Pin It button on image hover

sexta-feira, junho 19, 2009

Diorella - Christian Dior


Christian Dior era um inovador de moda, como demonstra a sua coleção New Look, que trouxe arrebatamento e formas inéditas para vestir a silhueta feminina do pós guerra.
Afirmava que: " Perfume é o complemento indispensável da personalidade feminina, é o finishing touch de um vestido, é a rosa com que Lancret assinava suas telas "
Perseguia a renovação também na perfumaria, portanto nada mais adequado que outro inovador reacionário para compor perfumes da maison.
Assim encontrou Edmond Roudnitska que elaborou inesquecíveis fragrâncias Dior, dentre os quais o célebre Dioríssimo, baseado no lírio do vale, flor predileta do designer. Eau Savage o clássico da perfumaria masculina e Diorella - um sopro de ar fresco.


Diorella, um chypre... Xodó particular. E cítrico, outro encantamento.
Aromáticos que foram rejeitados, numa época distante, quando mente e corpo pediam lavandas leves, florais doces e almiscarados.
Revi conceitos e percebi que há cítricos e cítricos.
Na peregrinação olfativa aromáticos me seduziram,  fragrâncias verdes que nos transmitem a sensação de um mergulho na Natureza.
A mensagem de Diorella é do profundo frescor e limpidez fugindo da banalização de alguns aquáticos atuais. É a liberdade de um mergulho em correnteza transparente e borbulhante.
Deleite confortável e primoroso.


Complexo e ao mesmo tempo de uma simplicidade natural, como paisagens bucólicas e quietas, a esconder vida pulsante atrás de cada folha, na monocromia de planta e terra.
A sensação imediata denuncia o cítrico, picante e rápido como o brilho fugaz de fogos.
Associadas ao fragrante manjericão, notas verdes e orvalhadas, simulam o aroma de pele limpa, recém saída da água.
Esta sensação persiste durante toda a evolução.
Pinceladas cítricas mantém-se constantes embora tenham perdido a impetuosidade inicial.
Existe um fundo uniforme e estável que simula linearidade, porém a fragrância é complexa e notas deslizam sobre esta base confiável numa progressão que conduz ao doce das flores, suaves e elegantes, e posteriormente à sobriedade do musgo e do vetiver.
Flores que garantem a feminilidade deste perfume cuja saída é ligeiramente masculina de acordo com padrões clássicos.


Entremeando este floral muito delicado, quase que só uma percepção de doçura, está uma nota quente e ligeiramente picante que dá vida ao aroma. Calorosa e terna.
Acorde tênue se revela  sedoso e  persiste mesmo quando predominam as madeiras e musgo da base.
Impossível não gostar da sofisticação discreta de Diorella, no seu aroma claro, cintilante e verde; cuja intensidade e persistência revelam qualidade e harmonia na escolha dos componentes.
Uma composição brilhante do perfumista Edmond Roudnistka, na década de 70.
Elegância confortável e discreta como a que se pode esperar de Eau de Cologne Imperiale da casa Guerlain ( 1860), e de 4711 Original Eau de Cologne by Muelhens (1792).
Ambas na mesma linha olfativa de aromas refrescantes, cítricos, com toques transparentes e especiarados do manjericão, atenuados pela doçura de flores, embalados em folhas, seivas e madeiras nobres, como vetiver, musgo de carvalho, cedro e patchuli.
Esta mesma sensação agradável e duradoura é encontrada em outros que sucederam na linha olfativa.


Quem se encanta com Diorella provavelmente apreciará variações do mesmo tema como Eau d'Hadrien by Anick Goutal (1980), Cristalle by Chanel (1974), Eau de Jour by Fekkai (1997) e Green Tea by Elisabeth Arden (2000).
Perfumes cítricos e aromáticos a proporcionar refrescante conforto como seus antecessores.
Diorella é um dos divisores de águas que podem modificar opiniões, mudar preferências devido a qualidade da sua composição.
Perfeito para o uso cotidiano, casual, refrescante em calor opressivo ou estimulante nos cálidos dias de primavera.
Radiante, delicado e revigorante poderia ser a versão feminina de Eau Savage, visto que foi concebido em proximidade cronológica, contudo suas características indicam personalidade própria e não apenas modificações para garantir feminilidade.
Perfeitamente compartilhável, reflete a têmpera do seu criador, idealista em conceitos feministas e dogmas de liberdade.

