Pin It button on image hover

domingo, dezembro 27, 2009

L'Heure Bleue eau de parfum - Guerlain

É possível perder noção de tempo e espaço quando nos deixamos dominar pela magia do crepúsculo, de fugidio brilho diurno, luminoso e ensolarado, que dilui, enquanto o céu se veste de púrpuras, laranjas, e finalmente azuis.
Belos... os azuis mais belos da Natureza antecedem a sombria intensidade da noite.
A Terra pulsa nesta hora, em cadência surda, pontuada pelo estrilar de aves retardatárias e sussurros de ventos mudando a direção.
Tal encantamento seduziu Jacques Guerlain a ponto de inspirar uma bel
a composição ?
Não duvido!
L'Heure Bleue parece saído de uma novela romanesc
a tingida em gamas de azul que camuflam pinceladas coloridas e vibrantes. 
A experiência envolvente de sentir tal aroma na pele se deu numa noite quente e abafada de verão, quando temporal repentino nos privou de energia elétrica.
E assim, a luz de velas, desfrutei L'Heure Bleue, na breve n
egritude, no repouso após a tempestade, sem cores ou tumultos.

Complexo, rico em ondulações, como o céu multifacetado ao anoitecer.
A primeira sensação aromática, ainda alcoólica, veio doce, intensamente floral, rica o bouquet  de laranjeira e jasmim, temperado  pelo anis, somando generoso e picante cravo.
 
Muito rápido o ramalhete declinou intensidade e submeteu-se à ervas e resinas, quase puro látex, seiva a escorrer dos troncos.
Atenuando esta cremosidade semi emborrachada surge íris de brilho seco,
empoeirado acompanhada pelo canforado e pungente acento a conferir ares de poção antiga e medicinal, evocando sortilégios. Há neste momento a oscilação entre uma faceta metálica e fria e  cálido, quase salgado toque animalic,   geralmente companheiro de ládano, benjoim ou civeta.
Pareceu-me  o desvanecer do calor diurno, dominado pelo sereno fresco do anoitecer.

Acordes cuja instável multiplicidade mantém um traço de união na doçura picante dos cravos oriundos do topo e percorrendo grande parte da evolução.
Esta sucessão de flores exuberantes, como angélica e rosa, junto as resinas sublinham no amadurecimento
da fragrância toda sutileza da baunilha, heliotrópio (planta chocolate ou jasmim chocolate) e almíscar, a formar uma composição limpa e confortável, harmônico equilíbrio entre notas naturais e intensidade aldeídica.
Permanecem constantes o bouquet, resinas, almíscar
e madeiras doces entremeadas pela cremosidade de suavidade láctea, fresca e confortável. 
Rico, sedutor e mutante, é difícil resistir ao hipnótico chamado, aos devaneios preguiçosos do início da noite.
L'heure Bleue eau de parfum é um mosaico azulado, ora quieto e suave, ora vibrante e intenso.... crepúsculo aprisionado no belo frasco idealizado por Raymond Guerlain.



Família Olfativa:Oriental floral,1912
Gênero: Feminino ( compartilhável) 
Perfumista: Jacques Guerlain 
Frasco: Raymond Guerlain
Rastro: Intenso 
Fixação: Muito Boa 
Pirâmide Olfativa:
  • Topo -Anis estrelado, bergamota, estragão, sálvia
  • Coração - cravo da índia, flor de laranjeira, rosa, angélica
  • Base - Heliotrópio, íris, baunilha, almíscar
Vai ao Shopping? Confiras preços e marcas nas boas lojas que abrem suas portas em Perfume Bighouse 

.Arte Irmã... A música
Vídeo: Fly Me to The Moon- Diana krall



 Imagens: Montagem frasco L'Heure Bleue sobre Dont Look Bleu artwork de Angela Marie Barre por Elisabeth Casagrande; Blue Twilight de Inge Helene ; Publicidade vintage de L'Heure Bleu- 1993 e 1972, Publicidade Guerlain

8 comentários:

  1. Faz tempo que quero experimentar este perfume. Uma pessoa de muito bom gosto disse que ele é "tão parisiense" rs. Sou louca pra conhecer, o vidrinho é lindo e céus...ele é de 1912!

    ResponderExcluir
  2. Oi Sarah . Esta pessoa acerou em cheio. Ele é a essência do "perfume francês", assim como Chanel 5 e o descontinuado Heure Intime.Gostei muito.Beijocas. Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. eu tenho mas ainda não consegui entender este perfume. cheiro de incenso?

    ResponderExcluir
  4. Oi anônimo.
    Talvez o que vc sente como imcenso seja a mistura de raíz de íris com benjoim, um pouco de ládano. Íris tem mais de uma face. As vezes é meio terrosa, medicinal, ou talcada, noutras é mais empoeirada e floral. Benjoim pode atribuir um ar "enfumaçado", lembrando incenso.
    As notas variam de expressão de acordo com a concentração, com a procedência, fabricação, até com o método de obtençãop.
    E demonstram aspectos diferentes dependendo da mistura com as outras na elaboração de um acorde.
    É um perfume complexo, de composição rica. Provavelmente narizes muito treinados, de perfumistas habilidosos, serão capazes de perceber melhor suas variadas nuances. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  5. Oi Elizabete, obrigada pelas suas explicações. Na verdade comprei este perfume por ser o preferido da Diva Kate Moss. Como estamos no verão, acho que ele fica um pouco forte. Mas estamos nos conhecendo e tenho certeza que vamos nos entender. Quando isto acontecer, venho aqui pra dar meu depoimento, pois sei que ele é uma preciosidade não?! Bjokassss
    Fernanda

    ResponderExcluir
  6. Oi Fernanda.
    É um clássico muito admirado, mas existem os que não gostam.
    Perfume nasce na pele. É uma questão de química com cada pele.E cada uma é diferente da outra. Assim como nossas percepções. Acredito que ninguém sinta exatamente o aroma que o outro sente.
    Se vc não compatibilizou com esta fragrãncia é perfeitamente normal sendo um clássico famoso ou não.
    Admiro muitos perfumes, conceitualmente. A maneira que são construídos, a qualidade, mas não usaria ou procuraria adquirir todos.
    Existem alguns que cativam minha preferência. Essencialmente chypres ou orientais que tendam para o chypre, florais verdes e amadeirados.
    Contudo posso considerar alguns clássicos excepcionais.
    Por exemplo, gosto de L'Heure Bleue e ficaria muito satisfeita tendo um, mas se fosse obrigada a escolher entre ele eCoco Mademoiselle, Jolie Madame, Le Baiser du Dragon, Diva, Fendi Donna, ... seria minha última escolha.
    Contudo ganharia de outros como Bal a Versailles, St Dupont femme, Y...

    ResponderExcluir
  7. Que bela resenha!

    Adoro as resenhas do Perfumes BigHouse!

    Consegui visualizar perfeitamente Jacques Guerlain em sua inspiração pelo momento do crepúsculo, assim como os tons de azul que antecedem a noite, fantástico! Como você consegue fazer isso, Elizabeth? E consegui praticamente sentir a fragrância com essa descrição da sequência de notas. Fantástico!!!

    Esse sem dúvidas é um dos perfumes que mais quero conhecer, e espero que seja uma de minhas próximas aquisições.

    Beijos do viciado em perfume! hehe :)

    ResponderExcluir
  8. Oi Gabriel. Obrigada. Gosto de perfumes e de escrever, talvez isto contribua para que eu consiga passar as sensações que perfumes inspiradores como muitos Guerlain provocam. l1heure Bleue é uma jóia. Seja sempre bem-vindo.

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!