Pin It button on image hover

quarta-feira, agosto 26, 2009

Habanita eau de parfum - Molinard

Soturna e violenta cidade dos anos 30, é retratada nas tiras do cartoon Dick Tracy.
Rápido no gatilho, másculo e decidido, o famoso policial combatia os gangsters da época dirigindo seu cadilac, elegantemente trajado em charme e estilo.
Belas audaciosas e intensas mulheres de cabelos platinados, decotes vertiginosos e fascinantes meias de seda com risca, desfilavam pelas criativas e realistas histórias.
Obrigatória presença, estas damas de aparente fragilidade revelavam glamour sensual e sofisticado ao deslizar pela noite, cortejando a criminalidade.
Não há dúvida que deixavam atrás de si uma sillage estonteante.
Perfeitamente Habanita de Molinard, fragrância que certamente despertou admiração e comentários polêmicos, quando lançada em 1924, no aroma que oscila entre doce chypre e misterioso oriental.
Com desconcertante drydown, a revelar notas masculinas encobertas por camadas espessas de doce e gritante feminilidade, Habanita não seduz uma mulher comum, mas aquela que denota entrosamento e culto ao singular.
Desperta encantamento pelo acorde profundamente doce e instigante, com sabor de canela, noz moscada e páprica doce, encerrado na mistura de petit grain e aroeira, evidente desde as primeiras notas.
Floral e oriental demonstra pouco da acidez herbal dos cítricos, mesmo quando uma verde e resinosa nota de gálbano espia timidamente entre suas dobras aveludadas.
Caprichosamente encaminha-se para o coração floral, bouquet magnífico, camuflado de forma misteriosa, abafado e nebuloso junto às notas de madeiras, resinas e incenso a provocar névoa tão densa quanto a neblina das noites frias nas tiras para Dick Tracy.
Provocativos acentos que misturam intenso tabaco, suavidade animalic de couro e doçura íntima de maquiagem, numa fragrância que poderia condensar a atmosfera de um night club de outras décadas.

Mistura-se a pele revelando familiaridade com a natureza feminina, acariciante e melífluo em delicadas emanações que evocam uma mistura de benjoim, musgo e patchuli.
Incenso e discreto apimentado permanecem emaranhados às flores dulcíssimas como ylang ylang, rosas e jasmim chocolate.
Resinas e madeiras nos levam ao tabaco raro e denso, enfumaçado que mantém junto a si um envolvente e empoeirado dulçor de antigos veludos, naturalmente fabricados em décadas anteriores à invasão dos tecidos sintéticos.
Exala o luxo e volúpia da night.
Se momentos e realidades da nossa sociedade encontram eco nas expressões artísticas, na moda e nos estilos de perfumes que foram e serão criados, Habanita faz parte deste grupo eloquente, ícones destas décadas de antagônica e sofisticada sedução urbana.
Atemporal, mantém-se a disposição da nossa ilusão para nos transportar à atmosfera mágica de um film noir.
Warren Beauty e Madonna, que interpretam os personagens carismáticos imaginados por Chester Gould, imprimem talento e beleza à história, parecendo tão adequados quanto Habanita, fazendo imaginar na penumbra de uma sala de projeção o aroma delicioso do longo drydown abaunilhado.

Ao final, levamos a sensação de ter acompanhado o destemido Dick e sua namorada sensual, numa perigosa, perfumada e envolvente aventura pelo submundo atordoante de Chicago.
Habanita eau de parfum é intenso, de rastro longo e intensa fixação.
Eau de toilette conserva as mesmas características, abrandadas em impacto e durabilidade.
Originalmentre em cristal de concepção Lalique, o pequeno e artístico frasco negro está adornado por delicados nus femininos, de cabelos longos revoltos e anelados.
Molinard apresenta uma perfumaria vigorosa, versátil e adequada para várias tendências fashion, em embalagens primorosas e belas, destacando-se os frascos com vaporizadores em sofisticado vintage.