Família Olfativa: Chypre Floral, 1970
Gênero: Unissex
Perfumista: Edmond Roudnitska
Rastro: Intenso
Fixação: Muito Boa
Pirâmide Olfativa:
  • Topo - Limão, manjericão, tangerina
  • Coração - Pêssego, madressilva
  • Base - Musgo de carvalho, vetiver

Imagens: New look Christian Dior by Pascale Richad; Oak tree-free image de HugWallpaper; Jardim de Art & Parfum do álbum "Spring in Art & Parfum" de Michel Roudnitska;Publicidade Dior em ilustração de Renee Grau, colagem de Elisabeth Casagrande

11 comentários:

  1. Beth, tenho um outro da Dior da mesma época, o Dioressence, "a essência de Dior". Pensei em te mandar uma amostra pra você escrever sobre ele - com certeza seria uma ótima resenha! que tal?
    Diz no basenotes que ele é oriental especiado, mas acho fresco e verde na saida e talcado logo em seguida, perdura por horas, nunca vi durar tanto!Fico o dia inteiro no trabalho e no fim do dia já ouvi que estava igual. Tirando o provável exagero, ele é long lasting mesmo. Se quiser a amostra, me diga que providencio. beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sérgio. Eu tenho o Eau de dior Coloressence Relaxing.É um frasco grande , redondo.Deveria ser suave pela proposta, mas é aromático, floral verde de grande intensidade e fixação.
    Lançamento de 2000.Uma criação de Domitille Michalon. A tampa é rosa. Outro semelhante com a tampa verde é Eau de Dior Coloressence Energizing. Se for o seu será ótimo,pois com os dois posso fazer uma resenha comparativa.
    Foram lançados juntos e Energizing é aromático criação de Max Gavarry.
    Podemos trocar! Obrigada. beijocas

    ResponderExcluir
  3. Beth, vi lá atrás que você não conhece o The Dreamer e que gosta de sentir o tabaco; ele é um tabaco mais adocicado, eu também o tenho e amo, ainda hoje o usei. Se quiser, mando pra você conhecer. beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Anônimo.
    Realmente The Dreammer de Versace deve ser muito interessante com seu blended floral onde predominam as tílias com notas de tabaco e ambar. Agradeço sua gentileza mas deixaremos para outra ocasião. Tenho muitos perfumes na minha lista de resenhas e estou pretendendo incluir uns florais frutais nas próximas páginas. Obrigada pela lembrança. Elisabeth

    ResponderExcluir
  5. Porque nao consigo mais encontrar nas lojas o Eau de Dior Coloressence Energizante, e um perfume que amo muito e gostaria muito de saber onde encontrar.
    Por favor, se alguem souber me avisa .
    Scheilla - Curitiba - Parana

    ResponderExcluir
  6. Scheila, acho que no Brasil... Comprei um Coloressence Relaxing faz muito tempo num site de São Paulo( nissey), mas lá também não encontro mais. Aliás o meu foi o último.
    Estas duas fragrâncias não são muito conhecidas.E se não fazem o "sucesso comercial" as importadoras param de trazer para cá.
    Tente os sites de venda internacionais.
    Ou as comunidades de perfumes do orkut.( Apaixonados por Perfumes, Perfumistas, Perfumes S/A) Talvez alguém tenha uma dica. Mercado livre( virtual) e rua 25 de março( lojas físicas) em São Paulo geralmente tem estes difíceis.Beijocas .Elisabeth

