurei e li a sua resenha sobre J´adore, que é meu perfume favorito, e achei perfeita, me identifiquei muito.
    Gostaria de ver quem sabe um dia a sua opinião sobre Dior Addict no. 2 e J Lo, que são outros que estão entre os meus favoritos.
    Bjs
    Paty
    http://moradadevenus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Paty. Os perfumes falam conosco através do aroma e Chanel 5 é um lindo perfume. Não tem como errar.
    Pretendo resenhar o Addict e variantes. Falta apenas comparar o original com os flankers.
    JLO também está nos meus planos.Gosto da marca, reflete a personalidade e a boa perspectiva empresarial da própria JLO. Flor, Beijocas e obrigada pela presença. Elisabeth

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tenho lido suas resenhas e, apesar de eu ter bom nariz, não tenho sua capacidade descritiva e poética. Adorei. Vai aqui uma dica ou um pedido, sei lá: tente comentar sobre os saudosos de O Boticário. Havia obras-primas como exubérance e affinity que, simplesmente, foram extirpadas de nós. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá Cristiano. Não há como concretizar sua sugestão. Sâo perfumes de fabricação interrompida que não conheço.
    Entretanto os perfumes desta grife, de acordo com colecionadores e aficionados de perfumaria, parecem ser inspirados em perfumes internacionais. Assim é possível que o original importado tenha sido descrito aqui, ou venha a ser.Você provavelmente lerá a descrição daquele que originou o similar.Obrigada pela visita.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  11. Olá querida, eu adoro a Chanel e estou a procura de meu perfume. Mas fico receosa em relação ao uso de almíscar nos perfumes, é de origem animal?

    ResponderExcluir
  12. Oi Andrezza. Fique tranquila flor. Almíscar de origem animal é proibido e perfumarias de renome não arriscariam burlar a lei usando. Além do mais o custo seria proibitivo. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii!!! Que ótimo!! Estava com o coração na mão!! Brigada por me responder!! Beijos!!

      Excluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!