Pin It button on image hover

terça-feira, dezembro 29, 2009

Femme Rochas eau de parfum

Agruras em tempo de guerra.
Desafio para perfumistas que trabalhavam em condições de precário fornecimento da matéria prima, dentro de uma sociedade conturbada, caracterizada pelo conflitante clima de agressões.
Onde buscar inspiração, construir o belo entre a fealdade?
Voluptuosa e provocante atriz dedicava parte do seu tempo e atividades artísticas com o intuito de levantar o ânimo das tropas combatentes e reza a lenda que Mae West se tornou modelo inspirador do frasco sinuoso de Femme Rochas, na concepção de Marcel Rochas para um perfume essencialmente feminino que seria presentado à sua esposa.
Encomenda feita ao célebre nez Edmond Roudnitska, criação concretizada em 1943 durante a ocupação nazista na França.
Percebo a sincronia do conceito.


A beleza das curvas generosas e o temperamento desafiador fizeram da irreverente estrela um modelo sugestivo para o desenho arredondado do frasco de Femme, perfume quente, especiado e sensual, que inevitavelmente deixou um rastro de seguidores inspirados.
Veio à público em 1944 e foi sucesso estrondoso originando listas de espera para adquirir um cobiçado vidro do chypre fruitè, arredio aos moldes habituais do Chypre de Coty, sublinhando principalmente notas frutadas e aldeídicas.
Na minha visão Femme é um "belo Perfume" que atende a concepção do próprio mestre Roudnitska :
" Un beau Parfum est celui qui nous procure un choc, un choc sensoriel suivi d'un choc psychologique. Un beau Parfum est une composition dont les proportions sont heureuses et la forme originale."

A originalidade esteve presente, no equilíbrio das suas notas cálidas especiaradas e vibrantes. Sua doce sensualidade transmite a alegria de viver, temporariamente esmaecida numa sociedade que sofria os efeitos da ganância humana, dos desvarios do poder.
Femme era um choque psicológico, positivo vitalizante.
Sentimos o impacto inicial quanto somos tocados pelo doce inebriante e oriental apimentado das flores, temperadas pela canela, imediatamente assediadas por gutural e amargo toque animalic.
Desta versão eau de parfum, revisitada por Olivier Cresp em 1989, dizem ser menos cítrica e aldeídica que a original, o que dificilmente terei o prazer de comprovar. Contudo encanta, mesmo que não sintamos intensamente a acidez do limão.
Existe sim um equilíbrio quase musical entre ameixas, pêssegos maduros e flores e cominho, o tão comentado, tempera com maestria, habilmente dosado.
Sândalo, âmbar e almíscar conseguem suavizar seu acento temperado, revestindo jasmim e rosa de sensualidade e graça enquanto cravos conferem picante sofisticação.

Acorde de couro e benjoim ascende da base para revelar a beleza de cada componente e provocar a sensação de doce e requintada intimidade.
É a essência da fêmea, expressando seus devaneios mais íntimos, revelando contornos macios numa penumbra esfumaçada, que não esconde fulgores ora perolados, ora cristalinos.



Família Olfativa: Chypre frutal, 1944- ( reformulação-1989)
Gênero: Feminino
Perfumista: Edmond Roudnitska
Rastro : Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Pêssego, ameixa, cominho, pau- rosa, limão , bergamota, canela
  • Coração - Jasmim, rosa, raiz de íris, cravo, cravo-da-índia, alecrim, ylang ylang
  • Base - Baunilha, musgo de carvalho, patchuli, benjoim, âmbar, almíscar

Arte Irmã ... na poesia e na música!
Mulher
"...Para conquistar uma mulher,
mais que ser este amante, há de se querer o amanhã,
e depois do amor um silêncio de cumplicidade...
e mostrar que o que se quiz é menor do que o que
não se deve perder.

É esperar amanhecer, e nem lembrar do relógio ou
café...
Há que ser mulher,
por um triz e, então, ser feliz!

Para amar uma mulher, mais que entendê-la,
mais que conhecê-la, mais que possuí-la,
é preciso honrar a obra de Deus, e merecer um
sorriso escondido, e também
ser possuído e, ainda assim, também ser viril...

Para amar uma mulher, mais que tentar conquistá-la,
há de ser conquistado...todo tomado e, com um
pouco de sorte, também ser
amado!"


Carlos Drummond de Andrade


Vídeo:
Onde Anda Você - Toquinho e Vinicius



Imagens : Miniatura de Femme Rochas em foto de Elisabeth Casagrande; Mae West de As Mais Belas Atrizes; Fashion ilustration Marcel Rochas-Begnini; Renda para noivas de custom.com.

3 comentários:

  1. Elisabeth, amei a postagem!
    Cinco sapatinhos, ótima fixação, deixa rastro...
    Eu quero!

    Tenha um ótimo Ano Novo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Marita.
    Eau de Toilette do Femme não me deixa muito entusiasmada, pois tem um acorde forte baseado no cominho. Entretanto... no eau de parfum a distribuição é muito harmoniosa. Um perfume clássico maravilhoso.Beijocas de Feliz Ano Novo.Elisabeth

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Victor. Sinto, mas é política do blog não publicar comentários com emails, links ou informações pessoais. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!