    ResponderExcluir
  7. Olá, Elisabeth. Realmente, teus sensores nasais devem ser bem diferentes dos meus (risos). Curiosa com esta resenha, fui atrás de Diorella e… fresco, mas não daquele frescor limpo de todo para o meu nariz sedento de puríssimas frescuras. Au usá-lo me ocorreu ser uma pessoa de muita mais idade tentando refescar-me para retroceder uns bons anos, mas sem grande sucesso… há ali algo que estraga a limpidez, será o musgo de carvalho? Ando intrigada com esta nota que me incomoda e não identifico! É como se fosse um talcozinho já antigo, sabe? Sensação aproximada senti em Flower Kenzo que, sendo muito mais floral e doce, me pareceu ter este toque ainda mais acentuado e enjoativo. Sem dúvida que os Escale a… são todos muitíssimo mais limpos e frescos para mim. Obrigada pelas dicas que me deu quando comentei Oxygene, depois volto pra contar minhas impressões. Beijocas perfumadas hoje com Arancia di Capri.

    ResponderExcluir
  8. Oiii. Este perfume é atemporal e talvez o que vc tenha estranhado seja o frescor aliado a densidade,complexidade e sofisticação da fragrância. Roudnitska era um estudioso dos componentes, mmas não simplista.
    Limão, manjerição, musgo são frescos, geladinhos até, mas não necessáriamente transparentes com a limpidez de "água de rocha". O frescor do musgo vem daquele aromático úmido e sombrio de bosque fechado.
    Sinto como um vento refrescante, mas talvez não tão leve quanto no fundo pode ser a presença de âmbar. Provavelmente tem. As pirâmides olfativas as vezes lançam mão de eufemismos para dar idéia do aroma, e certamente não revelam nem 1/5 das composições. Com as técnicas modernas é possível desvendar a maior parte de uma composição,porém as empresas não fornecem suas fórmulas de bandeja para a concorrência ou pirataria.
    Escale é uma linha diferente sim. Outro tipo de perfume fresco. Já experimentou Eau de Reglisse? Capim cidreira bem geladinho.Talvez vc goste mais dos ozônicos, com as últimas novidades de síntese laboratorial. Tem uma resenha com lista enorme de aquáticos. Dê uma olhadinha, são muitas sugestões dentro das várias notas olfativas, consideradas aquáticas.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  9. Esqueci... A resenha que tem as listas dos fresquíssimos aquáticos é PERFUMES AQUÀTICOS e vc acessa facilmente na caixinha de RESENHAS ESPECIAIS ou na de PROCURE AQUI /TODOS MARCADORES. Ambas no lado esquerdo da página central. Só clicar sobre a faixinha branca que aparecem opções em ordem alfabética.Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir
  10. OI Betth, um ótimo 2011 pra voce!
    Estou procurando em minha região alguns perfumes dos anos 70 e 80, os quais não consigo achar em perfumarias, ja procurei até na av. paulista e não os acho. São eles Diorella, Dioressence e Cristalle, que contem o delicioso lírio do Vale e o frescor dos citricos. Como poderia obter amostras pois procuro nessa linha um que seja minha signature.......
    Obrigada
    abraços

    ResponderExcluir
  11. Olá.
    Se você não achou em São Paulo, dificilmente achará em outras lojas brasileiras. Sâo clássico vendidos na Europa e América do Norte, não mais importados para o Brasil. Perfumes únicos, na minha opinião.
    Tenho me empenhado no último mês para conseguir amostras o que é bem difícil. A
    pesar disto trarei boas novidades para o mês de janeiro, espero. Dependo de serviços de entrega.
    Procure nas lojas que são afiliadas ao blog através de "sample perfume" ou "miniature perfume".
    Amazon costuma disponibilizar amostras, miniaturas e perfumes raros ou difíceis.
    Ou jogue sua pesquisa "sample perfume" no Google.
    Existe uma loja canadense ou norte-americana que comercializa amostras. Nâo é afiliada ao blog e por questão ética não convém mencionar, ou estarei fazendo merchandising sem base legal. De maneira geral os sites que vendem perfumaria tem que aprovar ( aceitar)o blog onde será colocado um portal de entrada. Geralmente através de um sistema com critérios específicos.
    Espero ter auxiliado de alguma forma.Boa sorte. Beijocas de Elisabeth

    ResponderExcluir

Apreciarei sua opinião ou sugestão e tentarei responder as suas dúvidas!