Ficha Técnica

Família Olfativa: Oriental Floral Amadeirado, 1924
Gênero:  Feminino
Perfumista:
Rastro: Intenso
Fixação: Ótima
Pirâmide Olfativa
  • Topo - Petitgrain (cítricos),gálbano, aroeira ou lentisco
  • Coração - Vetiver, cedro, ylang-ylang, heliotrópio ou jasmim chocolate, noz moscada
  • base - Âmbar, patchuli, sândalo, almíscar, musgo de carvalho 

Similaridades: Encontradas em revista on line...Toujors Moi de Dana, Enslaved de Roja Dove, Fleur de Peau de Keiko Mecheri, Shaikhah de El Rehab

Arte Irmã: Encontra-se na música de Madonna - Sonner or Later - DickTracy


Imagens: Banner publicitário do filme Dick tracy; Banners publicitários vintage de Habanita- Molinard ; Frascos de Habanita -Imagens realizadas em Etrebelle - Shopping Palladium- Curitiba.

7 comentários:

  1. Oi Beth...não conheço Habanita, fiquei fascinada pelo texto e doida pra experimentar...Mas uma compra dessa meu cartão sucumbi ehehehehehe
    Beijão
    Melissa

    ResponderExcluir
  2. Oi Melissa.
    Eu fiquei fascinada por vários. Habanita é "o clássico",aroma bem marcante e original para a época atual, embora fosse uma tendência forte nos anos 20... É preciso personalidade forte para carregar. Existem outros igualmente bons em várias linhas olfativas.
    Nirmala é doce no mais puro estilo Angel e bem mais antigo. Iles d'Or é muito elegante e intenso,Fleur de chocolate um gourmand que lembra tremendamente o choclate preto em barra.Gardênia floralzão intenso...
    Nem sei qual será o próximo que trarei ao blog.
    E ainda tem a série das baunilhas que está me tentando....
    Uma perdição amiga... beijocas

    ResponderExcluir
  3. hahahahaha Eu fiquei muito tentada com o Nirmala tb...Confesso que foram os dois que mais me chamaram a atenção. E sigo sonhando com o Habanita, a pirâmide olfativa dele tem perfeita e completamente tudo que eu amo. Vou pedir pro Papai Noel, eu tenho sido uma boa menina esse ano ehehehehe
    Beijokas querida !

    ResponderExcluir
  4. Oi Melissa.
    Também já vi que não escapo de um Molinard (pelo menos)... E bem lembrado...Santa Claus já deve estar lendo cartinhas na Lapônia.
    Vou pensar como mandar uma lista bem grande para ele .kkkkk
    Ultimamente estou com gula para perfumes bem doces.Tenho que escolher muito bem pq não combino com qualquer baunilhas. Algumas disparam o gatilho da enxaqueca. Atéagora não senti nada errado experimentando os dulcíssimos Molinard. Tomara... Beijocas

    PS : Fiquei apaixonada pelas suas bijoux com fitas e flores. Tem um ar tão vintage...estou adorando esta moda atual.Chic e delicada.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Beth ! Fico feliz que você tenha gostado. Independente de modices e tendências sempre gostei desse ar retrô. E aproveitando que está tão em alta embarquei com tudo ehehehe E quanto a cartinha, a minha já está pronta pra postar amanhã mesmo ehehehehehe
    Beijokas flor e ótima semana !

    ResponderExcluir
  6. Olá. Que perfume é este... Habanita.. ???!!! Quero conhecer. Se for como fala o texto ahhh esses homens estão fritos em nossas mãos... De Molinard uso o Iles d'Or e já me sinto uma verdadeira Cleópatra.... moro em Curitiba e compro meus Molinard na êtrebelle do Shopping Cristal... alías o pessoal, a Sandra em especial é 1000. Volto lá amanha mesmo pra saber do Habanita... Sandra to chegando. Bjks e um feliz Molinard a tds.

    ResponderExcluir
  7. Olá anônima.
    Habanita é muito bom. E o Iles d'Or é melhor ainda. Está difícil de conseguir uma amostra deste com o pessoal da Molinar. Já passei lá duas vezes e nada...
    Tenho um ritual para fazer as resenhas e a presença de uma porção para análise é imprescindível.
    Mas ainda conseguirei fazer esta resenha.
    Quanto a Sandra, não sei se lê o blog, mas se acessar espero que leia seu recado.
    Os perfumes Molinard são vendidos nas lojas Etrebelle (cosméticos alemães) devido à uma parceria de importação, mas creio que são empresas distintas. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!